Crédito: Freepik
em ,

Bebê e cachorro: preparando a casa para uma convivência saudável

Cães e crianças tendem a se dar muito bem, mas é interessante você “preparar o terreno” para essa nova amizade, se estiver esperando um bebê

Publicidade

Milhares de pessoas comprovam, todos os dias, que é possível sim ter cachorros e bebês convivendo em casa. Alguns pais ficam com medo por causa de doenças, outros porque o cachorro pode estranhar o novo membro da família. Mas, a verdade é que existem grandes benefícios nessa amizade, tanto para o pet quanto para o bebê. Veja como preparar o seu lar para essa convivência.

Prepare emocionalmente o seu cachorro

Sim, o cachorro precisa estar preparado para a chegada do bebê em casa, pois os cães sentem ciúmes. Geralmente, o pet sabe que está vindo um bebê por aí, pois ele sente as diferenças no corpo e no comportamento da gestante. Muitos pets ficam bem mais carinhosos e pertinho da mamãe quando ela está esperando um bebê.

Mesmo assim, não custa prepará-lo um pouco mais. Se você achar que o seu cachorro é muito agitado ou bravo, e tem medo de deixá-lo perto do bebê, comece impondo um limite, não deixando que o cachorro entre no quarto do bebê, mesmo antes do nascimento do seu filho. Acostume-o com isso.

Além disso, vale a pena investir em um adestramento para que seu cão aprenda a se comportar melhor e para que você consiga dar comandos a ele com facilidade, sempre que necessário.

Publicidade

Deixe seu cão cheirar algumas roupinhas, brinquedos e pertences do bebê para ir se acostumando com os objetos e os novos cheiros da casa.

Garanta que seu pet não vá se sentir desamparado com a chegada do bebê, pois ele receberá um pouco menos de atenção. Vá acostumando ele a brincar mais sozinho, ajude-o a se tornar mais independente e confiante, sem precisar de você para tudo.

Cuidados com a limpeza do cão

Por mais que um cachorro conviva dentro de casa com a família, o organismo dos cães é diferente dos humanos, eles rolam na grama, andam sem sapatos por aí, lambem tudo o que encontram pela frente.

Publicidade

Então, tenha uma boa rotina de limpeza com seu pet. Dê banho nele toda semana, limpe as patinhas depois dos passeios, escove o pelo dele com frequência, dê todas a vacinas e remédios contra parasitas, sempre que necessário.

Veja também: Doenças que cachorros e gatos podem transmitir para humanos

Apresentando os novos amigos

O bebê nasceu, que alegria! Na hora de chegar com ele em casa, seu cachorro estará ansioso para conhecer o novo amigo. Prepare-se para essa apresentação, pois ela tem grande impacto da forma como eles vão se relacionar no futuro, afinal, a primeira impressão é a que fica.

Publicidade

Escolha um momento tranquilo, quando o cachorro estiver mais calmo. Sente-se com o bebê no seu colo, convide o cachorro a se aproximar e permita que ele sinta o cheiro, observe e se familiarize com a criança.

Fique de olho, pois o cão pode ter algum comportamento que possam machucar involuntariamente o bebê. Se isso acontecer, mantenha a calma e vire-se de costas, ignorando o cão. Se o bebê chorar, escolha outro momento para interação, mas deixe o cachorro saber que a culpa não é dele.

Dê atenção em simultâneo

Depois que seu cão e seu bebê já tiverem sido apresentados, procure evitar o ciúme do cachorro. Sempre que possível, dê atenção aos dois ao mesmo tempo, criando momentos agradáveis de convivência entre vocês.

Publicidade

Se você der atenção ao cachorro só quando o bebê não estiver por perto, ele poderá sentir ciúmes do bebê quando estiver presente, como se fosse um rival disputando sua atenção.

Chá de erva-príncipe: benefícios e como tomar

O bocejo é contagioso?