em

AmeiAmei Meu Deus!Meu Deus!

Distimia: o que é, sintomas e tratamento

Conheça esse problema que se assemelha bastante à depressão e pode durar anos
Crédito: Freepik

A distimia é um tipo de depressão que ocorre com uma intensidade média e de modo mais demorado. Muitas vezes, ela não é identificada e pode gerar alguns sintomas muito semelhantes ao da depressão comum, associados à tristeza.

Sintomas de distimia

distimia sintomas
Crédito: Freepik

É muito comum que alguém não saiba como reconhecer alguém que possui essa doença. Isso gera muitos problemas, pois sem tratamento os sintomas apenas se agravam. Por isso é tão importante saber como identifica-los.

1. Tristeza e vazio

É uma sensação parecida de como se não houvesse um propósito naquilo que a pessoa está fazendo. Isso é ramificado para os estudos, trabalho, exercícios físicos e quaisquer tentativas de realizar atividades.

Por isso, quem sofre não consegue geralmente cumprir as atividades até o fim e geralmente desistem no meio.

2. Problemas para dormir

Ela também pode gerar problemas no sono. Isso porque causa ansiedade e tristeza no momento de repouso, quando há espaço para reflexão. Esses pensamentos negativos interferem negativamente na produção de melatonina, o que atrapalha o sono.

3. Irritabilidade

Nem todo mundo que está irritado possui a doença, claro. Às vezes essa irritabilidade é fruto de uma fase com muito estresse e problemas de alguma ordem. Porém, se essa sensação se estender durante muito tempo, ela pode significar que a pessoa possui esse problema. Esse é o principal sintoma.

4. Isolamento

Por não possuir muita vontade de usufruir e completar as atividades, esses indivíduos estão mais propícios ao isolamento. Isso faz com que essas pessoas se afastem do convívio social, o que pode ser um claro sinal.

5. Baixa auto estima

A baixa auto estima pode ser um dos sinais de distimia. Porém, esse sintoma pode ser apresentado em diversos problemas, não sendo exclusivo. Se for identificada baixa auto estima na pessoa, tente encontrar a presença dos outros sintomas.

Causas

distimia causas
Crédito: Freepik

A doença também pode ter várias causas, o que a torna muito difícil de ser diagnosticada. Porém, conhecendo-se as causas, torna-se muito mais fácil para evitar esse problema.

1. Desequilíbrio químico

Essa causa é meramente genética e é explicada por diferenças nas propriedades e funcionamento do cérebro. Isso porque o sistema de quem possui produz menos serotonina e noradrenalina que o usual.

Como esses neurotransmissores estão relacionados ao ânimo e humor, a carência deles pode ser prejudicial.

2. Eventos traumáticos

A ocorrência de eventos que produzem traumas são propulsores para seu surgimento. Dentre esses eventos, estão agressões físicas e morais, términos de relacionamentos, abusos de diversas ordens e falecimento de um ente querido.

3. Transtorno de ansiedade

Esse tipo de transtorno pode ser uma das causas. A ocorrência dele gera um estado de angústia indescritível que pode culminar nesse problema. Essa transição é explicada pelo modo de que o transtorno de ansiedade afeta os hormônios.

Assim, quando alguém possui transtorno de ansiedade, baixa-se com uma frequência maior que a usual os índices de serotonina no organismo.

Distimia tem cura?

Infelizmente, ainda não possui uma cura definitiva. Porém, tem como se amenizar os sintomas e tratar grande parte das causas, se houver acompanhamento médico e psicológico.

Devido ao fato de esse problema ser crônico, o acompanhamento deve ser feito constantemente no decorrer da vida da pessoa. Desse modo, ela quebrará muitos bloqueios e conseguirá viver a vida normalmente.

Qual o tratamento

Como não há cura, o tratamento foca nas possíveis causas. Depois de um diagnóstico preciso do especialista, é possível começar a trabalhar com medicamentos, acompanhamento frequente e terapia.

Para isso, é indispensável a busca por ajudar médica e acompanhamento constante.

Que médico consultar e quando

Você deve consultar um psicólogo ou psiquiatra assim que perceber os primeiros sintomas. Esses especialistas são os mais recomendados para, respectivamente, fazer o acompanhamento psicológico e receitar medicamentos, se necessário.

Então, mesmo que você possua uma crença específica, não deixe de ir ao especialista. A depressão e suas ramificações são doenças e devem ser tratadas como tal.

Saiba mais sobre essa doença no vídeo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0
Comentários
sementes de chia
15 Benefícios da chia para a sua saúde e muito mais
remédios caseiros para coceira na vagina
10 Remédios caseiros para coceira na vagina