solidão pode causar demência
Crédito: Freepik
em

Solidão pode causar demência, diz novo estudo

Estudo da Universidade de Chicago afirma que a solidão pode ser perigosa para a saúde

Ela pode trazer insights interessantes para alguns, porém pode ser muito difícil para outros. O que ninguém imaginava é que a solidão pode causar demência, no longo prazo. Essa afirmação foi feita depois de um estudo realizado pela Universidade de Chicago, com resultados realmente impressionantes.

Estar sozinho por alguns momentos é até saudável e necessário, mas viver em completa solidão não. Faz mal não apenas para a saúde da mente, mas também do corpo. O ser humano é um animal social, portanto não deve se isolar. As consequências vão muito além da saudade, pode estimular diversos problemas, como Alzheimer ou mal de Parkinson.

O que diz a pesquisa

O pesquisador e professor de psicologa John Cacioppo fez um estudo aprofundado sobre o tema, pela Universidade de Chicago, e chegou a conclusões assustadoras. Além das demências, outras doenças podem ser estimuladas, entre elas distúrbios do sono, hipertensão, depressão, estresse e ansiedade.

De acordo com o estudo, ficar sozinho pode ser pior do que fumar, para o seu cérebro. A solidão pode afetar não somente a forma da pessoa agir, mas também do seu cérebro funcionar. Ele atestou a tese através de ressonância magnética realizada em pessoas sociáveis e mais isoladas. Dessa forma, pôde ver a relação entre a solidão e o funcionamento do órgão.

Durante o exame, foi observado que aqueles que tinham uma vida social mais agitada apresentavam uma maior atividade no estriato ventral quando viam imagens de pessoas felizes. Já as pessoas solitárias, não apresentavam a mesma intensidade. Essa é uma área totalmente relacionada ao lado cognitivo, uma das atingidas pelas demências.

Também a área ligada à empatia teve um menor funcionamento em pessoas mais solitárias. De acordo com o pesquisador, isso pode levar a uma compensação em outras formas de prazer, que não envolvam sociedade. Entram aí os excessos na alimentação ou até mesmo em bebidas alcoólicas, trazendo diversos problemas não somente para a mente, mas para o corpo.

Como evitar a solidão

Que faz mal para o corpo e mente, você já sabe. Mas como evitar a solidão, quando ela parece a única possibilidade possível? Não se deve dizer que é fácil, para pessoas extremamente atarefadas ou mais tímidas, encontrar formas de interagir mais com outras pessoas. Mas você pode confirmar que é mais do que necessário.

Dessa forma, que tal buscar estratégias para lidar com essa situação de forma saudável, com uma menor pressão e maior eficiência? Claro que não se está falando daqueles momentos de solidão, tão necessários e saudáveis. Mas quando a questão se torna crônica, fazendo com que a pessoa se isole do meio, querendo ou não.

A primeira coisa a fazer é pensar sobre o que te afasta das outras pessoas. É a falta de tempo? De assuntos em comum? Vergonha? A partir daí, elaborar estratégias para que, conscientemente, você saia mais de casa e interaja com outras pessoas. Veja algumas dicas para fazer isso de forma mais simples e divertida:

  • Hobbie: sabe aquela série que você ama? Muitas outras pessoas gostam também. O mesmo vale para livros, coleções, atividades. Que tal começar um novo curso, apenas por diversão? Veja também clubes ou agremiações do tema e faça uma visita. Certamente, terão assunto em comum e muito o que compartilhar.
  • Esporte: a atividade esportiva pode agregar muito no seu dia a dia, não somente pela saúde física, mas também nas relações sociais. Entre em grupos de treinamento para corrida, ciclismo ou qualquer outro esporte que você goste ou aprecie.
  • Amigos: sabe aqueles velhos amigos, que você não vê há tempos, por causa da correria? Acredite, eles podem estar passando pelo mesmo que você. Que tal marcar um encontro para colocar a conversa em dia?
  • : encontrar pessoas que compartilhem – ou não – a mesma fé, ajuda a ter parceiros de estudos e conversas.
  • Internet: sim, a internet pode ligar pessoas, se você souber usar. Entre em fóruns de assuntos do seu interesse, explore as redes sociais e aproveite para conhecer novas pessoas e aproximar amizades antigas.

Veja mais sobre o tema solidão no vídeo abaixo, com uma psicóloga clínica.

sintomas de infarto silencioso

10 Sintomas de infarto silencioso: saiba no que prestar atenção

xeroftalmia

Xeroftalmia: conheça as doenças causadas pela falta de vitamina A