em

Como superar uma separação

Sair de um relacionamento significa passar por uma mudança na vida que pode ser muito dolorosa
como superar uma separação
Crédito: Freepik

De acordo com um estudo realizado na PUC Rio, “desconstruir a conjugalidade após a separação e, simultaneamente, reconstruir a identidade individual, é um processo lento e vivenciado com dificuldade pelos ex-cônjuges”. Superar uma separação é um processo doloroso, mas que pode trazer bons frutos.

O mesmo estudo percebeu que tanto os homens quanto as mulheres perceberam uma sensação de liberdade muito maior, porém essa impressão “se mistura com o sentimento de solidão, tornando os primeiros tempos após a separação, particularmente, difíceis”.

Todo o término de relacionamento é considerado morte em vida, ou seja, é a finalização de um ciclo, levando assim ao processo de luto, como aconteceria com um ente querido. Passa-se também pelas fases de negação, raiva, negociação, depressão e aceitação. Veja mais sobre isso nesse vídeo:

10 Dicas para superar uma separação e dar a volta por cima

O relacionamento terminou, e agora? Como deixar de sentir esse vazio, essa dor? Superar uma separação não é um processo simples, leva um tempo – e cada um tem o seu – mas passa. É necessário vivenciar, repensar, planejar novamente e fazer de todos os momentos um desafio positivo.

Para isso, algumas dicas podem ser úteis, ajudando a compreender melhor o que você está sentindo. Isso facilita a digestão da dor, evitando pegadinhas tão comuns durante esse processo.

1. Esqueça a culpa

O relacionamento terminou e vocês se separaram. Será que é saudável ficar procurando de quem é a culpa ao invés de olhar para a frente e simplesmente aceitar que acabou?

A culpa é um processo muito relacionado à forma com que as pessoas são educadas, buscando sempre a quem castigar ao invés de focar na solução do fato em si.

Muitas mulheres e homens caem na armadilha da culpa e ficam se crucificando. Esqueça isso, não pense na culpa, pense em como melhorar sua postura diante de tudo o que aconteceu. Se foi uma falha sua, como melhorar? Se foi do outro, como lidar positivamente?

E se tiverem filhos, vem também a culpa por deixar os filhos longe de um dos pais. Esse muitas vezes é motivo para retardar a separação, podendo fazer ainda mais mal com um exemplo de relacionamento não saudável. Não se martirize, só traz infelicidade e arrependimento. Veja um pouco mais sobre o processo de culpa na separação nesse vídeo:

2. Permita-se sofrer

Não negue seus sentimentos, sinta de verdade. Se está doendo, sinta a dor, reserve um tempo para você realmente extravasar, deixar as lágrimas correrem livremente. Pode ser sozinha curtindo aquela música triste ou com amigos verdadeiros e familiares.

Se tem filhos, não precisa ficar disfarçando, dizendo que está tudo bem. Tudo bem não estar bem! Converse, diga que está meio para baixo, mas que já já passa – e é verdade. Só tente encontrar equilíbrio para não ficar chorando na frente dos filhos pequenos.

Fundamental nesse caso é nunca se queixar do ex-companheiro para os filhos, pois ambos – pai e mãe – são os amores da vida deles e isso iria magoá-los muito. Então deixe as queixas para os adultos, ok?

Evite mascarar o que está sentindo, não somente para os outros, mas para você. De nada adianta repetir que está tudo bem, se por dentro está tudo destruído. Sinta de verdade, entenda onde estão os cacos e isso te dará força e sabedoria para reconstruir o coração, mais forte e maduro.

3. Aceite ajuda

É importante manter a compostura, sem sombra de dúvidas, principalmente no ambiente de trabalho e com as crianças, mas você não precisa ser forte o tempo todo.

Aceite ajuda. Permita que alguém compartilhe o cuidado das crianças por um tempo com você, pode ser um amigo ou um familiar. Aceite aquele abraço acolhedor da mãe e, por que não, aquelas guloseimas deliciosas que sua colega de trabalho levou para levantar o astral.

Manter uma postura fria, como se nada tivesse acontecido, é apenas a primeira fase do luto, a negação. Enquanto você não aceitar que dói, vai continuar incomodando lá no fundo, deixando suas reações mais ríspidas e a paciência mais curta. Seja forte, sim, mas se permita sentir e chorar também. Tudo na vida é equilíbrio.

4. Deixe ir

Para superar uma separação, é fundamental eliminar os objetos que estejam relacionados a vocês dois. Presentinhos recebidos e dados devem ser doados, se forem úteis para alguém, ou jogados fora. Claro que não será feito de imediato, de forma impensada, mas depois de algumas semanas já é tempo de se desfazer do que não faz mais sentido na sua vida.

Mude os lugares que costuma frequentar, conhecendo novos temperos e decorações. Para que ir àquele café que vocês amavam e ficar lá suspirando e se sentindo pior? Abra-se para conhecer novos ares, culturas e uma única nova pessoa: você mesmo. Ela certamente andou se perdendo dentro do relacionamento anterior.

5. Pare de procurar saber

Se não tiverem filhos, apague o telefone da sua agenda do celular, elimine ou bloqueie nas redes sociais, pelo menos por um tempo, até a poeira baixar. Nada de ficar olhando para onde foi, com quem estava, se viajou nas férias, para onde e com quem. Isso não te importa mais e você deve, de fato, seguir em frente.

Algumas pessoas procuram ir aos locais onde sabe que o outro frequenta para, quem sabe, encontrar “por acaso” e ver como a pessoa está se saindo sem a sua companhia. Não faça isso. É no mínimo engraçado, para não dizer ingênuo, achar que ninguém vai perceber. Se valorize!

6. Ocupe o seu tempo

Ao invés de deixar sua mente solta, pensando no porquê de tudo ter acontecido ou como poderia ter sido diferente ou pior, ocupe a sua mente! Deixar a cabeça ocupada com atividades vai fazer com que você, literalmente, não tenha tempo para ficar remoendo, depois de já ter passado o momento de luto.

Comece um curso, desenvolva um novo hobbie, aprenda a tocar um instrumento musical ou a cantar, estude um idioma e – quem sabe – planeje uma viagem para o país falante dessa língua. Faça com que seu tempo seja aproveitado como deve ser: algo valioso e único.

7. Avalie o aprendizado

superar uma traição dica
Crédito: Freepik

Como foi dito, não adianta procurar culpados ou ficar remoendo culpas. Tem que esquecer o que passou? Nunca! Aprenda com a dor e com a alegria vivenciada no relacionamento. Conheça seus limites e limitações, o que você deve ou não permitir em sua vida, até que ponto sua paciência pode e deve chegar…

Faça isso de forma sistemática e lógica para superar uma separação. Pode ser até com papel e caneta, anotando as coisas que te incomodavam e como você reagia a elas. Era uma boa forma de reagir? Como poderia ser melhor? E assim você pode fazer com diversos sentimentos, palavras e ações, reavaliando e procurando melhorar sempre – pois é esse o objetivo aqui, concorda?

8. Decida esquecer

Se a todo momento essa pessoa vem à sua mente, pode ser que você ainda não tenha decidido esquecer. “É mais forte do que eu, não consigo evitar”, você diz. Pode ser que sim, mas há formas de lidar com seus pensamentos para disciplinar a forma como se vê o mundo e as outras pessoas.

Sempre que qualquer pensamento relacionado ao ex aparecer, substitua-o por outro imediatamente, não o alimente com sentimentos e outros pensamentos complementares. Com o tempo, você naturalmente vai deixar de pensar tanto.

Deixe o passado para trás, guardando somente as boas experiências, aprendizados e as lições, deixando o sentimento de lado.

9. Viva o presente

Cuide de você, faça as unhas, dê aquela geral na barba, arrume os cabelos e está valendo até se permitir um pouco mais nas compras. Não para se embelezar para o ex ou para novos, mas para você se sentir bem, no momento presente, quase que como um fechamento de ciclo de vida.

Aproveite a companhia da família e dos amigos, faça novos passeios, inicie aqueles projetos engavetados ou crie novos. Aprenda a meditar, a respirar conscientemente, a comer melhor, a conhecer o seu corpo e mente.

Analise como está a sua vida nesse momento, no agora. O passado não tem mais importância, já passou, o que você tem que analisar e viver é o presente. Está te dando satisfação? O que é sobra e o que faz falta? A partir desse ponto, vem a última dica, planeje seu futuro.

10. Planeje o seu futuro

Você já está no momento presente e já viu o que está fazendo falta, agora só falta traçar as estratégias para alcançar. Veja o que de fato você quer para seus próximos 10 anos e trace objetivos.

Divida esses objetivos em pequenas metas, que sejam mensuráveis e possíveis de alcançar. Desse ponto, basta desmembrar cada meta em pequenas tarefas a serem realizadas diariamente, para chegar no futuro que você deseja.

Não é simples e nem fácil, mas investir nos seus sonhos (que agora podem se chamar planos), vale todo o esforço.

Veja agora um vídeo do padre Chrystian Shankar, com mais dicas de como superar uma separação e dar a volta por cima:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0
Comentários
penis amputado
Mil homens têm o pênis amputado por ano no Brasil
receitas com brócolis
10 Receitas com brócolis que são deliciosas e práticas de preparar