infarto fulminante
Crédito: Freepik
em

Infarto fulminante: saiba o que é e quais os sintomas

Em um caso de infarto é preciso agir rápido para que a pessoa tenha chance de sobreviver

Publicidade

O infarto do miocárdio, popularmente chamado de ataque cardíaco, ocorre quando as células de uma determinada região do músculo do coração morrem. O motivo geralmente é a presença de um coágulo de sangue que interrompe a passagem de sangue e de oxigênio para o coração de forma súbita. Se a pessoa com infarto receber um atendimento médico imediato, tem chances de sobreviver. Mas no caso de um infarto fulminante é diferente.

O que é?

De acordo com o Dr. Drauzio Varella, o termo “infarto fulminante” não é usual entre os médicos e passa a ideia errada de que a pessoa estava com a saúde plena e, de um minuto para o outro, o coração para e ela morre. Não é bem assim que acontece.

O termo correto seria “morte súbita” que é quando o coração sofre o infarto e a pessoa vai a óbito na hora ou até 24 horas depois. A morte súbita pode ocorrer por outras causas, mas a principal é o infarto do miocárdio.

Causas e fatores de risco

Geralmente, a causa da morte nas primeiras horas após o infarto é a arritmia cardíaca. Ela pode ser ocasionada por problemas cardíacos congênitos (desde o nascimento), por histórico familiar de infarto (hereditário), mas também por causa do tabagismo, colesterol alto, pressão alta, sedentarismo, obesidade e estresse. Quanto mais fatores se reunirem na mesma pessoa, maior o risco de ela infartar em algum momento da vida, mesmo que seja jovem.

Publicidade

O que a pessoa sente quando tem um infarto fulminante?

A pessoa que passa por um caso fulminante sente a mesma coisa que em um caso de infarto não fulminante. O termo “fulminante” apenas é usado para dizer que a pessoa morreu na hora ou até 24 horas depois de ter tido o infarto do miocárdio.

A sensação, de acordo com os médicos e pacientes que sobreviveram, é de total falta de controle sobre o corpo, pois a dor forte no coração impede a pessoa de conseguir agir e até de pedir ajuda. É angustiante, não se pensa em nada no momento, apenas é possível esperar que alguém esteja vendo para chamar o atendimento de emergência.

Outros sintomas

principais sintomas de infarto
Crédito: Freepik

Ele, bem como o infarto do miocárdio que não mata, apresenta os sintomas de forma rápida e aguda. A intensidade dos sintomas vai depender da gravidade da lesão causada no músculo do coração.

Publicidade

Além disso, os sintomas podem ficar bem mais camuflados nas mulheres e nas pessoas diabéticas, o que aumenta o risco de morte, já que a pessoa não sabe que está infartando e não busca ajuda.

Dor no peito e sensação de aperto no coração

Como o problema afeta diretamente o músculo cardíaco, o principal sintoma é uma forte dor no peito com uma sensação de aperto que irradia para o braço, o maxilar ou o estômago. Mas na hora a pessoa não consegue descrever.

Falta de ar

Como o fluxo de oxigênio no corpo todo é interrompido, a pessoa vai sentir falta de ar. Somente ao ser levada para o pronto socorro e receber oxigênio de cilindros ela voltará a respirar normalmente.

Publicidade

Mal-estar geral

Como está passando por um grave dano no coração, que afeta todo o corpo com falta de sangue e de oxigênio, a pessoa vai sentir um mal-estar geral, muito cansaço e moleza e vai suar frio.

Sintomas que antecedem o infarto

Esses sintomas mencionados acima são os que ocorrem no momento do infarto, mas o corpo geralmente envia sinais semanas antes de o infarto se consumar. A pessoa sente dor da região torácica, falta de ar, indigestão e desconforto abdominal, suor frio, tontura e fraqueza que vão e voltam e, por isso, a pessoa acha que é algo passageiro.

Sintomas nas mulheres

Nas mulheres, os sintomas podem ser confundidos com problemas de saúde menos graves. Nem sempre elas sentem a dor no peito, mas sim, sente enjoo e mal-estar geral, muito cansaço sem razão aparente, falta de ar, desconforto na garganta e no queixo e os batimentos cardíacos ficam irregulares.

Publicidade

O que fazer em uma situação de infarto?

infarto fulminante como ajudar emergência
Crédito: Freepik

Se estiver presente no momento em que uma pessoa começar a ter os sintomas, a primeira coisa a fazer é ligar para o número 192, que é do SAMU, e ouvir com atenção as perguntas do atendente, informando que está com uma pessoa com sintomas de infarto.

Se for possível também pode colocar a vítima em um veículo que esteja disponível no momento e levá-la ao pronto-socorro o quanto antes. Para ter agilidade sem correr o risco de acidentes é preciso manter a calma. A agilidade é necessária, pois o infarto fulminante pode matar em poucos minutos.

Se chamar a ambulância, enquanto ela estiver a caminho, fique ao lado da pessoa e acalme-a, dizendo que os médicos já estão chegando. Deixe-a em um local calmo e arejado e fique conversando com ela calmamente para checar sua consciência, mas sem exigir respostas complexas.

Publicidade

Se a pessoa tiver uma parada cardíaca ou parar de respirar, pode fazer uma massagem cardíaca para tentar reanimá-la. Para isso é preciso saber aplicar a massagem, veja no vídeo e aprenda, pois você poderá salvar uma vida quando menos esperar:

2 Comments

Leave a Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0
lasanha low carb de repolho

Lasanha low carb: receitas para um almoço especial

como prevenir infarto

Como prevenir infarto para evitar suas consequências