em

Alergologista: você sabe o que é ou ouviu falar desse médico?

O nome é estranho, mas o que ele trata é bem comum para milhares de pessoas. Saiba mais sobre o alergologista.
alergologista
Designed by Freepik

Um espirro aqui, uma urticária ali e quando vê você já está na sala do alergologista. As alergias são muito comuns, existem em de vários tipos, níveis e diferentes causas. Há quem tenha alergia a medicamentos, maquiagens, alimentos, tecidos, pó, produtos químicos e, até, tudo isso junto.

Os casos mais severos podem levar à hospitalização, por isso foi tão importante que a medicina abrisse espaço para o alergologista.

Quem é esse profissional e que doenças ele trata? Continue lendo e saiba tudo.

O que é alergologia?

A alergologia é um área da medicina relativamente nova e, por isso, pouco conhecida. Basicamente, ela estuda, diagnostica e cura alergias e problemas relacionados às alergias.

Quando essa especialidade não existia eram os otorrinos, pneumologistas ou dermatologistas os especialistas recomendados para diagnosticar e tratar alergias.

Mas são tantos tipos de alergias catalogados que foi necessário ter uma área da medicina só para elas.

O que faz um alergologista?

Agora, com a alergologia é possível que o médico alergologista dedique-se especialmente a todos os tipos de doenças alérgicas que acometem as pessoas.

O médico pode tratar de pessoas em todas as idades ou ser especialista em alguma, como por exemplo a alergologia pediátrica que trata somente das doenças alérgicas em crianças e adolescentes.

Doenças alérgicas

As doenças alérgicas podem aparecer em qualquer parte do corpo, porque se espalham pela corrente sanguínea e os sintomas podem ser parecidos para várias causas. Veja as mais comuns:

  • Asma brônquica: acontece com a inflamação das vias aéreas que obstrui os brônquios e causa dificuldade para respirar.
  • Angiodema: inchaço na pele, que costuma aparecer no rosto, mãos e solas dos pés.
  • Dermatite atópica: inflamação na pele, principalmente no rosto e na cabeça, que gera coceira intensa.
  • Choque anafilático: ocorre quando o organismo se sentiu exageradamente invadido por corpos estranhos e pode levar à morte.
  • Urticária: outro tipo de inflamação na pele que deixa manchas rosadas e que ardem.
  • Febre do feno: quando a mucosa nasal inflama em contato com o pólen. Costuma acontecer na primavera porque é a época em que o pólen fica no ar.
  • Rinite alérgica: também é um tipo de inflamação na mucosa nasal que deixa o nariz congestionado, faz espirrar e coça.

Exame de alergia

Os exames para diagnóstico de alergia variam conforme a suspeita de causa e sintomas. Se o problema for na pele, o médico pode realizar um exame no próprio consultório, para determinar a causa da alergia.

Algumas vezes é necessário fazer um acompanhamento com teste de alimentos, por exemplo, que possam estar causando uma doença alérgica.

E os exames de sangue também são fundamentais, pois mostram todas as substâncias presentes no organismo e as que podem estar causando a alergia.

Quando procurar um alergologista?

Sempre que sentir qualquer sintoma de alergia que persista e incomode é recomendado procurar um alergologista.

Assim poderá ser feita a bateria de exames necessária para eliminar a possibilidade de ser outra doença e encontrar o diagnóstico para o tratamento adequado.

Diferença entre o alergologista e imunologista

O alergologista passa por um treinamento especializado em alergia e imunologia para atuar na profissão.

O imunologista é o médico que trata do sistema imunológico, ao qual as alergias estão relacionadas. Portanto, alergologista e imunologista podem, sim, trabalhar juntos.

As dicas deste artigo não substituem a consulta ao médico. Lembre-se que cada organismo é único e pode reagir de forma diferente ao mencionado. E para obter os resultados mencionados também é preciso aliar a uma vida e alimentação saudável e equilibrada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0
Comentários
fone de ouvido faz mal
Usar fone de ouvido faz mal e pode prejudicar a audição
hematologia
Hematologia: a especialidade médica que cuida do seu sangue