em

Mulher fica com orelha deformada depois de piercing

A causa do problema foi queloide, que levou a mulher a ter dores e tontura

Orelha deformada por piercing
Crédito: TLC

De acordo com a revista Saúde com Ciência, da UFMG, “o piercing é feito com a inserção e fixação de uma peça em alguma extremidade do corpo”, como na orelha, sobrancelha, lábio e similares. Deve ser feito com metal adequado e total cuidado com a higiene, tanto antes quanto depois de colocar. Além disso, os equipamentos devem ser estéreis, para não haver contaminação. Veja quais são os cuidados necessários depois de colocar o piercing:

  • Limpeza com água e sabonete diária;
  • Não se expor à luz do sol por dois meses;
  • Usar pomada antibiótica por 15 dias;
  • Procurar ajuda médica em caso de infecção ou inflamação.

De acordo com a revista, um grande risco que se corre é a formação de queloide no local da aplicação. Ele é “um crescimento excessivo do tecido cicatricial conhecido como colágeno, uma proteína que se desenvolve em torno da pele danificada e ajuda a selar a ferida”. E foi exatamente isso o que aconteceu com essa mulher.

Orelha deformada por piercing

Orelha deformada por piercing retirada
Crédito: TLC

Jennifer, de apenas 29 anos, viveu um drama em sua vida, quando tentava somente colocar piercings nas orelhas. O corpo não reagiu bem, formando gigantescos queloides, que pesavam 28 gramas, juntos. Ela teve exatamente a reação citada anteriormente, sentindo muita dor de cabeça e até tontura.

Decidiu então entrar em contato com um show de televisão, pedindo a cirurgia para acabar com o problema. Dessa forma, ela foi atendida por Dra. Sandra Lee, responsável pelo programa Dra. Pimple Popper (em tradução livre, estouradora de espinhas). A médica fez a cirurgia, mas avisou que ela perderia parte da orelha. Além disso, o queloide poderia voltar.

Orelha deformada por piercing resultado
Crédito: TLC

Depois da cirurgia, Jennifer se sentiu aliviada e as dores acabaram. Ela está fazendo um tratamento com medicamentos e radiação, para que o queloide não se forme novamente. Grata, ela disse em entrevista a um jornal local que “tudo mudou para melhor. Sem mais dores de cabeça, sem mais vertigem. Eu não preciso me esconder. A Dra. Lee me deu um futuro. Ela praticamente me salvou”.

dicas de remédios caseiros para enjoo

14 Remédios caseiros para enjoo e vômito

carne estragada

Carne estragada: como identificar e quais cuidados ter para evitar