em

Veja qual tipo de alimento para gatos é mais saudável

Os felinos são exigentes com tudo, principalmente com o que querem comer.

tipo de alimento para gatos
Crédito: Bonnie Kitle/Unsplash

Os gatos são animais muito seletivos e de muita personalidade. Ao contrário dos cães, que costumam comer tudo que veem pela frente, os felinos não comem qualquer coisa. Eles não comem a maioria dos alimentos consumidos por humanos, por exemplo. E mesmo a ração, tipo de alimento para gatos ideal, não pode ser qualquer uma.

Tipo de alimento para gatos: quais são?

Gatos são considerados de temperamento difícil, mas eles são mais parecidos com os humanos do que você imagina. Em relação à alimentação, por exemplo, eles não comem nada que não os atrai, seja pelo cheiro ou pelo gosto. Eles levam isso tão a sério que podem ficar dias sem comer até que você entenda que não estão felizes.

Diferente dos cães, que são onívoros, eles são carnívoros e precisam de proteína animal na dieta. Você pode até oferecer frutas, verduras e legumes como complemento, mas uma dieta vegetariana pode matar seu pet por falta de nutrientes. Embora uma alimentação natural possa ser oferecida aos felinos, esse tipo de dieta é bem mais complicado que no caso dos cães.

Para se ter uma ideia, o gato precisa de pelo menos 40 nutrientes diferentes divididos entre proteínas, ácidos graxos, fibras, vitaminas, minerais e gorduras.

Portanto, se preferir alimentar seu gato com uma dieta natural, procure um bom veterinário que lhe ajude a criar um menu adaptado. Nunca, jamais, em hipótese alguma ofereça sobras de comida ou prepare as refeições com temperos, corantes e aditivos químicos, que podem fazer mal à saúde dos felinos.

As melhores rações para gatos

alimento para gatos
Crédito: Cel Lisboa/Unsplash

Tendo em vista a dificuldade de preparar uma comida caseira, o tipo de alimento para gatos mais recomendado é a ração, que existe em três formas.

  • Seca: servida em grãos crocantes cujos compostos contém vitaminas, gorduras, minerais e proteínas de carne ou de peixe para o desenvolvimento do pet. É mais barata e tem maior durabilidade, mas contém pouca água. Por conta disso, produz fezes mais secas e com odor menos desagradável, além de prevenir a formação de tártaro dentário;
  • Semisseca ou semiúmida: também em grãos, só que mais moles e geralmente vendidos em pacotes individuais, portanto são mais caros e não duram tanto. Contém os mesmos nutrientes da ração seca, com a vantagem de ter mais água para hidratar o pet. Porém, podem dar alergia devido aos corantes e químicos;
  • Úmida: mais cara, porém mais úmida e bem mais atrativa para os gatos, feitas à base de carne ou de peixe e com alto valor nutritivo. A durabilidade é baixa, principalmente quando deixada no pote de ração. Pode provocar alergia e diarreia, além de contribuir para formação de tártaro dentário e mau hálito.

O ideal é equilibrar os três tipos de ração para que o gato absorva os benefícios de cada uma. A ração úmida deve ser servida com menos frequência e pode ser misturada à ração seca para não deixar o felino mal acostumado.

Vale frisar que os gatos não bebem tanta água quanto os cães, e é comum que sofram de formação de cálculo renal. Por isso, as rações úmida e semiúmida são importantes para que ingiram água.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0

Comentários

tipo de alimento para cães

Qual o melhor tipo de alimento para cães? Conheça as opções

sonhar com bebê

Qual o significado de sonhar com bebê? Entenda as interpretações