em

AmeiAmei EstranhoEstranho

Como germinar sementes para produzir brotos comestíveis

Para se tornar adepto de uma alimentação viva, os brotinhos de diversos alimentos não podem faltar no cardápio

como germinar sementes passo a passo
Crédito: Freepik

A rotina alimentar de pessoas que levam uma vida saudável costuma conter brotos de vários tipos de alimentos. Eles podem ser comprados prontos ou, melhor ainda, você pode aprender como germinar sementes para ver crescer em casa o brotinho que vai lhe servir como alimento dias mais tarde.

A germinação nada mais é do que o processo de adicionar água a uma semente em estado de vida latente, ou seja, oculto no interior da semente, para que ela fique hidratada e comece seu processo de “gestação” até virar uma planta adulta.

Esse processo de crescimento começa pelo broto, que é a fase da geminação. Mas em vez de deixar a planta continuar crescendo, ela é colhida ainda nessa fase inicial e já pode ser consumida porque está no auge do seu valor nutricional.

Veja também: como fazer broto de feijão

Como germinar sementes passo a passo

como germinar sementes e benefícios dos brotos
Crédito: Freepik

Repletos de energia vital, os brotos possuem enzimas, vitaminas e minerais em maior quantidade do que nas plantas adultas ou se comer os grãos cozidos sem deixar brotar. Além de saborosos, eles aumentam a imunidade e ajudam a emagrecer, pois saciam mais do que o grão simples, cozido.

1. Separe os materiais

Aprenda a como germinar sementes para produzir brotos em casa, começando por limpar muito bem os materiais que vai utilizar.

Materiais

Pote de vidro de boca larga;
Tela para cobrir o vidro sem vedar;
Elástico para segurar a tela;
Água;
Sementes e grãos.

2. Escolha as sementes ou grãos

Escolha as sementes da variedade que desejar. Se não souber qual escolher, mas quiser uma germinação rápida para consumir dentro de alguns dias, veja essas sugestões:

Gergelim: germina em 2 ou 3 dias;
Alfafa, lentilha e trigo: germina em 3 ou 4 dias;
Arroz e feijão azuki: germina em 4 ou 5 dias;
Agrião: germina em 6 ou 8 dias.

3. Procedimento

  • Coloque as sementes (cerca de meia xícara) dentro do pote de vidro esterilizado. Cubra-as com água, cerca de 5 dedos acima da altura das sementes no vidro;
  • Tampe com a redinha e coloque o elástico em volta para firmar. Deixe as sementes de molho por umas 8 ou 10 horas. Elas não devem pegar sol;
  • Passado o tempo, vire gentilmente o vidro para escorrer toda a água. Mantenha-o virado e posicionado em 45 graus, assim a água vai ser drenada, mas as sementes vão permanecer úmidas;
  • Mantenha o vidro nessa posição e comece a fazer 4 regas por dia: de manhã, no almoço, à tarde e à noite. Essa rega consiste em colocar um pouco de água dentro do vidro e voltá-lo à posição inclinada para que a água seja drenada e os brotos se mantenham úmidos;
  • Ao final de 4 dias as sementes já estarão abertas, germinadas, prontas para consumo.

Quais brotos são comestíveis?

Você pode aprender a como germinar sementes de diversos alimentos, tais como feijão, alfafa, aveia, avelã, arroz, amêndoa, cacau, amaranto, amendoim, castanhas, centeio, coco seco, ervilha, gergelim, girassol, grão-de-bico, lentilha, linhaça, nozes, quinoa e trigo.

Benefícios de comer brotos

As sementes germinadas são a verdadeira base de uma alimentação viva, considerada o modelo alimentar mais saudável por alguns especialistas no assunto. Os brotos podem ser usados para incluir em pratos, fazer sucos e bebidas vegetais.

O motivo de serem um alimento tão valorizado é o seu riquíssimo valor nutricional, já que, durante a fase de germinação, as plantas estão com sua mais elevada potência energética, pois é o momento inicial do desenvolvimento da planta.

Ou seja, nessa fase da vida ela ainda contém todos os seus nutrientes e eles não estão mais presos e secos dentro da semente ou do grão. Assim, ao comer os brotos, o organismo vai aproveitar ao máximo os nutrientes que uma planta pode oferecer. É o suprassumo alimentar.

3 Comments

Leave a Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0

Comentários

alergia a glúten

Alergia a glúten: saiba o que é, quais os sintomas e como tratar

konjac

Konjac: conheça mais sobre a massa oriental sem carboidrato