Atividades para crianças autistas
Crédito: Freepik
em ,

Atividades para crianças autistas desenvolverem os sentidos

Com paciência e empatia é possível ganhar a atenção das crianças autistas e ajudá-las a desenvolverem os sentidos

Publicidade

As crianças autistas gostam de interagir e brincar de várias coisas, quando estão mantendo o tratamento, a terapia e se desenvolvendo bem. Claro, existem diferentes graus de autismo e cada criança tem suas particularidades. Por isso, separamos alguns tipos de atividades para crianças autistas, assim você pode escolher as que se encaixam nas necessidades e gostos dela.

O que é importante na hora de brincar com uma criança autista?

Antes de partir para a lista de brincadeiras, valem algumas recomendações para você conquistar a atenção da criança e estimular os sentidos dela na medida certa. As brincadeiras devem atender alguns quesitos, como:

  • Estimular a imitação oral e gestual;
  • Estimular as descobertas do olfato, paladar, tato, visão e audição;
  • Fazer a criança mover os músculos do rosto;
  • Fazer a criança ter contato físico e consciência corporal;
  • Incentivar o contato visual;
  • Possuir interação direta com outra pessoa para auxiliar no vínculo entre a criança e o adulto;
  • Proporcionar movimentação do corpo para ajudar na regulação sensorial;
  • Trabalhar o ensino e controle das emoções;
  • Respeitar se a criança não quiser fazer uma atividade, sem forçá-la.

Atividades para crianças autistas

Essas atividades não servem, apenas, para entreter a criança. Muitas também ajudam no desenvolvimento e auxiliam os pais e responsáveis na observação da evolução da criança. Tire proveito disso!

LEGO

Provavelmente, o LEGO será uma das melhores atividades para crianças autistas que você vai encontrar. Tanto é que um estudo feito pelo neuropsicólogo Dan Legoff, no começo dos anos 2000, comprovou isso.

Publicidade

O estudo começou pela insatisfação do profissional com os resultados de alguns métodos padronizados para tratar as crianças com TEA. Ele percebeu que as crianças autistas e as que tinham ansiedade e outras dificuldades sociais quase sempre iam brincar com o LEGO na sala de espera do consultório.

Então, um dia, ele viu duas crianças montando as peças e interagindo no consultório. Aquilo trouxe a ideia de aplicar o LEGO como terapia, desde que as crianças brincassem juntas para estimular o contato e a interação.

“É uma forma de elas desenvolverem uma atividade sistemática dentro de um contexto social“, disse o neuropsicólogo. Depois, ele apresentou os resultados do estudo num artigo científico e foi elogiado por muitos pais e professores, que se beneficiaram da terapia do LEGO.

Publicidade

Atividades sensoriais

Diversas brincadeiras estimulam os sentidos, mas algumas fazem isso de forma mais específica, focando na visão, na audição, no olfato, no paladar ou no tato. Atividades de artes manuais são ótimas para que a criança conheça diferentes texturas, cheiros, mantenha o foco, desenvolva a criatividade e encontre a satisfação de terminar um artesanato feito por ela.

  • Esfregando moedas: junte moedas de tamanho diferentes, pegue uma folha de papel e giz de cera. Com as moedas por baixo da folha, a criança vai pintar por cima com giz de cera.
  • Garrafa sensorial: essa brincadeira consiste em encher uma garrafa pet com materiais coloridos como areia, glitter, bolas de gude, confete e outros que a criança possa observar e perceber as diferentes cores, formatos e texturas.
  • Jogo de cheiros: essa brincadeira é ótima para ensinar às crianças como os sentidos funcionam e como eles agem sobre o ambiente. Pegue coisas com diferentes aromas e faça um jogo de adivinhação com a criança.
  • Jogo de palavras: essa é uma das boas atividades para crianças autistas em fase de alfabetização. Coloque uma pequena série de palavras de um lado e suas respectivas imagens do outro. Peça à criança para relacionar cada palavra com uma imagem.
  • Joias comestíveis: use um fio de nylon, balas, jujubas, frutas e outros doces para criar colares e pulseiras comestíveis. Apenas alerte a criança que o fio não pode ser colocado na boca. É uma atividade para melhorar a coordenação motora e instigar os sentidos.
  • Pintura com gelo: numa forma de gelo, despeje diferentes cores de tinta acrílica e acrescente um palito de madeira em cada uma. Depois de congelado, utilize cada cor como um pincel, e deixe as crianças pintarem conforme o gelo de tinta for derretendo.

Veja também: Sintomas de autismo em bebê: veja os mais comuns

Artigo com informações de Supera Farma

Publicidade
Como tirar pelo de cachorro da roupa

Como tirar pelo de cachorro da roupa: 5 soluções simples

laranja na feijoada

Sabia que comer laranja na feijoada faz bem à saúde?