em

Clara de ovo faz mal?

Se você costuma comer ovos à vontade todos os dias, fique atento para a quantidade máxima recomendada, evitando efeitos colaterais
clara de ovo faz mal
Crédito: Unsplash

Mesmo o ovo sendo considerado um alimento com alto valor nutricional, há quem fique na dúvida se a clara de ovo faz mal. Em primeiro lugar é importante saber que esse alimento fornece muitas proteínas, além de nutrientes como o potássio, vitamina A, vitamina D, cálcio, sódio, ferro, manganês e vitamina B6.

Para quem pratica atividade física com frequência, a clara do ovo é a parte favorita, pois é nela que está a concentração de proteínas, o que é importante para o aumento da massa muscular e a recuperação da musculatura após o treino.

Mas mesmo assim é bom tirar a dúvida se a clara de ovo faz mal e como é a melhor forma de consumir para que realmente faça efeito positivo na saúde.

Clara de ovo faz mal ou não?

Dizer que a clara de ovo faz mal só pode ser verdade em duas situações. Uma, se consumir em excesso, muito mais do que o organismo necessita em um dia. A outra, se consumi-la crua, correndo o risco de estar contaminada com bactérias como a salmonela. Fora dessas duas situações não há problema em comer a clara de ovo, pois o corpo irá absorver os benefícios que esse alimento tem a oferecer, e que são muitos.

Efeitos colaterais

Clara de ovo faz mal ou não
Crédito: Pexels

Os efeitos colaterais de comer clara de ovo estão justamente associados às duas situações mencionadas acima. Veja o que pode acontecer se exagerar na dose diariamente ou se consumi-las sem os devidos cuidados no preparo.

Salmonela

Os ovos crus podem conter muitos micro-organismos nocivos à saúde, pois ficam expostos a eles em muitos momentos desde que as galinhas os põem até chegarem à feira ou ao supermercado. Uma das bactérias que se desenvolve mais facilmente no ovo é a salmonela, que fica na casca e pode passar para a clara e a gema, caso entre em contato com a parte interna.

Para garantir que o seu ovo fique livre dessa bactéria, precisa assegurar que ele fique bem cozido, fervendo-o por 10 minutos. Se for usar os ovos crus, deve lavá-los muito bem para reduzir o risco de contaminação e tomar o máximo de cuidado para que a parte interna não entre em contato com a casca na hora de quebrar.

Esgotamento de biotina

A biotina é uma vitamina com efeito de fortalecimento das unhas, do cabelo e da pele. Essa vitamina está presente em muitos alimentos, pois precisa ser reposta para que esteja sempre presente cumprindo suas funções.

Porém, nas claras de ovo existe um componente chamado avidina que impede a absorção correta da biotina. Então, comer clara de ovo em excesso pode prejudicar a saúde da pele, do cabelo e das unhas, pois o organismo não conseguirá absorver toda a biotina necessária para que essas partes do corpo fiquem sempre saudáveis.

Desenvolvimento de alergias

Quem diria que as alergias também poderiam estar ligadas ao consumo de ovos? Infelizmente é verdade, pois os ovos entram na lista de alimentos perigosos para quem tem predisposição a alergia alimentar.

Sintomas alérgicos como urticária, erupções na pele, tosse, comichões, vômito, enjoo, respiração ofegante, espirros e diarreia podem ter a sua origem nos ovos.

Tome especial atenção aos sintomas de inchaço de garganta, interrupção das vias respiratórias e queda da pressão arterial, porque são os mais perigosos, já que podem fazer a pessoa sufocar e desmaiar.

Sobrecarga de proteínas

A proteína em excesso pode representar uma situação de perigo, sobretudo se você tiver problemas nos rins. Mesmo sendo tão importantes para muitas funções no organismo, deve ter cuidado para não ultrapassar a quantidade diária recomendada de proteína na alimentação. Não dispense a opinião do seu médico em relação a esse assunto para saber a quantidade correta dos ovos que deve comer, considerando os demais alimentos do seu cardápio diário.

Quantidade máxima recomendada

A quantidade máxima de clara de ovo que se deve comer por dia depende do tipo de dieta e do estilo de vida de cada pessoa. De modo geral, um indivíduo saudável que cuida da alimentação, mas não é atleta, deve consumir em média de 0,6 a 0,8 grama de proteína por quilo de peso. Já um atleta profissional chega a consumir até 6 gramas por quilo de peso.

Então, precisa fazer um cálculo considerando que a clara não contém apenas proteína, mas também a avidina, já mencionada, além de outros nutrientes que não devem ser consumidos em excesso. Cerca de 1 a 2 ovos por dia é o suficiente, já que provavelmente você irá consumir várias outras fontes de proteínas ao longo do dia.

Deve se lembrar também que, ao comer o ovo inteiro, está consumindo ainda mais nutrientes e o colesterol da gema. Não tenha medo do colesterol, pois ele é importante para muitas tarefas no corpo, só deve cuidar com o excesso. Prefira também comer o ovo cozido se quiser consumir toda a proteína que ele contém.

Então, a melhor forma de garantir que irá comer apenas a quantidade saudável de proteína por dia, seja na clara de ovo ou de outras fontes, é consultando um nutricionista. Depois de saber o que é melhor para o seu organismo, veja também algumas receitas com clara de ovo.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0
Comentários
benefícios máscara de café
Máscara de café: benefícios e como fazer
bolo de cenoura trufado
Bolo de cenoura trufado: 10 receitas irresistíveis para aprender