sono da beleza
Crédito: Freepik
em ,

O chamado sono da beleza existe mesmo?

Dormir bem é essencial, pois contribui com a saúde do corpo todo. Mas será que o sono tem a ver com a qualidade da pele?

Publicidade

Você já deve ter ouvido muitas pessoas falando “vou tirar meu sono da beleza”, não é verdade? Talvez até você use essa expressão de vez em quando. Mas, será que existe um sono da beleza de verdade, que ajuda a preservar a jovialidade da pele? Descubra agora!

O sono da beleza existe, dizem pesquisadores

Uma coisa é certa e todo mundo já sabe: dormir bem é essencial para a saúde, em todos os sentidos. Isso porque é durante o sono que o corpo se regenera, faz uma limpeza interna e se prepara para o dia seguinte.

Então, faz sentido que uma boa noite de sono funcione como o sono da beleza. Mas, vamos entender isso de forma mais específica.

Quando falamos em sono da beleza, estamos falando da jovialidade da pele, que depende do colágeno para se manter firme, elástica e viçosa.

Publicidade

Foi justamente sobre o colágeno que cientistas da Universidade de Manchester, no Reino Unido, realizaram um estudo, publicado no periódico Nature Cell Biology, em janeiro.

Os tipos de colágeno

Para entender o resultado do estudo sobre a existência do sono da beleza é importante entender que existem dois tipos de colágeno, chamados de fibrilas colágenas, que são estruturas parecidas com cordas, mas feitas de colágeno.

Tem as fibrilas grossas, com cerca de 200 nanômetros de diâmetro, que são fabricadas até os 17 anos e permanecem no corpo por toda a vida. E existem as fibrilas finas, com 50 nanômetros de diâmetro, que são quebradas no dia a dia.

Publicidade

“É como imaginar os tijolos nas paredes de uma sala como a parte permanente e a tinta nas paredes como a parte sacrificial, que precisa ser reabastecida de vez em quando”, diz Karl Kadler, principal autor do estudo.

Para explicar a importância das fibrilas finas, Kadler faz outra analogia: “Assim como precisamos lubrificar um carro e manter o radiador cheio d’água, essas fibrilas finas ajudam a manter a matriz do corpo”.

E o que os cientistas descobriram com a pesquisa foi que boas noites de sono podem reabastecer as fibrilas que foram perdidas, protegendo as partes permanentes da matriz.

Publicidade

O teste em camundongos comprovou que existe o sono da beleza

Para chegar a essa conclusão, os cientistas fizeram o seguinte experimento:

O colágeno foi observado por espectrometria de massa, e as fibrilas de camundongos foram observadas usando uma microscopia eletrônica volumétrica de última geração, a cada quatro horas, durante dois dias.

Os cientistas perceberam que, ao eliminarem os genes do relógio biológico dos animais, as fibrilas finas e grossas foram misturadas.

Publicidade

Por outro lado, com o relógio biológico funcionando corretamente, as fibrilas finas morriam e eram reabastecidas de forma correta e ordenada.

Então, o sono da beleza existe sim, e trata-se de dormir o suficiente todas as noites. Não tem nada de especial, não é um tratamento, você apenas precisa dormir com qualidade, ou seja, dormir bem, profundamente, e na quantidade de horas que o seu corpo precisa. Essa quantidade varia de pessoa para pessoa, mas, de modo geral, sugere-se o seguinte:

  • Jovem adulto (18 – 25 anos): 7 a 9 horas por dia;
  • Adulto (26 – 64 anos): 7 a 9 horas por dia;
  • Idoso (a partir de 65 anos): 7 a 8 horas por dia.

Veja também: Estudo fala sobre a relação entre doenças cardíacas e o sono

Publicidade

Artigo com informações de UOL Viva Bem

bloquear chamadas

Como bloquear chamadas no Android e no iPhone?

Já ouviu falar em candidíase cutânea?