endometriose
Crédito: Freepik
em

Endometriose: o que é, causas e tratamento

Já ouviu falar sobre essa condição, mas ainda tem dúvidas? Tire-as agora

A maioria das mulheres já ouviu falar da endometriose, mas não sabem quais são as causas, sintomas e tratamento da condição. O que acontece é que no interior do útero existe uma camada chamada endométrio. Essa camada fica esperando que a fecundação aconteça durante a ovulação. Quando não acontece, ela se desprende do útero e é eliminada na forma de menstruação.

Em algumas mulheres, o endométrio não é completamente eliminado, pois durante o caminho para fora do corpo, fragmentos dele podem acabar entrando na tuba que o leva de volta aos ovários. Entre a tuba e os ovários existe um espaço que, se os fragmentos começarem a passar por ali, vão chegar à cavidade abdominal, intestino, bexiga, reto e outras partes, onde irão se multiplicar e crescer. Todo esse processo é chamado de endometriose.

Sintomas

sintomas de endometriose
Crédito: Freepik

Veja agora quais são os sintomas, que vão depender de qual é o órgão afetado pelos cistos de endométrio. Isso porque os cistos podem se deslocar para qualquer órgão do corpo. O problema está em quando essas pequenas células de endométrio entram no sangue e chegam aos pulmões ou quando causam inflamação.

1. Dores fortes na pelve

Além do medo de não conseguirem engravidar, as mulheres com esse problema sentem dores muito fortes durante a menstruação. Chega a ser insuportável e necessitam de tratamento médico.

2. Tosse com sangue

Existem vários motivos para uma pessoa apresentar tosse com sangue como sintoma de doença. Um deles é a endometriose que atingiu os pulmões.

3. Dor ao urinar

Quando esse sintoma aparece, algumas causas precisam ser investigadas pelo ginecologista. Uma delas é quando o problema atinge a bexiga.

4. Dor ao evacuar

Sentir dor para evacuar e presença de diarreia é um dos sintomas quando afeta o intestino. Pode, sim, ir ao ginecologista se estiver com esse sintoma sem mais motivos aparentes.

5. Dores na lombar

Quando a condição afeta o nervo ciático, os sintomas vão ser de dores na coluna lombar, que é abaixo da cintura, e dor no músculo da parte da frente das coxas.

6. Dor no ombro direito

Já quando ela chega ao diafragma, ocorrem dores no pescoço e no ombro direito. Se não deu nenhum mal jeito nessa região que pudesse causar essa dor, é bom ir ao médico para garantir.

7. Cólicas

As cólicas não são as menstruais, pois essas podem ocorrer até duas semanas antes da menstruação, de forma irregular.

8. Dor durante a relação sexual

Outro sintoma muito comum é a mulher sentir dor durante a relação quando há penetração. Esse desconforto não é normal e precisa ser investigado pelo médico.

9. Infertilidade

O maior medo das mulheres que têm esse problema é a infertilidade. De fato, existe 50% de risco de não conseguir ter filhos quando tem a doença, pois esse endométrio que fica preso pelo caminho causa inflamação e danifica a tuba uterina. Como o óvulo fecundado precisa passar pela tuba para chegar ao útero, se o caminho estiver bloqueado, não vai haver gravidez.

Outras causas nesse sentido são a inflamação dos cistos de endométrio dentro dos ovários e a ocorrência de alterações imunológicas que interferem na etapa de implantação do embrião no útero.

Principais causas

causas da endometriose
Crédito: Freepik

A endometriose é bem comum, inclusive, considera-se ser um problema hereditário por existirem muitos casos que ocorrem durante gerações da mesma família. As mulheres com histórico familiar do problema têm seis vezes mais risco de ter também, mas essa não é a única causa.

Desenvolvimento de células embrionárias

Uma das causas que pode fazer acontecer a endometriose na pelve e no abdômen é diferente do processo comum. Como a parede interna da pelve e do abdômen são revestidas por um tecido originário das células embrionárias, por algum motivo podem se transformar em tecido endometrial, fazendo a doença se desenvolver.

Ciclos menstruais frequentes e longos

As mulheres que menstruam todos os meses, há décadas, e que a menstruação dura por uma semana ou mais, têm maior risco de ter endometriose. Como o endométrio fica durante mais tempo sendo eliminado, também há maior chance de entrar pelas tubas e causar o problema em diferentes órgãos.

Tem cura?

O diagnóstico da endometriose é feito por meio de um exame de imagem intravaginal que consiga detectar os focos do problema. O exame comum que as mulheres fazem, a ultrassonografia transvaginal, nem sempre consegue detectar esses focos, então é necessário fazer um exame mais específico. O problema tem cura, veja de que formas ela é alcançada.

Tratamento para a cura

Quando o problema não é grave, ou dependendo do caso, o tratamento mais comum é com medicamentos para inibir a menstruação e controlar os sintomas. Assim, como o endométrio não vai se formar, também não vai espalhar células por outras partes do corpo enquanto é eliminado.

Se for necessário, também dependendo de cada caso específico, pode ser feito um tratamento cirúrgico. Tem a cirurgia que remove as área afetadas pelo endométrio multiplicado e inflamado e tem a cirurgia radical que é a retirada dos ovários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0

Comentários

melhores receitas de salmão

15 Receitas de salmão para pratos principais e acompanhamentos

impingem

O que é, sintomas e tratamento da impingem