em

Ensine bons modos e cultive a gentileza nas crianças

Forme adultos íntegros cultivando o respeito pelo próximo desde tenra idade.

Crescemos com nossos pais lembrar-nos constantemente a importância das boas maneiras. A pedir “por favor”, a agradecer e a saudar educadamente os nossos conhecidos todos os dias. Em alguns momentos, essa parece ser uma lição que caiu em desuso, mas é importante transmitir essa mensagem às nossas crianças.

Respeitar para ser respeitado

Para que sejamos respeitados, é importante sabermos respeitar os outros. O uso de expressões como “por favor” e “obrigado” que, por vezes, parecem desnecessárias, é fundamental para garantir e estabelecer uma conduta de respeito. Ao fazê-lo estamos transmitindo gentileza, e esse é um valor que precisa ser interiorizado pelas crianças para que possamos formar cidadãos dignos.

Ao ensinarmos isso e ao criarmos esses hábitos nas nossas crianças, elas vão acabar por influenciar também as outras crianças. Dessa forma os ambientes sociais vão se tornar mais saldáveis e íntegros. Um pequeno gesto pode mesmo, pouco a pouco, começar por mudar o mundo. E a mudança, como se diz, tem de começar em casa.

As crianças têm uma percepção diferente da dos adultos, que já estão formados, e em pequenas têm uma espécie de egocentrismo infantil natural. São as tendências a achar que tudo deve ser feito na hora e como eles querem. Se esse comportamento não foi modificado logo cedo, ao longo dos anos esse processo fica cada vez mais difícil. Devemos contrariar essa tendência para que não se desenvolva, mostrando que os outros também têm as suas necessidades.

Fases de desenvolvimento da criança

Entre os 2 e os 5 anos, numa fase apelidada de primeira infância, as crianças começam a aprender que os seus comportamentos geram ou recompensas ou punições. Ou seja, começam percebendo que há regras que determinam se as suas ações vão levar a uma recompensa ou a uma repreendida.
A chamada segunda infância acontece entre os 6 e os 9 anos, altura em que a criança se liberta de si própria e vai ganhando consciência dos outros e dos seus problemas. Entre os 8 e os 10 anos a noção de comunidade já estará, na maioria dos casos, apreendida. A criança deve saber que, se tratar os outros com respeito, os outros a deverão tratar da mesma forma. Adquire um sentimento de justiça e vai começar por se bater pelas suas primeiras causas. Com a chegada na adolescência chega o sentimento de “auto justiça”, com o desenvolvimento do senso crítico.

Boas maneiras para os mais pequeninos

Não canse de se esforçar nessa tarefa, e transmita bons modos desde que a criança é pequena. Estimule sempre os agradecimentos, as saudações e os pedidos educados, até que se tornem automáticos. Um pedido educado e com simpatia vai sempre desencadear uma resposta mais amistosa. Dê o exemplo dos coleguinhas, na escola, que responderão mais amavelmente a um pedido educado do que a uma exigência.
Ao longo da sua vida esse trato educado vai ter consequências muito positivas. A criança vai acabar por se transformar num adulto que vai conquistar tudo com estímulos positivos, e vai deixar uma boa imagem por onde passar. A longo prazo isso pode se ligar a uma vida de sucesso. A integridade é um valor consensual que vai abrir muitas portas ao longo da vida da criança.

Assista a seguir o vídeo, explicando a importância de ensinarmos boas maneiras aos pequenos:

Compartilhe essa dica!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0

Papa diz que a festa do Natal é uma farsa!

Conservantes químicos encontrados nas toalhinhas umedecidas para bebê causam irritações cutâneas