em

Tudo o que você precisa saber sobre problemas no joelho!

Descubra quais são as lesões mais comuns e que tratamentos são realmente eficazes

Sem dúvida, os joelhos são umas das mais importantes partes do nosso corpo: são eles que ajudam a suportar o nosso peso quando estamos em pé, são eles os que mais trabalham quando corremos, saltamos ou subimos e descemos as escadas, por exemplo.

E isso faz com que os joelhos estejam mais suscetíveis a lesões que exigem um maior cuidado.

E para tratar dos problemas que podem aparecer,  existem defensores da medicina alternativa, além de diversos tratamentos que estão sendo estudados, como a injeção de ácido hialurônico e de células-tronco.

O ideal mesmo é cuidar dos joelhos, para que nenhum tratamento seja necessário!

Há motivos de preocupação se os seus joelhos fizerem um barulhinho sempre que você se abaixa?

Não, a não ser que você sinta alguma dor, que o joelho esteja inchado ou que haja dificuldades em mexer o joelho.

Esse barulhinho pode estar apenas associado a bolhas de ar.

Caso você sinta dor, inchaço ou dificuldades em se manter em algumas posições, é provável que você esteja sofrendo de uma ligeira lesão na cartilagem.

Na maioria dos casos, esse problema se resolve sem um tratamento específico em pouco tempo.

Se isso não ocorrer, consulte-se com o seu médico.

Qual tratamento indicado para as lesões do joelho?

 

A maioria das lesões da cartilagem e dos ligamentos melhora por si só num espaço de poucas semanas, mas, por vezes, pode ser necessário recorrer a uma intervenção cirúrgica.

Destacamos ainda que uma lesão do ligamento cruzado anterior é uma lesão desportiva comum que causa dor e instabilidade no joelho. É especialmente frequente no esqui e no futebol.

Quem sofre de síndrome de dor patelo-femoral deve desistir do ginásio?

Essa síndrome costuma afetar mais as mulheres jovens e que praticam algum esporte, manifestando-se com um ligeiro incômodo e com um ranger na parte da frente de ambos os joelhos, ao redor da patela.

Os sintomas podem piorar após você ficar sentado durante muito tempo, durante a subida e a descida de escadas e quando você se ajoelha ou se agacha.

A curto-prazo, é possível cuidar dessa síndrome através de sacos com gelo e gel anti-inflamatório. Os exercícios para fortalecer os músculos que se encontram ao redor do joelho devem resolver o problema.

Pode ser necessário alterar a forma como você pratica exercício físico, optando por caminhar ou andar de bicicleta em vez de correr e de saltar.

Se sentir algum problema no joelho, você deve evitar correr?

Não necessariamente.

Atletas de elite, corredores e jogadores de futebol costumam ter lesões no joelho.

Além disso, para a maioria de nós, está comprovado que até mesmo as corridas de longa distância não aumentam as chances de desenvolvimento de osteoartrite.

De resto, até os corredores mais velhos com uma ligeira osteoartrite não pioram o seu quadro, mesmo continuando a correr.

O que se pode fazer para tratar de uma osteoartrite?

É fundamental continuar praticando atividade física e manter o corpo saudável, mas pode ser necessário recorrer a uma intervenção cirúrgica em alguns casos.

Medicamentos para dor e injeções de esteroides também são uma boa ajuda a curto-prazo.

Prótese de joelho

Se sentir dores no joelho e o seu raios-X apresentar uma osteoartrite severa, será necessário recorrer a uma prótese?

Antes de mais, é sempre bom ter em conta o que se está passando com o paciente e não aquilo que é visível por um raio-X.

Em relação à prótese, esse procedimento se tem mostrado bem eficaz: a maior parte das pessoas que sofre de algum problema nos joelhos se sente melhor depois da intervenção. Quanto pior for o quadro, melhor os pacientes se sentem.

Porém, só se recorre à prótese após se confirmar que os sintomas são bastante incômodos e depois de se ter tentado outras opções, como exercício físico, perda de peso e analgésicos.

Como saber que tratamentos realmente funcionam num quadro de osteoartrite?

O que nós podemos aconselhar é que você avalie bem cada um dos procedimentos.

Por exemplo, algumas pesquisas comprovaram que a acupuntura não trata uma osteoartrite, mas, pelo menos, é segura e ajuda alguns pacientes a relaxarem.

Também existe uma ausência de evidências quanto à eficácia do electroestimulador TENS, mas, pelo menos, é uma alternativa mais acessível e segura.

Por outro lado, as palmilhas ortopédicas podem ser colocadas nos sapatos para aliviar a pressão dos joelhos. Essa técnica não trata da osteoartrite, mas é acessível, segura e, por vezes, é até eficiente em amenizar as dores.

Os suplementos de glucosamina e de ácido condroitinossulfúrico são populares, mas não há nenhum resultado evidente que recomende a sua utilização.

De resto, o pigmento amarelo da cúrcuma conta com alguns químicos que são apontados como fortes aliados no combate à osteoartrite. No entanto, seria necessário consumir 1 tonelada desse ingrediente para obter uma melhoria significante.

E relativamente à injeção de esteroides?

Essa injeção é capaz de assegurar um rápido alívio da dor, do inchaço e do enrijecimento.

O seu efeito se prolonga durante 3 meses ou mais.

Mas ainda não se chegou a nenhuma conclusão relativamente à sua eficiência: de acordo com um estudo, 44% das pessoas que tomaram essa injeção sentiram uma melhoria na dor, em comparação com os 31% que receberam uma injeção placebo.

Além disso, 36% relataram uma melhoria na função do joelho, em comparação com os 26% que tiveram a injeção placebo.

O que fazer quando a lista de espera para as sessões de fisioterapia do Sistema Único de Saúde é muito extensa? Existem boas alternativas?

O melhor é você se manter nessa lista, mas aproveitando o tempo de espera para caminhar diariamente e fazer exercícios para fortalecer e estabilizar os joelhos.

Afinal, não há muitas evidências que comprovem que a fisioterapia ou outras técnicas manuais são muito mais eficazes do que fazer esse tipo de exercícios.

Quando devo me consultar com um médico?

Visite o médico se o seu joelho ficar vermelho, inchado, dolorido ou rígido, sem nenhuma causa aparente.

Essa visita se torna urgente se você estiver com febre, se sentir indisposto, não tiver forças nas pernas, se submeteu recentemente a uma intervenção cirúrgica no joelho, se o seu sistema imunológico está mais frágil ou se sente dores em outras articulações.

Se o seu joelho ficou inchado ou dolorido após uma queda ou trauma, você pode ter de ir diretamente para um serviço de emergência.

Caso uma criança sinta dores no joelho, também é recomendável que visite o médico: não confie no mito de que são somente “dores de crescimento”. É melhor prevenir.

Sempre que começar mancando do nada (e sem nenhuma causa aparente), consulte-se com um médico urgentemente para despistar uma possível infecção.

Assista a esse vídeo para saber mais sobre problemas nos joelhos:

Importante: as dicas do site não devem substituir uma consulta ao médico!

Compartilhe essa dica!
As dicas deste artigo não substituem a consulta ao médico. Lembre-se que cada organismo é único e pode reagir de forma diferente ao mencionado. E para obter os resultados mencionados também é preciso aliar a uma vida e alimentação saudável e equilibrada.
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0
Comentários
Gordura no fígado? Conheça 6 soluções caseiras e fáceis de fazer
Livre seu fígado de gorduras com essa receita!