tipos de gordura abdominal
Crédito: Freepik
em

Quais são os tipos de gordura abdominal

Saiba como eliminar todos os tipos de gordura e reconhecer suas causas e características físicas

Muita gente fala sobre engordar e ganho de gordura, sem perceber que existem diferentes tipos de gordura que podem ser localizadas no abdômen. Essas gorduras possuem diferentes causas e são eliminadas de modos distintos. Por isso, saiba quais são os diferentes tipos de gordura abdominal e como acabar com cada um deles.

Veja também: chás para perder gordura abdominal

Tipos de gordura abdominal

Cada um dos tipos de gordura abdominal se manifesta de forma diferente em relação ao seu aspecto e fisionomia. Isso acontece devido às distintas causas que podem gerar o acúmulo de gordura, portanto os métodos para combatê-lo também são variados.

Lembre-se que a ida ao nutricionista ainda é o caminho mais seguro para conhecer as causas e combater todos esses tipos de gordura.

1. Barriga marcada no meio

A barriga marcada com “pneuzinhos” pode estar ligada ao sedentarismo, ao excesso de consumo de doces, álcool e à má alimentação. Para combater essa gordura, mude a sua rotina, faça exercícios e consuma alimentos mais saudáveis.

Para isso, você deverá reduzir bastante o consumo ou cortar doces e álcool, pois os doces possuem um alto teor de glicose e gordura, enquanto o álcool possui alto valor calórico e força o fígado. Exercícios irão ajudar a queimar essa gordura, e o consumo de alimentos ricos em fibras, carboidratos complexos e proteínas auxiliará no reestabelecimento da firmeza muscular e da pele na região.

2. Gordura no umbigo

Esse tipo de gordura está relacionado ao estresse, ao consumo excessivo de cafeína e à má alimentação, nomeadamente fazer refeições irregulares. Para acabar com essa barriguinha, tenha uma alimentação balanceada, comendo de 3 em 3 horas; preze pela qualidade do seu sono; e faça exercícios que proporcionem o relaxamento do corpo, como ioga, natação e alongamento.

Veja também: sucos para combater o estresse

3. Gordura abaixo do umbigo

Pode ser a consequência de um treino inadequado na academia, má alimentação, problemas na coluna ou maternidade recente. Para combater, aumente o consumo de fibras, hidrate o seu corpo e faça os exercícios corretamente na academia, sem forçar a coluna e com o acompanhamento de um profissional.

As fibras auxiliam na expulsão de toxinas localizadas no intestino grosso e promovem o controle do trato intestinal, além de gerarem saciedade e evitarem a sensação de fome constante.
Quanto ao cuidado com a coluna, o exercício realizado de forma errada pode acentuar a lordose (desvio que consiste na formação excessiva de uma curvatura interna na coluna), o que direciona a gordura para a região abaixo do umbigo.

4. Barriga de grávida

Mesmo depois de ter o bebê, a barriga demora a voltar ao normal. Por isso, a mulher que acabou de ter um filho parece que ainda está grávida por algumas semanas. Para perder essa barriguinha, mantenha o corpo hidratado, consuma gorduras boas e faça exercícios de contração pélvica.

A massagem localizada na área também pode ser uma boa alternativa para a recuperação da região. Outro ponto que pode ser adicionado à rotina é a ingestão de colágeno, pois ele auxilia na na firmeza da pele, sendo um nutriente essencial para que esse processo de perda de barriga seja feito de maneira eficaz. É importante sempre consultar o médico antes de tomar qualquer medicamento durante a gravidez ou no período pós-parto.

Vale lembrar também que esse tipo de gordura é extremamente normal e não deve ser motivo de constrangimento. Foram 9 meses de profundas alterações hormonais, físicas e emocionais, tenha paciência com o seu corpo.

5. Barriga inchada à noite

Se quando você acorda a sua barriga está normal, mas quando vai dormir ela está maior, esse inchaço pode estar relacionado a alguma alergia ou intolerância alimentar, à constipação intestinal ou à distúrbios na microflora gastrointestinal.

Para tratar isso, não consuma alimentos que te fazem mal, mantenha o corpo hidratado, coma alimentos com fibras e os mastigue bem antes de engolir. O propósito é corrigir o trato intestinal e evitar o inchaço.

Outro item relevante é o consumo de água suficiente, já que ela é essencial para que as fibras ajam corretamente e não formem gases que aumentem o inchaço na região do intestino. Além disso, a água evita que líquidos se acumulem no organismo, o que também diminui o inchaço.

6. Visceral

Esse tipo de gordura se acumula nas laterais do abdômen, em suas camadas profundas, mas não é muito difícil de perder, se a pessoa tiver disciplina. A gordura visceral é mais presente em homens e é comum em quem bebe muita cerveja, sendo controlada pelo corte do consumo da bebida, além da prática de exercícios físicos.

Se você achou útil conhecer os tipos de gordura abdominal, compartilhe com aquela pessoa querida que precisa ler isso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0

Comentários

dicas para emagrecer rapido

10 Dicas para emagrecer rápido

Gêmeos de outro casal

Gêmeos de outro casal: erro em clínica de fertilização cria confusão nos Estado Unidos