identificar dor de cabeça é preocupante
Crédito: Freepik
em

Quando a dor de cabeça é preocupante? Saiba identificar os sinais

Conheça os sintomas de quando a dor de cabeça é normal e quando pode representar algo mais grave

É possível dizer, sem exagero, que todas as pessoas sofrem com dor de cabeça, vez ou outra. De acordo com o neurologista paulista Leandro Teles, em matéria no seu site, acredita-se que 90% da população adulta tenha dor de cabeça pelo menos 1 vez por ano, sendo que 60% dos homens e 75% das mulheres as sentem até 1 vez por mês.

Mas, na maioria das vezes, é uma dor que aparece e desaparece de forma rápida, não causando preocupação. Por outro lado, é importante estar atento à frequência da dor, sua intensidade, localização e demais sintomas que o corpo manifesta para ser capaz de identificar quando a dor de cabeça é preocupante.

Existem as pessoas que sentem uma dor chata na cabeça, mas, após tomar um remédio, estão ótimas. Existem, ainda, aquelas pessoas que sentem uma dor tão forte que quase não se aguentam de olhos abertos. Essas dores mais fortes são as enxaquecas e cefaleias primárias. Fazendo o tratamento adequado, os sintomas ficam mais fáceis de lidar com o passar do tempo.

Quando a dor de cabeça deixa de ser normal?

saber quando dor de cabeça é preocupante
Crédito: Freepik

A maioria das dores de cabeça não trazem maiores preocupações. Entretanto, as chamadas cefaleias secundárias são preocupantes. Esse tipo de dor se manifesta como um sintoma de outras doenças, por isso a atenção deve ser redobrada. A dor em si não é o problema, mas sim, o que ela está querendo avisar. Veja quais são as características das dores secundárias.

Dor diferente do comum

Uma das características das cefaleias secundárias é que a pessoa sente uma dor diferente do que já sentiu outras vezes. Geralmente, quem tem enxaqueca ou dores primárias de vez em quando, sente um certo padrão no local, intensidade e duração da dor. Mas em uma cefaleia secundária podem experimentar sensações novas que precisam ser memorizadas para saber dizer ao médico.

Dor súbita e muito forte

Mesmo para quem está acostumado às dores da enxaqueca e cefaleia clássica, é preciso dar atenção especial a dor que começa de forma súbita, de repente e muito forte. Quando a dor surge repentinamente e atinge seu ápice em poucos segundos, o médico com certeza deve ser consultado, o quanto antes. É um sinal preocupante, pois existe o risco de aneurisma cerebral, que é quando um artéria se dilata e pode haver um rompimento com hemorragia.

Acompanhada de sintomas de infecção

A dor de cabeça é um dos sintomas de diversos tipos de infecções, inclusive de uma simples gripe. Por isso é importante avaliar todos os sintomas do corpo quando sentir uma dor de cabeça. Deve-se observar se há febre alta, calafrios, falta de apetite, rigidez na nuca ou lesões na pele. Dengue e meningite estão na lista das possibilidades a serem investigadas.

Associada à atividade física ou sexual

Exercer atividade física, inclusive sexual, desencadeia dores de cabeça em você? É importante conversar com o médico a respeito, mesmo se a dor não for insuportável, pois há o risco de aneurisma cerebral ou malformações arteriovenosas. As atividades físicas aumentam a pressão arterial e a pressão dentro do crânio, por isso é necessário fazer exames para investigar.

Dor em pessoas debilitadas

Se as dores de cabeças ocorrem em casos de pessoas idosas, crianças, gestantes ou pessoas com doenças como câncer, problemas de coagulação e baixa imunidade, merecem atenção especial por serem mais frágeis e estarem mais suscetíveis a problemas preocupantes.

Piora de forma progressiva

Esse é aquele tipo de dor que ocorre com frequência e a pessoa percebe que vai ficando cada dia mais intensa. Nesse caso, uma consulta com o neurologista precisa ser agendada. A dor progressiva pode ser um sinal de lesões dentro do crânio.

Dor de cabeça depois de um traumatismo

Bater a cabeça costuma gerar muita dor, seja na hora ou depois. Quando isso acontece, a pessoa deve ser levada ao hospital para fazer exames de imagem e clínicos. Dependendo do trauma, pode causar inchaço, contusão ou sangramento no cérebro ou em volta dele, e necessita de cuidados médicos.

Dores com sintomas neurológicos

Não é apenas por causa de uma pancada na cabeça que a pessoa pode apresentar sinais de confusão mental. Mesmo sem ter havido pancada, a pessoa necessita de atendimento médico imediato caso a dor apareça acompanhada de sintomas como fraqueza muscular, alteração na sensibilidade, alteração visual, confusão mental, dificuldade para falar ou andar. Esses são sintomas clássicos de Acidente Vascular Cerebral, o AVC, mas também pode ser trombose, isquemia, abcesso ou sangramento dentro do crânio.

One Comment

Leave a Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0

Comentários

sobre cárie nos dentes

Cárie no dente: conheça o que causa, como evitar e tratar esse problema

acupressão indicações

Acupressão: saiba o que é e como fazer para aliviar dores