limpeza do fígado e vesícula
Crédito: Freepik
em

Limpeza do fígado e vesícula: aprenda passo a passo

Ao manter o seu fígado limpo, outros órgãos conseguem trabalhar em equilíbrio e manter a sua boa saúde

Muito se fala sobre fazer uma limpeza do fígado e vesícula para prevenir doenças, e faz todo o sentido. Mas nem todo mundo sabe o quanto o fígado é importante para o bom funcionamento do organismo de modo geral, e acabam por deixar essa prática de lado.

O fato é que os problemas de saúde realmente começam a aparecer quando o fígado está sobrecarregado, e muitos não entendem o que se passa no próprio corpo por nem conhecem as funções desse órgão. Então, veja agora por que é importante limpar o organismo periodicamente e como fazer isso.

Veja também: sintomas de gordura no fígado

Importância de limpar os órgãos

Fazer a limpeza do fígado e vesícula é uma atitude muito importante porque ajuda a melhorar a saúde de modo geral. Pelo fato de o fígado ser um grande filtro do organismo, e embora ele seja muito forte, acaba ficando bastante intoxicado ao longo do anos.

Quanto pior for o estilo de vida de uma pessoa, no sentido de alimentação, sedentarismo, alcoolismo e uso de medicamentos, mais intoxicado será o seu fígado, pois o órgão terá sempre muitas toxinas e resíduos para filtrar. Ou seja, 60% a 70% da desintoxicação do organismo fica por conta do fígado.

Além do mais, tem também a sobrecarga emocional que afeta o corpo de forma física, pois quando uma pessoa está com muitos sentimentos negativos, como raiva e estresse constante, esses sentimentos acabam se tornando toxinas. Tem o contato diário com produtos químicos, inclusive cosméticos, e tudo isso conta.

Então, quando o fígado (e consequentemente a vesícula) está sobrecarregado de resíduos, acaba ficando doente e afetando os outros órgãos que atuam no restante da desintoxicação, que são os pulmões, os rins e a pele.

Como resultado, o corpo vai começar a demonstrar sintomas de que o fígado não está bem, como cansaço excessivo, coceiras pelo corpo, dores de cabeça mais frequentes, irritabilidade, mau hálito, aumento de peso, aumento da sudorese e aumento da acne, representando um desequilíbrio hormonal e no organismo de modo geral.

É por isso que você deve fazer a limpeza do fígado e vesícula periodicamente e, ao mesmo tempo, procurar adotar um estilo de vida mais saudável, com alimentos naturais e orgânicos, menos bebida alcoólica, livre de cigarro e evitando tomar remédios sem uma verdadeira necessidade. Sempre que possível, recorra aos remédios naturais, como chás.

Como fazer passo a passo

Agora que sabe da importância de fazer uma boa limpeza no fígado e vesícula de tempos em tempos, aprenda como proceder com essa limpeza, que acontece ao longo de 6 dias com uma dieta de preparo e depois mais 4 dias para a limpeza propriamente dita e a recuperação. Procure fazer isso nas férias, pois seu corpo não poderá atender à rotina normal. Veja as recomendações da Dra. Elizabeth Carvalho:

Cuidados nos primeiros 5 dias

Compre maçãs frescas e orgânicas e faça 1 litro de suco natural a cada dia. Utilize um aparelho, como um juicer, que permita extrair toda a polpa da fruta tomar o sumo puro, sem água. Tome 1 litro ao longo de cada dia. Se quiser, pode tomar mais.

A ideia é que o ácido málico da maçã ajude a amolecer os cálculos (pedrinhas), facilitando sua passagem pelos ductos biliares depois. O efeito de fermentação da fruta vai ajudar a expandir esses ductos. Você vai precisar de uma média de 12 maçãs por dia.

Atenção: diabéticos e pré-diabéticos não devem tomar esses suco nessa quantidade diária por conter muito açúcar natural. Essas pessoas devem recorrer ao auxílio médico para saberem como proceder, provavelmente substituindo o suco por doses de ácido málico 3 vezes ao dia após as refeições.

  • Além do suco, deve-se beber bastante água, cerca de 6 a 8 copos ao dia.
  • Escolha alimentar-se com comida morna ou na temperatura ambiente, evitando comida fria ou congelada.
  • Dos alimentos de origem animal, coma apenas ovo, evitando todas as carnes e laticínios.
  • Evite comer grãos (milho, trigo, feijão, ervilha, grão-de-bico). Pode comer arroz em pequena quantidade.
  • Evite o glúten, os açúcares e carboidratos em geral. Exceto pelo suco de maçã, coma as demais frutas inteiras, de 3 a 4 porções ao dia, não mais do que isso.
  • Não coma qualquer tipo de alimento industrializado.
  • Para cozinhar a comida, use óleo de coco. Para temperar, use azeite de oliva extravirgem e sal marinho integral, grosso ou rosa.
  • Não coma em excesso. Um pequeno prato de comida por refeição já basta.
  • Se estiver tomando medicamentos, mantenha somente os realmente necessários. Não tome vitaminas ou suplementos nesses dias.

Cuidados no dia 6

No sexto dia de preparo da sua limpeza do fígado e vesícula:

Tome um café da manhã leve mantendo a ingestão do litro de suco de maçã, coma outras frutas e suco verde. No almoço, coma um pouco de arroz e legumes cozidos no vapor. Faça dessa a sua última refeição, às 13h30. Depois disso, só água.

Para o ácido málico: quem for tomar o ácido málico ao invés do suco de maçã, a dosagem é de 1 sachê de 2 gramas diluído em 1 copo de água 3 vezes ao dia, após as refeições principais, totalizando 18 sachês. Se forem cápsulas, serão de 500 mg, 4 cápsulas 3 vezes ao dia, no total de 12 cápsulas ao dia por 6 dias.

Fazer enemas (lavagens intestinais com água inserida pelo ânus): os horários dos enemas podem ser às 17h, 19h e 21h. Para isso, compre um irrigador próprio para lavagem intestinal. O enema deverá ser feito 2 litros de água cada vez. Veja no vídeo como fazer um.

Tomar sais de Epsom: Prepare 2 sachês de 25 g cada diluídos em 1 litro de água. Tome metade às 18h e o restante às 20h do sexto dia e às 06h, 08h e 10h do sétimo dia. Só precisa tomar a última das 10h caso ainda não tenha ocorrido nenhuma eliminação de resíduos. Os sais atuam como laxantes e dilatadores dos ductos para eliminação das pedrinhas.

Tomar mistura de azeite de oliva extravirgem: faça uma mistura de 125 ml de azeite com 125 ml de uma mistura de sumo de limão e laranja, chacoalhe bem e beba às 22h do sexto dia. Beba de pé, sem interrupção, e deite-se logo em seguida, de barriga para cima, com 2 travesseiros para elevar o tronco. Fique em silêncio esperando o efeito que serão os movimentos peristálticos que vão estimular a eliminação das pedras de dentro do fígado.

É normal sentir mal-estar e náuseas, que passarão até o dia seguinte. Quando quiser evacuar, não hesite. Coloque uma peneira grande (usada só para essa função) no vaso sanitário para que possa ver a quantidade de pedras a serem eliminadas.

Cuidados no dia 7

Às 06h tome a sua terceira dose de sal de Epsom. Se estiver sede, beba água primeiro. Fique deitado, lendo um livro, meditando ou dormindo. Às 08h tome a outra dose de sal de Epsom. Mantenha-se em casa, deitado, e evacue caso sinta vontade.

Se ainda não tiver vontade de evacuar, tome mais uma dose de sal de Epsom às 10h. Pelas 12h faça mais um enema. Depois pode tomar um suco verde.

A partir das 13h30 almoce arroz cozido e legumes ao vapor.

Mantenha a alimentação leve por mais 3 dias, pois estará em um período de recuperação.

Essa limpeza completa pode ser necessária mais vezes em um curto período de tempo até que o seu organismo esteja realmente limpo. Você pode fazê-la uma vez ao mês e, depois de estar bem limpo, de 1 a 2 vezes ao ano.

Pedras eliminadas e mais saúde

limpeza do fígado pedras eliminadas
Crédito: Dra. Elizabeth Carvalho

O resultado será de mais saúde, menos doença, mais energia e vitalidade, mais flexibilidade, melhora da saúde emocional, da criatividade, redução de dores e retardamento do processo de envelhecimento. Na imagem acima, exemplos do que esperar da sua eliminação de pedras. Quanto mais escuras, mais tempo elas estavam no seu fígado. Converse com um especialista sobre esse processo, pois nem todo mundo deve fazer sozinho em casa.

9 Comments

Leave a Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0
sintomas de gordura no fígado

6 Sintomas de gordura no fígado para se alertar e buscar tratamento

perdeu pai por negligência médica

Pai morre na emergência depois de 5 horas de espera no Rio de Janeiro