Passeio com cães
Crédito: Freepik
em

Passeio com cães: qual o tempo e a frequência ideais?

Se você precisa sair de casa para ver o mundo e movimentar o corpo, saiba que seu cão tem a mesma necessidade

Publicidade

Depois de terem passado por uma quarentena com necessidade de isolamento social, muitas pessoas entenderam porque é importante levar seus cachorros para passear. Sem exercícios, e sem ver o mundo lá fora, o corpo começa a adoecer, fica entediado, estressado, engorda da forma errada, vai “enferrujando”. Com seu cão é assim também, e o passeio com cães é uma das soluções. Mas, você sabe por quanto tempo deve durar o passeio, e qual é a frequência necessária para garantir todos os benefícios ao seu pet? Tire as dúvidas agora!

Passeio com cães: tem que ser todo dia?

Se for possível, sim. Se depender apenas da sua boa vontade, não fique de preguiça. Leve seu pet para um passeio um pouco maior do que o tempo que você sai só para ele fazer as necessidades. Deixe ele caminhar bastante, se der para correr é ótimo também.

Não tem problema se você realmente não puder passear com seu cão todos os dias, desde que ele tenha outras formas de gastar energia e alongar o corpo em casa. Mas, se você resolveu ter um cão, faz parte da responsabilidade ajudá-lo a se exercitar todos os dias.

Benefícios do passeio com cães

Só há benefícios em passear com seu cachorro. Aliás, muitos benefícios são para você também, que acaba saindo de casa para espairecer, alongar e fortalecer o corpo. Para os cães, os principais benefícios são:

Publicidade
  • Gastar uma boa carga de energia
  • Aumentar a sensação de bem-estar
  • Fortalecer os músculos
  • Queimar calorias
  • Preservar os instintos naturais do animal
  • Socializar com outros animais e humanos
  • Fortalecer o vínculo entre vocês

Veja também: Cuidados a ter quando for passear com seu cão

Quanto tempo deve ter o passeio?

Aí vai depender da raça e do porte do seu cão, e também de como é a rotina em casa, se ele gasta energia de outras formas ou não.

De modo geral, cães de pequeno porte, como Pinscher, Yorkshire e Maltês, ficam satisfeitos com 30 minutos de caminhada.

Publicidade

Os cães braquicefálicos, como o Pug, Bulldog Francês e Shih Tzu, preferem caminhadas leves e bem curtas, já que eles têm mais dificuldade para respirar. Se for caminhar por mais tempo, faça pausas para o cão descansar, e vá andando devagar.

Os cães de médio e grande porte, de raças bem ativas, como Border Collie, Golden Retriever, Dálmata, Pastor Alemão e Labrador, precisam de passeios com cerca de 40 a 60 minutos de duração.

Os cães de caça e criados para trabalho, como alguns desses citados acima, além do Dogue Alemão e do Rottweiler, por exemplo, precisam se sentir úteis, em movimento. Além do passeio de 1 hora, faça outras atividades como brincadeiras e desafios, para mantê-los com bem-estar e mais felizes.

Publicidade

Já os cães idosos precisam que você avalie as condições de saúde deles e defina o tempo mais adequado. Geralmente, 30 minutos é o bastante, e a caminhada deve seguir no ritmo do cão. Melhor ainda é se você puder passear com ele duas vezes por dia, com caminhadas de 20 minutos por vez. Se perceber que ele está preguiçoso, se recusando a continuar, é melhor voltar para casa, pois ele já cansou.

Artigo com informações de Patas da Casa

Síndrome vasovagal

Síndrome vasovagal: saiba o que é, sintomas e como se cuidar

alimentos que aumentam ácido úrico

Cuidado! Esses são os alimentos que aumentam ácido úrico