em

AmeiAmei HahahaHahaha FofoFofo Meu Deus!Meu Deus! EstranhoEstranho TristeTriste

Corrimento vaginal: conheça os tipos principais e como tratar

Muitas mulheres percebem algum tipo de corrimento no dia a dia. Aprenda a identificar quando ele é um sintoma de doença

corrimento vaginal
Crédito: Freepik

Corrimento vaginal é o nome que se dá ao líquido expelido pela vagina. Geralmente ele apresenta cor, odor e textura bem específicos, representando algum problema de saúde ou alguma situação fora do comum que esteja ocorrendo no corpo da mulher.

Mas nem sempre o corrimento representa um problema de saúde, pois é normal que toda mulher, ao longo do mês, perceba a eliminação do chamado muco cervical. Ele não é um corrimento, mas sim um muco saudável que mantém essa região lubrificada e auxilia como protetor do útero.

Para saber se o corrimento é muco saudável ou sintoma de algum problema, atenção quanto às características desse líquido. Quando ele é saudável, não tem cheiro ruim, não tem cor estranha nem textura granulada. Então, veja essas dicas e fique de olho na sua saúde íntima.

Veja também: tipos e características do câncer ginecológico

Tipos de corrimentos e como tratar cada um

Quando se fala em muco cervical, que seria o “corrimento saudável”, ele sempre vai ter uma cor clara, variando ao longo do mês entre um branco leitoso e um transparente como clara de ovo. Tem um odor característico, mas não é desagradável e a textura pode ser bem rala e líquida ou grudenta.

Essa variação da cor e textura do muco ocorre ao longo do ciclo menstrual da mulher, avisando quando está mais perto do período fértil ou quando já não é mais possível engravidar. Entretanto, se o corrimento tiver uma cor amarela, marrom, esverdeada ou rosa, veja o que pode ser e agende uma consulta com seu ginecologista para ter certeza do que está acontecendo. Não deixe para depois, ou o problema poderá evoluir.

Branco

Quando o corrimento vaginal tem uma cor branca, textura espessa e granulada como leite coalhado e um odor mais forte, perceba também se está sentido coceira na vagina, vermelhidão e ardência.

Esses são os sintomas da candidíase vaginal, doença causada pelo fungo candida albicans e que precisa ser tratada com fungicida prescrito pelo ginecologista. O remédio pode ser em forma de comprimido ou pomada para aplicar diretamente na área afetada.

Amarelado/esverdeado/acinzentado

Se perceber que o corrimento vaginal tem uma cor amarelada mais forte, puxando para o verde ou para o cinza, tenha atenção. Perceba também se ele tem um odor semelhante a peixe, se sente dor e sensação de ardência ao urinar ou durante a relação sexual.

Esses são sintomas da tricomoníase, uma doença sexualmente transmissível causada pelo protozoário Trichomonas vaginalis e que resulta em infecção vaginal. Se não for tratada, pode evoluir para vaginite ou cistite. O tratamento também deve ser recomendado pelo ginecologista e consiste no uso de medicação antifúngica em dose única ou em um tratamento que dura uma semana.

O corrimento amarelo-forte, semelhante ao pus, também é um sintoma de clamídia. Essa também é uma doença sexualmente transmissível e é mais difícil de detectar, pois nem sempre apresenta sintomas. Por isso é importante saber observar o corrimento. Essa doença é causada pela bactéria Chlamydia trachomatis. Pode haver sangramento e dor nas relações sexuais. O tratamento é com antibióticos, então necessita de receita médica.

Corrimento marrom

O corrimento marrom ou vermelho-bordô nem sempre é um problema. Muitas mulheres confundem doença com o famoso escape da menstruação que é uma pequena liberação de endométrio, bem comum alguns dias depois de a menstruação terminar.

Porém, se o corrimento dessa cor estiver acompanhado de dor ou ardência ao urinar e durante a relação sexual, fique atenta. Pode ser sintoma de gonorreia (doença sexualmente transmissível causada por bactéria), também de câncer ginecológico. O tratamento vai variar de acordo com a verdadeira causa do corrimento que será determinada pelo seu ginecologista.

Rosa

O corrimento vaginal de cor rosada pode ocorrer também ao final da menstruação, assim como o escape marrom, ou pode ser sinal de um começo de gravidez. Nesse caso, a tendência é que ele ocorra três dias após a relação sexual, então procure se lembrar se a relação ocorreu mesmo e faça um exame de gravidez para ter certeza. Também podem ocorrer algumas cólicas leves.

Lembre-se sempre que ninguém além do seu ginecologista pode dar um diagnóstico sobre um tipo de corrimento vaginal. Existem outras doenças além dessas mencionadas que podem ser a causa do problema. Então, agende uma consulta com seu médico para receber o tratamento adequado e impedir que um pequeno problema evolua para algo grave.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0

Comentários

o que é diabetes tipo dois

O que é diabetes tipo 2, suas causas, sintomas e tratamentos

congelar legumes

Aprenda como congelar legumes preservando sabor e textura