em

Sem previdência, suicídio de idosos no Chile cresce a cada ano

O número de suicídios entre pessoas da terceira idade no país é a maior da América Latina
Sem previdência, suicídio de idosos no Chile cresce a cada ano
Crédito: Pixabay

Um fato recorrente vem entristecendo todo um país. A quantidade de suicídio de idosos no Chile tem aumentado, batendo recorde atrás de recorde na América Latina. Entenda o que está acontecendo.

Passar a vida toda trabalhando, em casa ou na rua, cuidando da família, vendo os filhos crescerem. Ao final, espera ao menos um pouquinho de descanso e tranquilidade. Mas não é isso o que está acontecendo com alguns idosos no Chile.

Com mãos já cansadas da lida diária, sorrisos e barrigas vazias, esses idosos estão passando cada vez mais necessidade, sem dinheiro para enfrentar uma das fases mais caras da vida. Com o avançar do tempo, o corpo se desgasta e precisa de cuidados mais específicos.

O sistema de saúde chileno é um misto entre público e privado, no qual a pessoa pode contratar um plano de saúde e ter acesso a um excelente atendimento ou pagar o plano público, com 7% do seu salário, tendo uma rede limitada. Há a opção de não pagamento, mas o serviço é realmente precário para esse público.

Assim, quando o idoso adoece, para ter especialistas à disposição, deve pagar o plano privado, que é mais caro para mulheres e pessoas mais velhas. Ele é inacessível a muitos, pois a previdência é 100% privada, através da política neoliberal de Pinochet, que se mantém até os dias de hoje.

Casal de idosos se suicida no Chile

suicídio de idosos no Chile
Crédito: Pixabay

Essa é a história de Elsa Ayala Castro, 89 anos, e Jorge Olivares Castro, de 84 anos. Eles eram um daqueles casais que a família se inspira, com 55 anos juntos. Filhos e netos criados, casa própria, mesmo que simples, e o resto da vida para aproveitar o merecido descanso.

Mas infelizmente a doença se aproximou dessa casa. Primeiro, Elsa desenvolveu um câncer, cujo tratamento na rede privada era caro, assim como o plano de saúde particular, que poderia dar uma cobertura razoável para sua melhora.

suicídio de idosos
Crédito: Pixabay

Em seguida, seu marido começou a apresentar sinais de Alzheimer, precisando também de tratamento médico especializado e ainda um acompanhamento mais próximo, principalmente à medida em que o tempo fosse passando.

Ambos concordaram que já estavam abusando dos familiares e que iriam para uma casa de repouso. Fizeram as contas, somando as duas aposentadorias privadas e vendendo a casa, torrando qualquer economia, poderiam pagar por um lugar bom para o fim dos dias.

suicídio de idosos no Chile cresce a cada ano
Crédito: Pixabay

Como as aposentadorias não eram muito altas e o custo com saúde só aumentava, eles previram também que, em algum tempo, mesmo tendo vendido a casa – única herança que deixariam para os filhos – eles precisariam de apoio financeiro.

Ficaram desamparados, sem encontrar uma saída justa e leve para o fim de uma vida inteira de trabalho e privação. Decidiram então morrer juntos, com dois tiros, pois acharam que poderia ser a melhor saída para a situação.

suicídio de idosos chile
Crédito: Pxhere

Um quadro triste, pesado e infelizmente cada vez mais comum no Chile. O custo cada vez maior e sem controle do sistema de saúde privado, somado à incompetência do público em oferecer serviços decentes ao cidadão de baixa renda influenciam essas mortes.

Porém, talvez não seja o que mais pesa. Se, ao se aposentar, as pessoas pudessem ter uma qualidade de vida decente, com o retorno justo sobre o tempo trabalhado, seria perfeito. Mas a aposentadoria é privada e em geral, se recebe somente 60% do valor do salário que recebia antes.

suicídio de idosos chile história
Crédito: Pixabay

Somando uma menor quantidade de dinheiro que entra, por causa da aposentadoria privada, a uma maior quantidade que sai, por causa da saúde privada, a conta não bate e muitos se encontram sem saída na vida, decidindo eliminar logo o mal.

Veja também: como funciona a aposentadoria para dona de casa

Essa política neoliberal tinha o objetivo de enxugar a máquina durante a ditadura de Pinochet, aliviando os cofres públicos. As contas estão chegando agora, algumas décadas depois, para aqueles que não têm como arcar com as contas de direitos que deveriam ser básicos.

suicídio de idosos chile história
Crédito: Pixabay

Em uma época quando tantas mudanças estão ocorrendo no mundo e no Brasil, ver casos como esses faz repensar as políticas públicas e deixar a mente mais atenta a mudanças em setores tão importantes como a saúde ou a previdência.

A atual Reforma da Previdência brasileira é extremamente necessária, mas deve ser feita com tato. Quem está conduzindo é o ministro Paulo Guedes, que você certamente já ouviu falar bastante. Sabia que ele é neoliberalista e tem admiração pelas mudanças feitas no Chile, na época de Pinochet?

suicídio de idosos entenda
Crédito: Pixabay

Da mesma forma, o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, tem admiração pelo método de Pinochet, tendo afirmado que “o Chile para nós é um exemplo de país que estabeleceu elementos macroeconômicos muito sólidos, que lhe permitiram ser um país completamente diferente de toda a América Latina”.

Espera-se que, mais do que uma visão tecnocrata, se possa tornar humano o processo de mudanças na previdência nacional, não deixando os idosos ainda mais desamparados do que já estão e que o Chile consiga encontrar um caminho de esperança em vidas mais longas e prósperas.

melão amargo
Benefícios do melão amargo para saúde e como prepará-lo
almôndegas
20 Receitas de almôndegas para todos os gostos