em

Síndrome do coração partido: o que é, sintomas e causas

Em algumas pessoas, reações emocionais podem causar dor física, semelhante a um infarto

síndrome do coração partido
Crédito: Freepik

Ter o coração partido é uma expressão bem comum, principalmente após um término de relacionamento ou morte de uma pessoa querida. Esse momento é para muitas pessoas um período muito estressante emocionalmente. E algumas delas sentem como se estivessem tendo um infarto. Na realidade, isso é a síndrome do coração partido, uma doença com causa emocional que afeta o coração.

O que é a síndrome do coração partido

síndrome do coração partido o que é
Crédito: Pixabay

A cardiopatia de takotsubo, outro nome da síndrome do coração partido, foi descoberta por médicos japoneses no início da década de 90. Ela é uma forma grave de lesão cardíaca que pode surgir após algum evento que gere estresse intenso. A síndrome afeta o músculo do miocárdio, que compõe os ventrículos do coração, com a função de bombear o sangue.

Causas

Quando uma pessoa passa por uma situação que gera uma forte emoção, o corpo dispara uma intensa carga de hormônios na corrente sanguínea. Isso pode ocasionar um estreitamento das artérias que irrigam o coração, afetando o órgão. Em resposta, o corpo reage de uma forma semelhante a um infarto. A síndrome afeta o miocárdio do ventrículo esquerdo, que bombeia o sangue a ser distribuído pelo corpo.

A síndrome do coração partido é mais comum em mulheres, representando um pouco mais de 90% da ocorrência, principalmente naquelas com idade entre 61 e 76 anos, que estão no período de pós-menopausa. Como depois desse período o corpo feminino para de produzir o hormônio estrogênio, que protege o coração, as mulheres ficam mais vulneráveis a desenvolver a síndrome.

Pessoas que sofrem de doenças neurológicas e psiquiátricas também possuem mais chances de desenvolver a síndrome.

Sintomas

síndrome do coração partido sintomas
Crédito: Pixabay

Os sintomas mais frequentes são falta de ar e dor no peito, podendo ocasionar tonturas e desmaios. A dor no peito costuma ser rápida, durando alguns minutos ou algumas horas, no máximo. Já a falta de ar pode durar mais tempo, dependendo do quão prejudicado está o miocárdio.

Como os sintomas juntos são semelhantes a um infarto, muitas vezes os que estão sofrendo da síndrome são atendidos nos hospitais como se esse fosse realmente o problema. Mas os resultados dos primeiros exames já conseguem a exclusão da suspeita de infarto.

A maior diferença entre o infarto e a síndrome é que a segunda é totalmente tratável. Já o infarto causa danos permanentes.

Síndrome do coração partido pode matar?

O índice de complicações graves, ou mesmo morte, relacionados à síndrome do coração partido é bem baixo. Mas isso ocorre caso o problema no ventrículo esquerdo seja grave, o que leva o coração não bombear a quantidade suficiente para o corpo. Com isso, a pessoa que sofre da síndrome pode morrer. Porém não é comum que isso ocorra.

receitas veganas

20 Receitas veganas fáceis para experimentar

15 Receitas de mousse de chocolate branco divinas