Doenças que cães e gatos podem passar para os humanos
Crédito: Freepik
em ,

9 Doenças que cães e gatos podem passar para os humanos

Cuidar bem da saúde do seu pet é prevenir doenças neles, em você e nas outras pessoas da casa

Publicidade

Para quem gosta, ter cães e gatos em casa é maravilhoso, pois eles são ótimas companhias e trazem muita alegria ao lar. Mas, não se pode esquecer de mantê-los vacinados e cuidados para prevenir doenças, até porque algumas doenças podem ser transmitidas dos animais para os humanos. Veja algumas das mais comuns.

1. Verminose

As verminoses nos cães e gatos podem ser combatidas com o uso periódico de vermífugos. Mas, se isso não acontecer, é comum que eles contraiam vermes, já que ficam em contato direto com o chão, principalmente quando andam pela rua ou pelo terreno de casa. Alguns tipos de verminoses podem ser transmitidas aos humanos que entram em contato direto com as fezes do animal na hora de higienizar o banheiro ou recolhê-las do quintal.

Saiba mais sobre verminoses em humanos

2. Toxoplasmose

Essa é uma doença infecciosa causada pelo parasita Toxoplasma gondii que usa os gatos como hospedeiros definitivos. Da mesma forma que as verminoses, a contaminação para humanos ocorre de forma acidental, ao limpar a caixa de areia e ter contato direto com as fezes ou mesmo com a areia contaminada.

Publicidade

3. Doença da arranhadura do gato

A bactéria Bartonella henselae pode afetar os gatos e ser transmitida para humanos por meio de arranhões dos felinos, por isso tem o nome de doença da arranhadura do gato. Pessoas que são arranhadas por gatos infectados com essa bactéria, e que estiverem com o sistema imunológico debilitado, podem desenvolver infecção na pele. Essa bactéria é encontrada em pulgas, portanto, é essencial manter o animal vacinado e desparasitado.

4. Síndrome da Larva migrans visceral

Também chamada de toxocaríase visceral, essa doença infecciosa é causada pelo parasita Toxocara cati que afeta animais domésticos e pode ser transmitida aos humanos por meio da ingestão ou contato com ovos desse parasita presentes nas fezes do animal contaminado. Ao entrar no corpo humano, o parasita pode se deslocar para vários órgãos.

5. Esporotricose

Se um gato, principalmente de rua, estiver infectado com essa doença infecciosa causada pelo fungo Sporothrix schenckii, e o gato arranhar ou morder um humano, o fungo entrará no corpo através da ferida, causando pequenas feridas ou caroços avermelhados semelhantes à picada de mosquito que podem evoluir para lesões ulceradas com pus, dificuldade de cicatrização, além de tosse, falta de ar, dor ao respirar e febre, quando o fungo atinge os pulmões.

Publicidade

6. Micose

Se um cachorro estiver infectado com fungos que causam micose, esses fungos podem ser transmitidos aos humanos através do contato com o pelo do animal. Ou seja, é muito fácil pegar. A pele vai ficar com manchas avermelhadas e muita coceira.

Saiba mais sobre os principais tipos de micose

7. Leptospirose

Mais conhecida por ser transmitida pelos ratos, essa doença infecciosa é causada por uma bactéria que pode estar na urina ou fezes de cães e gatos, e assim ser transmitida aos humanos que acidentalmente tiverem contato direto com as fezes ou urina do animal infectado. Com sintomas de dor de cabeça, dor nas pernas, dor no corpo e comprometimento do fígado, essa doença é grave e necessita de tratamento imediato com antibióticos.

Publicidade

8. Doença de Lyme

Essa doença é causada pela mordida do carrapato que pode estar nos gatos, mas principalmente nos cachorros. Causa coceira intensa no local da mordida e aparecimento de mancha avermelhada ou esbranquiçada no local.

Se perceber que foi mordido por um carrapato, deve ir ao médico imediatamente começar um tratamento, pois se não o fizer, poderá ter febre, dores musculares, articulações inchadas, anormalidades do sistema de condução elétrica do coração e, por fim, problemas relacionados ao mau funcionamento do cérebro e dos nervos.

Saiba mais sobre a Doença de Lyme

Publicidade

9. Raiva

A raiva humana é uma doença transmitida por vírus que podem estar presentes na saliva dos cachorros e gatos. Então, a transmissão ocorre quando a pessoa é mordida pelo cão ou gato infectado. É muito perigosa, pois causa comprometimento do sistema nervoso, gerando espasmos musculares e salivação intensa, entre outros sintomas. Se acontecer uma mordida, é importante lavar bem o local e ir ao hospital ser vacinado para depois fazer um tratamento.

Como prevenir as doenças?

Cuidar muito bem dos seus animais é cuidar bem de você e da sua família humana também. Então, leve seu pet ao veterinário periodicamente, mantenha todas as vacinas em dia e siga as recomendações do médico sobre a aplicação de antiparasitários internos e externos.

Além disso, quando for limpar as fezes e urina do seu pet, use luvas e descarte os dejetos na lixeira da rua, mesmo que seu animal pareça saudável, pois algumas doenças podem não apresentar sintomas no animal.

Publicidade

Mesmo assim, depois de fazer a limpeza, lave muito bem as mãos com água e sabão, e faça isso também depois de brincar com seu pet.

Nunca deixe seu animal lamber feridas ou lamber a sua boca, pois algumas doenças podem ser transmitidas pela saliva ou por feridinhas que parecem inofensivas.

Mantenha bem limpo o local onde seu pet dorme e come, assim como todas as partes da casa em que ele tem acesso.

Publicidade
Excesso de cera no ouvido

Excesso de cera no ouvido: o que pode ser e como tirar?

Como saber dizer não

Como saber dizer não – sem sentir culpa por isso