em

10 Benefícios da chia para a sua saúde e muito mais

A semente é um dos mais recentes e favoritos ingredientes das dietas saudáveis. Para quem ela é indicada e contraindicada?!

sementes de chia
Crédito: Freepik

Uma pequena semente com valor nutricional altíssimo: esta é a chia, originária do México e que já está no prato de todos os brasileiros adeptos de uma vida saudável. Os benefícios que ela promove ao organismo são diversos, graças a sua grande variedade de vitaminas e minerais.

Se você ainda não utiliza essas sementes para complementar as suas refeições, depois de ler este artigo, certamente vai considerar a possibilidade. Mas leia até o final para saber também em quais casos ela é contraindicada.

Benefícios da chia

Os nutricionistas recomendam uma porção de 25 gramas das sementes por dia, suficiente para obter seus benefícios. Confira alguns deles.

1. Fortalece o sistema imunológico

Para um sistema imunológico forte é necessário também consumir zinco e selênio, presentes na semente. Assim, as defesas do organismo estão sempre prontas para combater resfriados e infecções. Esse processo é ainda fortalecido pelo potássio, sódio, fósforo e manganês, minerais essenciais para a saúde, na quantidade recomendada por nutricionista.

2. Atua como anti-inflamatório

Outro benefício do ômega-3 presente em quantidade relevante na semente é agir como anti-inflamatório. São os processos inflamatórios que desencadeiam doenças e os demais problemas do organismo quando está em desequilíbrio.

3. Fortalece a pele, os cabelos e as unhas

chia fortalece a pele, cabelo e unhas
Crédito: Pixabay

Para ter pele, cabelos e unhas saudáveis, o corpo necessita de vitamina A e B12, que agem na limpeza da pele e previnem seu ressecamento, bem como no brilho e vitalidade dos cabelos e das unhas.

4. Age na saúde do cérebro

Existem estudos que apontam os ácidos linoleico e alfalinolênico da chia como auxiliares no processo de formação de membranas das células e da transmissão de impulsos nervosos, que são a comunicação do cérebro com cada sistema do corpo.

5. Melhora a saúde dos ossos e dentes

O cálcio é um mineral fundamental para a formação e fortalecimento dos ossos e dentes. Em 25 gramas do alimento, você obtém 15% de cálcio. As sementes podem ser uma alternativa a quem não pode ou não quer consumir leite e derivados, que são as fontes de cálcio tradicionais.

6. Desintoxica o organismo

O ácido cafeico encontrado no alimento é benéfico para a desintoxicação do fígado. Também é um antioxidante que ajuda a combater os radicais livres que, quando em excesso, atrapalham o crescimento de novas células saudáveis. Dessa forma, considera-se que essas sementes também ajudam, a combater o envelhecimento precoce.

7. Previne problemas cardíacos

chia faz bem ao coração
Crédito: Freepik

O principal agente presente no alimento que atua em benefício do sistema cardiovascular é o ácido graxo ômega-3. Ao consumir as sementes regularmente, em uma dieta balanceada, pode-se reduzir o risco de pressão alta, AVC e enfarto. Isso porque o ômega-3 reduz a formação de coágulos, equilibra o colesterol e melhora a fluidez da corrente sanguínea.

8. Auxilia na prevenção do diabetes

Os açúcares que consumimos em diversos alimentos são absorvidos pelo organismo e esse processo pode acontecer de forma muito rápida, o que libera muita insulina no sangue. A semente ajuda para que essa liberação seja lenta, evitando picos de insulina e prevenindo o diabetes tipo 2.

9. Colabora com o emagrecimento

Há dois motivos principais para que ela seja considerada favorável ao emagrecimento: o primeiro é que ela ajuda a não sentir fome pouco depois da refeição. Isso ocorre porque quando as sementes são hidratadas elas formam um gel que, no estômago, forma uma camada que permanece por mais tempo, trazendo saciedade.

O segundo motivo é que este gel também ajuda para que os alimentos tenham absorção lenta, evitando picos de insulina no sangue e, consequentemente, menor absorção de gordura.

10. Auxilia na produção de glóbulos vermelhos

chia ajuda a produzir glóbulos vermelhos
Crédito: Freepik

Em uma colher de sopa do alimento você consome 13% de ferro, que é um mineral essencial para a produção dos glóbulos vermelhos do sangue. Quando há deficiência de ferro também desenvolvemos anemia, pois a oxigenação para os sistemas do corpo é defeituosa justamente pela falta de glóbulos vermelhos.

Contraindicações

Com tantos benefícios, por que ela poderia ser contraindicada para alguém?! A verdade é que qualquer alimento, por mais valor nutricional que tenha, precisa ser consumido moderadamente. Portanto, possas que têm problemas intestinais necessitam consultar o médico antes de ingeri-la, pois sua grande quantidade de fibras pode agravar o quadro.

Pacientes que sofrem com pressão baixa também necessitam de indicação médica para consumi-la, pois como ela atua na pressão, pode agravar o caso.

Para quem toma remédios anticoagulantes e para diabéticos também é melhor que só ingiram a semente após aprovação de um profissional. Seus efeitos como anticoagulante e regulador do açúcar no sangue podem ser controversos se combinados com os efeitos da medicação.

Chia faz mal?

chia faz mal à saúde
Crédito: Freepik

Existe uma ideia na internet de que a chia faz mal à saúde. Não é bem assim. Como você leu acima, as sementes não são recomendadas a qualquer pessoa. É também preciso somar a isso alguns cuidados.

A semente solta o intestino, ou seja, nada de comê-la quando está com diarreia, porque pode piorar o seu processo de desidratação. Já a ingestão do alimento em demasia e sem beber água pode levar a prisão de ventre.

Há também o perigo de engasgo e sufocamento, uma vez que os grãos são soltinhos, pequenos e podem ser aspirados com facilidade. Para evitar isso, você pode demolhar o alimento.

Basta colocar uma colher de sopa de água para cada colher de chia. Deixe assim por alguns minutos e os grãos vão inchar e formar uma espécie de gelatina, tornando a sua ingestão mais simples e menos perigosa.

Como consumir a semente

Ela pode ser encontrada em forma de sementes, de farinha e de óleo. No caso das sementes, é recomendável que deixe-as de molho antes do consumo para que formem o gel antes de entrarem no estômago.

A semente pode ser usada para fazer pães, bolos, panquecas, bolachas, também pode ser misturada nos iogurtes, sobremesas e usada em diversos pratos salgados, opções não faltam.

O óleo é muito usado no tempero de saladas, que aliás não deve ser aquecido para não perder suas propriedades.

A semente hidratada, que forma o gel, pode substituir ovos em receitas e também usada em vitaminas e sucos. A farinha pode tanto ser usada no preparo de massas, substituindo outras farinhas, ou acrescentada em salada de frutas, sopas, mingau e aveia e muito mais.

Aprenda a fazer um delicioso pudim de chia

Para que você comece a introduzir a semente na sua alimentação recomendada pelo seu nutricionista, aprenda uma receita bem simples de pudim de chia para comer no lanche:

Se quiser, pode ainda fazer uma deliciosa vitamina de banana com as sementinhas para o café da manhã.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Loading…

0

Comentários

comentários

como utilizar a babosa para saúde

Babosa: benefícios para saúde, pele e cabelos

4 dicas para cuidar dos cabelos brancos – pintados ou naturais