Artrose em cães e gatos
Crédito: Freepik
em

Artrose em cães e gatos: conheça os sintomas e tratamentos

Preste atenção ao comportamento do seu animal para saber se ele está sofrendo com essa doença

Publicidade

Muitas doenças que afetam os humanos também afetam os animais. A artrose é uma delas, e ocorre principalmente com animais idosos ou obesos. Pessoas que sofrem com artrose podem imaginar como é sofrido para um cãozinho ou gatinho ter os sintomas dessa doença que prejudica a qualidade de vida. Então, saiba como reconhecer se o seu cão ou gato tem artrose e o que fazer para ajudá-lo a viver melhor.

Sintomas de artrose em cães e gatos

A artrose é uma doença degenerativa, ou seja, vai piorando aos poucos. O que ocorre é um aumento de líquido nas articulações, junto com o desgaste das cartilagens que servem para evitar o atrito entre os ossos.

Além disso, pode acontecer a formação de osteófitos, que são os populares bicos de papagaio. Como resultado, o animal sente dor ao se movimentar, pois as cartilagens afetadas já não cumprem mais com sua função.

Publicidade

Em um caso normal, a cartilagem recobre as extremidades dos ossos, fazendo um deslizamento na hora de movimentá-los e evitando o atrito entre eles. Já num caso de artrose, a cartilagem fica mais fina, e então essa proteção fica prejudicada. Quando os ossos começam a ter algum atrito entre si, sem o deslizamento que deveria ter, surgem fortes dores, além de inchaço na região, que pode ficar mais quente também.

Por causa dessas dores e do inchaço, o animal pode apresentar:

  • Andar mais rígido
  • Apatia (não quer mais brincar e passear)
  • Demora ao se levantar
  • Dificuldades para realizar pequenos movimentos
  • Falta de apetite (especialmente quando a dor está forte)
  • Muito cansaço
  • Negação na hora de subir ou descer escadas (para evitar a dor, não é preguiça)
  • Postura encurvada

Por que acontece a artrose em animais?

Como já foi dito, é normal que a artrose seja uma das consequências do envelhecimento, e também é bastante comum que ocorra com animais obesos, pois o excesso de peso faz muita pressão sobre as articulações.

Publicidade

Mas, pode ocorrer com mais facilidade em animais que têm uma predisposição genética devido à raça e em animais sedentários.

Tratamentos

A artrose é uma doença crônica e não tem cura. Então, ao notar que o animal está apresentando os sintomas mencionados, é importante levá-lo ao veterinário para uma avaliação e para ter o diagnóstico.

O tratamento serve para aliviar a dor e melhorar a qualidade de vida do bichinho. O veterinário vai indicar as melhores opções, de acordo com a gravidade de cada caso. Pode ser feito uso de medicamento, compressas, exercícios de fisioterapia e mudanças na alimentação (para emagrecer e fortalecer as articulações).

Publicidade

Para ajudar no diagnóstico e evitar o sofrimento do seu animal, esteja sempre de olho no comportamento dele. Como seu cão ou gato não pode falar o que sente, você deve observar se ele está mais apático, evitando se movimentar muito, não querendo caminhar, correr ou brincar. A artrose pode afetar qualquer articulação, como quadril, joelho, cotovelo, pulso, fêmur e coluna.

Tem como prevenir?

Nem sempre tem como prevenir, como quando o animal tem uma predisposição genética a ter artrose ou quando ele está bem velhinho. Mas, mesmo assim é possível evitar que a artrose apareça muito cedo.

Para isso, é importante que o animal tenha uma alimentação saudável e equilibrada para evitar a obesidade e para ter articulações fortes. Em casos de cães obesos, assim que é feita uma dieta de emagrecimento, as dores diminuem bastante. Também é essencial que o animal seja ativo, ou seja, que pratique atividades físicas diariamente.

Publicidade
dispraxia

Dispraxia: saiba o que é, sintomas e tratamentos

como ser mais elegante

Como ser uma mulher mais elegante na vida