em

Equinácea: para que serve e como tomar

Os medicamentos fitoterápicos são ótimos para combinar com os da medicina tradicional e potencializar a cura

benefícios equinácea
Crédito: Pixabay

Equinácea é uma planta de nome científico Echinacea purpúrea (L.) Moench muito cultivada na América do Norte, do Sul, na Europa, Austrália e Nova Zelândia para fins terapêuticos. Essa planta já era utilizada há milhares de anos pelos índios norte-americanos no tratamento de picada de cobra, infecções, dores e inflamações.

A equinácea tem ganhado destaque e popularidade por ter propriedades que tratam diversos problemas de saúde. É uma das opções da fitoterapia, que faz parte da medicina alternativa baseada no poder de cura das plantas, e por isso é facilmente encontrada para comprar. Veja quais são as recomendações de uso dessa planta como medicamento.

Benefícios da equinácea para a saúde

Embora a utilização da planta pelos povos antigos seja bastante variada, as recomendações de uso do medicamento fitoterápico são reduzidas, apenas de acordo com os efeitos já comprovados, que são:

Alívio dos sintomas de gripe e resfriado

A propriedade antiviral encontrada da equinácea faz dessa planta uma boa alternativa para aliviar os sintomas de gripe e de resfriado, já que essas são doenças causadas por vírus. Além de contribuir com o alívio dos sintomas, o medicamento também ajuda a enfraquecer o vírus, acelerando a cura.

Fortalecimento do sistema imunológico

Ao consumir medicamentos naturais para combater vírus, fungos e bactérias, o sistema imunológico é estimulado a entrar em ação e a produzir mais anticorpos. Com isso, ele vai ficar fortalecido para continuar trabalhando pela sua saúde, mesmo depois da cura do problema que o fez buscar por esse medicamento.

Tratamento de infecções respiratórias e urinárias

Além da urinária e respiratória, vários outros tipos de infecção e inflamação podem ser tratados com essa planta, desde que primeiro seja feita uma visita ao médico para ter certeza de que não necessita de outros cuidados. A equinácea tem ação de antibiótico natural e antisséptico, ajudando a limpar a região afetada e a tratar o que causou a inflamação ou infecção.

Tratamento de úlceras

As úlceras mais conhecidas são as estomacais, que são feridas localizadas na parede do estômago causadas por diferentes fatores, mas que pioram conforme o suco gástrico passa sobre elas. A ação do medicamento fitoterápico nesse caso é a anti-inflamatória que vai ajudar a cicatrizar a úlcera, mas deve ser apenas um tratamento coadjuvante, pois é preciso que a causa seja tratada, e não apenas o problema.

Tratamento de abcessos e furúnculos

Com o seu poder antioxidante que proporciona a limpeza do sangue, deixando-o mais alcalino do que ácido, a planta também pode ser coadjuvante no tratamento de abcessos e furúnculos, causados por infecção bacteriana.

Como tomar

como tomar equinácea
Crédito: Divulgação

Há diferentes formatos da planta para escolher qual vai querer usar. A equinácea é vendida em cápsulas, tablete, chá, comprimido e em gotas. Em cada embalagem é recomendada a forma de uso.

  • Para as cápsulas, 3 unidades de 100 mg ao dia pelo tempo determinado na bula;
  • O tablete são 2 unidade ao dia durante 5 dias;
  • A infusão, ou chá, 5 vezes ao dia no primeiro dia de tratamento e ir reduzindo uma por dia até chegar a uma;
  • O comprimido, de 1 a 3 unidades ao dia, conforme necessidade, de acordo com as recomendações da bula;
  • As gotas são 20 a cada duas horas no primeiro dia e depois 20 gotas três vezes ao dia por até 10 dias.

Contraindicações e cuidados a ter

Assim como para qualquer medicamento, tome muito cuidado para não ultrapassar a quantidade recomendada pelo médico, farmacêutico ou na bula. Além disso, a planta deve ser evitada por gestantes e lactantes, pessoas que têm lúpus, esclerose múltipla ou artrite reumatoide, transtorno no sistema imunológico ou se toma medicação imunossupressora.

Preço e onde comprar

As diferentes formas da planta podem ser compradas na farmácia ou lojas de produtos naturais. Os preços variam muito conforme o tamanho da embalagem e o formato do produto. A versão mais comum é em cápsulas, que varia de R$ 20 a R$ 65 com uma média entre 100 e 180 cápsulas.

As dicas desse artigo não substituem a consulta ao médico. Cada organismo é único de pode reagir de forma diferente ao mencionado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0

Comentários

10 receitas de cocada variadas para fazer

babosa

Babosa: 20 benefícios para a saúde, pele e cabelos