em

AmeiAmei HahahaHahaha FofoFofo Meu Deus!Meu Deus! EstranhoEstranho TristeTriste

Estes remédios causam mais mortes do que a cocaína

Tratamento para ansiedade e insônia estão entre os principais alvos.

É cada vez mais comum ouvir de algum amigo, parente ou colega de trabalho que está tomando algum medicamento para regular o sono ou para ansiedade. No entanto, em estudos recentemente publicados, cientistas descobriram que estes remédios podem matar mais do que a cocaína.

A grande vilã é a benzodiazepina, uma substância presente nos remédios para insônia e ansiedade que pode causar dependência e abstinência nas pessoas em tratamento.

A pesquisa sobre a benzodiazepina

Apesar do nome complicado, a substância está presente em remédios populares como o Rivotril, Valium, Ativan e Xanax. Juntos, eles matam mais do que a cocaína e a heroína juntos, como mostra pesquisas publicadas no American Journal of Health.

No primeiro estudo feito com 2.802 participantes que são usuários de remédios que contêm a benzodiazepina na Universidade da Colúmbia Britânica, no Canadá. De acordo com os resultados, o uso excessivo desses remédios aumenta em quase duas vezes o risco de morrer. Do total de participantes, 18,8% morreu, mesmo após os pesquisadores terem isolado fatores que poderiam aumentar o risco tais como o uso de drogas ilícitas.

Já a segunda pesquisa, estava relacionada ao uso da benzodiazepina e a hepatite C. De acordo com os resultados, a probabilidade de infecção é 1,67 vezes maior.

Cuidado no tratamento

A insônia e ansiedade são doenças sérias e que merecem toda atenção. No entanto, a Organização Mundial da Saúde alerta que remédios que contenham a benzodiazepina só devem ser usados em situações gravíssimas devido o alto risco de dependência e abstinência.

Alguns pequenos exercícios diários podem ajudar a controlar a ansiedade, como mostra este vídeo:

É preciso estar sempre atento aos sinais do corpo e conversar com o seu médio. Compartilhe estas informações importantes com os amigos e familiares.

Fonte: Revista Superinteressante

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0

Comentários

Estas peças não devem fazer parte decoração de casa

Stephen Hawking: lição de positivismo e perseverança