em

6 Dicas de alimentação saudável para idosos

Veja o que não pode faltar no cardápio da pessoa idosa e o que deve ser evitado.
alimentação saudável para idosos
Crédito: Freepik

Os idosos de hoje em dia têm uma expectativa de vida muito maior do que antigamente. Isso porque existe mais informação e possibilidades de cuidados com a saúde. Se antes, aos 60 anos, as pessoas já achavam que estavam no fim da vida, agora nessa idade elas podem estar só no começo de um novo ciclo. Mas para isso, um dos cuidados principais é com uma alimentação saudável para idosos. Veja as dicas do que é recomendado a partir dos 60 anos de idade.

Como deve ser a alimentação dos idosos?

o que deve ter na alimentação saudável para idosos
Crédito: Freepik

Por volta dos 60 anos de idade uma pessoa é considerada idosa, mesmo que muitos aparentem bem joviais nesse período. O fato é que bem antes, por volta dos 40, o corpo já começa a sofrer as mudanças do tempo, se preparando para a menopausa, nas mulheres, e para a andropausa, nos homens. É um novo ciclo em que o organismo reduz a sua produção hormonal, a absorção de nutrientes e vai começando a apresentar pequenas falhas e fraquezas.

Para prevenir que essas mudanças tragam doenças, e também para manter-se mais ativo e com vigor, os cuidados com uma alimentação saudável para idosos é essencial. Claro, junto de outras práticas para uma vida repleta de bem-estar, como exercícios físicos, hobbies, dormir bem e estar com as pessoas que ama. Mas no sentido da alimentação, veja agora o que pode ser feito.

1. Dar preferência a alimentos frescos e orgânicos

Sabe-se que cada vez mais agrotóxicos e outros produtos são colocados nos vegetais para aumentar a sua preservação. Então não é só nos industrializados que estão os venenos. Especialmente as pessoas idosas devem preferir vegetais orgânicos e carne de animais criados em fazendas de cultivo orgânico, comendo grama fresca ao invés de ração.

Todas as pessoas devem fazer essa escolha, mas os idosos já estão com o organismo naturalmente mais debilitado, o que dificulta a eliminação das toxinas ingeridas. Então o melhor a fazer é impedir que elas entrem no organismo.

2. Adicionar mais vegetais às refeições

Quanto à variedade de alimentos, os idosos devem fazer um esforço para comer doses extras de frutas, verduras, legumes, sementes, grãos integrais ricos em fibras e preferir laticínios desnatados.

Os sucos naturais são melhores do que os de caixinha ou em pó, os vegetais podem ser cozidos no vapor para facilitar a mastigação, deglutição e digestão. Mas o que não pode é deixá-los de fora do cardápio, pois são uma rica fonte de fibras, vitaminas e minerais essenciais.

3. Fazer refeições equilibradas

A pessoa idosa deve optar por fazer refeições em pequenas porções e mais vezes ao longo do dia. Esse hábito é importante para que a digestão seja mais tranquila e bem-feita. Assim evita-se o mal estar, o cansaço e os problemas intestinais.

Além disso, deve evitar comer pelo menos 3 horas antes de ir dormir, a menos que tenha recomendação médica para isso. Mas de modo geral, é sempre bom evitar os alimentos mais pesados antes de ir para a cama. Além de conseguir dormir melhor, não vai ficar acordando durante a noite para ir ao banheiro.

4. Ingerir grãos e vitaminas específicas

A variedade de alimentos é importante para que a pessoa idosa absorva o máximo de nutrientes possível. Mas há vitaminas essenciais para idosos que atuam em funções especialmente importantes nessa idade.

Muitas vezes, mesmo com uma alimentação saudável e equilibrada, o organismo do idoso tem dificuldade em absorver os nutrientes e por isso o médico poderá receitar cápsulas de vitaminas e outros suplementos.

5. Cuidado com excessos

Os excessos nunca são benéficos para a saúde, não importa a idade. Mas quando é idoso, o organismo não tem mais condições de tolerar muita comida ou muita bebida. Ele simplesmente não vai responder bem ao excesso, causando uma série de efeitos colaterais.

Então, conforme já recomendado, o idoso deve comer em pequenas porções, evitar excesso de café, bebida alcoólica, evitar açúcar industrializado, muito sal e gorduras trans. Quanto mais naturais forem as refeições e em porções que não deixem o estômago cheio, melhor.

6. Atenção ao preparo dos alimentos

É comum que na idade do idoso, mesmo para aquele que toma suplemento de cálcio, ferro, vitamina E e vitamina D, os ossos e dentes comecem a enfraquecer. Então o preparo do alimento precisa considerar essa fragilidade.

A comida preparada para o idoso deve ser bem macia, fácil de mastigar e de engolir. Também não deve ser muito condimentada, pois precisa facilitar a absorção para todos os seus órgãos e não elevar a pressão sanguínea.

Não quer dizer que uma alimentação saudável para idosos não possa ter tempero, mas deve-se dar preferência para as ervas frescas, como salsinha, cebolinha, tomilho, manjericão, manjerona, louro, orégano, além de alho e cebola.

Alimentos que idosos devem evitar

o que deve evitar na alimentação dos idosos
Crédito: Freepik

Conforme já mencionado, em uma alimentação saudável para idosos deve-se dar preferência ao que é fresco, orgânico e equilibrado. Sendo assim, devem evitar tudo aqui que vai dificultar a digestão e que pode irritar o organismo, mais sensível após os 60 anos. Os alimentos a evitar são:

  • Excesso de sal;
  • Excesso de açúcar;
  • Gorduras trans;
  • Frituras;
  • Excesso de condimentos fortes, como pimenta;
  • Excesso de estimulantes, como cafeína;
  • Excesso de bebida alcoólica;
  • Alimentos muito duros para mastigar;
  • Alimentos muito gordurosos, como laticínios integrais e carnes com gordura sólida.

Veja no vídeo abaixo um resumo do que é uma alimentação saudável para idosos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Loading…

0
Comentários

comentários

óleo de tomilho
Benefícios e como fazer óleo de tomilho em casa
perigos das dietas na terceira idade
Quais são os perigos das dietas na terceira idade?