botulismo
Crédito: Freepik
em

Botulismo: o que é, quais os principais sintomas e como prevenir

Sintomas de botulismo, definição e dicas para evitar o contágio

De acordo com o Ministério da Saúde, o botulismo é uma doença desencadeada pela enzima botulínica. Uma neurotoxina poderosa, capaz inclusive de levar a óbito. Ela tem alcance mundial, estando relacionada normalmente a má conservação de alimentos.

No Brasil, ela virou responsabilidade das autoridades, tornando-se uma questão de saúde pública somente em 1999, com investigação acerca de cada caso, para evitar uma epidemia, tendo assim o acompanhamento de técnicos de vigilância epidemiológica.

Existem três formas de botulismo, a alimentar, por ferimentos e intestinal, sendo a diferença entre elas, o local onde a toxina é produzida, tendo ao final, as mesmas reações neurológicas e gastrointestinais, levando a hospitalização urgente.

Veja quais são os principais sintomas dessa doença e o que fazer, caso esteja suspeitando de contaminação.

Sintomas de botulismo

Os sintomas de botulismo são muito intensos e progressivos, podendo levar a óbito em apenas 2 semanas de muita dor, problemas gastrointestinais e neurológicos. Assim, se tiver qualquer suspeita da doença, vá imediatamente ao médico e isole o alimento com suspeita de contaminação.

1. Vômito

O vômito é um dos primeiros sinais a aparecer, quando o corpo se intoxica com a botulínica, afetando o trato gastrointestinal de maneira severa. São episódios recorrentes, com tendência a jatos fortes e muita dor no estômago

Não há uma textura ou forma padrão, sendo a eliminação normal em casos de infecção, porém com bastante intensidade e repetidas vezes. Nenhum alimento ou remédio ficará no estômago, então procure um médico imediatamente.

Os melhores remédios caseiros para enjoo e vômito

2. Alterações na visão

Como o botulismo acaba atacando também o sistema nervoso, a toxina pode começar a causar uma visão mais turva, podendo ser também dupla, quando o objeto a frente fica desfocado e parece que se torna dois. Também pode ocorrer a fotofobia, uma extrema sensibilidade à luz.

Além disso, pode causar flacidez de pálpebras (ptose), dificultando ainda mais a visão, pois a pele vai cair sobre os olhos, independente da vontade do paciente. Outro motivo para que não se tente continuar as tarefas rotineiras e sim ir ao médico.

3. Diarreia

botulismo
Crédito: Notícia ao Minuto

Como se já não bastasse estar vomitando várias vezes ao dia, também a diarreia irá se manifestar, colocando o frágil estado de saúde, ainda mais debilitado. Também terá uma grande intensidade, dada a intoxicação, impedindo as atividades diárias.

A diarreia por contaminação pela toxina do bacilo, causa muita cólica intestinal, não somente no momento em que a pessoa está evacuando, mas ao longo do dia. São sentimentos de torção que beiram o insuportável.

4. Alteração da fala

Há também alterações na fala da pessoa que foi contaminada pelo bacilo, mudando perceptivelmente a voz, seja pelo ritmo, rouquidão, perda da voz ou fala extremamente pausada, mostrando inabilidade motora para falar.

Além disso, pode apresentar dislalia, que é a dificuldade para articular as palavras, como se falasse e não conseguisse mexer a boca e a língua corretamente; disfonia, quando a voz vai sumindo e ficando baixinha e até afonia, quando não consegue mais falar nada.

Conheça as principais doenças causadas por vírus

5. Dificuldade para engolir alimentos

Como todo o sistema nervoso e muscular já está sendo afetado, a pessoa passa a ter dificuldade até para engolir alimentos, água e até a própria saliva, correndo o risco de se engasgar ou sufocar com a mesma.

Por isso, enquanto a pessoa com botulismo está sendo encaminhada para a emergência, deve ficar sempre com a cabeça de lado, apoiada por um pano ou toalha, caso ela não consiga mais falar ou engolir a própria saliva.

6. Flacidez muscular

Com o tempo, a musculatura começa a ser paralisada, sempre de cima para baixo. Então os primeiros sinais de paralisia se encontram na queda das pálpebras, depois a dificuldade para engolir, passando por toda a face e pescoço.

Em seguida são os membros superiores – braços, antebraços e mãos, passando pelo tórax e membros inferiores. Depois disso, pode gerar a paralisia de músculos vitais, como o pulmão, gerando agitação psicomotora podendo levar a óbito em no máximo duas semanas.

Transmissão

botulismo
Crédito: Gorobzor

O botulismo é causada pela toxina resultante do bacilo gram positivo Clostridum botulinum, que libera esporos resistentes até a 120ºC, durante 15 minutos. São realmente resistentes e facilmente encontrados em “legumes, vegetais, mel, vísceras de crustáceos e no intestino de mamíferos e peixes”.

Porém, para produzir a toxina, o bacilo precisa estar em um ambiente perfeito, assumindo assim a sua forma vegetativa, que de acordo com o MS, tem “pH alcalino ou próximo do neutro (4,8 a 8,5), atividade de água de 0,95 a 0,97 e temperatura ótima de 37ºC”. Ou seja, o corpo humano.

Então, quando você ingere um alimento contaminado com o bacilo, ele vai encontrar o meio perfeito para assumir a forma vegetativa, liberando esporos e a toxina botulínica. Também se pode contrair a doença através da contaminação de feridas ou pela produção da toxina, ao chegar no intestino.

O que é sarcopenia? Conheça os sintomas e tratamentos

Tratamento

A primeira coisa a fazer é ir para a emergência mais próxima da sua casa, pois de acordo com o Ministério da Saúde, para “minimizar o risco de morte e sequelas, é essencial que o diagnóstico seja feito rapidamente e que o tratamento seja instituído precocemente por meio das medidas gerais de urgência”.

Também a vigilância epidemiológica será contatada,  a fim de evitar o contágio de outras pessoas que possam ingerir o mesmo produto, podendo ser fruto de uma fonte alimentar comum a todos. Foi o que aconteceu com uma família de Rondônia, onde 8 pessoas de uma mesma família foram internadas, por consumir uma maionese feita com milho em conserva.

Como prevenir

A melhor forma de prevenção do botulismo é o cuidado com as conservas caseiras, esterilizando muito bem os recipientes antes de usar e prestando atenção ao prazo de validade. É importante lembrar que dificilmente, o bacilo dará sinais de que algo está errado, mas se a conserva está produzindo gases, está turva ou com a coloração alterada, jogue fora imediatamente.

Azeites temperados em casa com alho, tomilho, pimenta e afins também podem estar contaminados. Produtos enlatados, como o milho, palmito, azeitonas, ervilhas e afins devem ser fervidos antes de ser consumidos e ter sempre a sua aparência analisada.

Lavar muito bem os objetos utilizados na cozinha, bem como os locais de conservação também ajuda a evitar a doença. Não coma produtos cuja procedência e higiene no preparo, você desconhece.

Conserve os alimentos na geladeira, pelo tempo máximo indicado, aquecendo muito bem antes de consumir, deixando que ferva por pelo menos 15 minutos. Ou seja, depois que chegar ao ponto de ebulição, deixar mais 15 minutos ou preparar no momento do consumo.

banho de assento para hemorroida

Como preparar banho de assento para hemorroida

clarear a virilha naturalmente

10 Receitas para clarear a virilha naturalmente de forma eficaz