em

Dor ciática: 10 melhores remédios e tratamentos naturais

Não aguenta mais as dores? Não se desespere! Dê uma chance a esses tratamentos naturais.
dor ciática

A dor ciática, que acontece devido à compressão ou irritação do nervo ciático, é uma verdadeira agonia! É uma daquelas dores agudas que podem até chegar a impedir o corpo de se movimentar, tal é a sua intensidade. Por norma, incide sobre um dos lados do corpo, prolongando-se da parte inferior das costas até à parte de trás da perna.

Não fosse a ideia de uma dor paralisante suficientemente ruim, a ciática ainda vem com sintomas de fraqueza e dormência das extremidades e uma angustiante sensação de queimação.

Dor ciática: causas comuns

A razão mais frequente para essa dor incomodativa é hérnia ou deslizamento do disco. Porém, lesões na coluna vertebral, degeneração do disco, gestação, espondilolistese ístmica, infecção e síndrome do piriforme também surgem na lista das causas.

Terapias, tratamentos e prescrições médicas são mais que muitos. No entanto, em grande parte dos casos o alívio da dor é temporário. As injeções de esteroides, por exemplo, são uma prática comum cujos efeitos colaterais não são recomendáveis.

10 melhores remédios e tratamentos naturais para dor ciática

Experimente esses tratamentos e remédios naturais para a dor ciática e repouse. Os resultados podem não ser tão imediatos, mas não causam danos futuros para o organismo.

1. Cataplasma de sementes de feno-grego

Para preparar o cataplasma você terá de moer as sementes. Junte uma xícara de leite e leve a mistura a ferver até que fique amolecida. Deixe esfriar um pouco e depois aplique sobre a região dolorida. Volte a repetir uma vez por dia até sentir melhorias.

As propriedades anti-inflamatórias das sementes de feno-grego são igualmente eficazes no tratamento de gota e artrite reumatoide.

2. Creme de capsaicina

A capsaicina é um princípio ativo encontrado na pimenta de caiena, que acalma a dor de forma natural. Isso acontece porque vai sobrecarregar o neurotransmissor que indica ao cérebro a sensação da dor.

Aplique o creme sobre as regiões atingidas pela dor ciática quatro vezes durante o dia, não ultrapassando uma semana. Se a sua pele for demasiado seca, esse é um tratamento a evitar. A pomada pode queimar a pele.

3. Casca de salgueiro branco

O que torna esse ingrediente tão especial para a dor ciática é a presença de glicosídeos. Essas substâncias atuam sobre a dor de forma calmante, graças à sua capacidade analgésica e anti-inflamatória.

Tome um suplemento de 120ml todos os dias, durante 2 a 3 semanas a semanas. Verá como a sensação de alívio não tardará em chegar.

4. Cúrcuma

Mais um ingrediente que graças à força das suas propriedades anti-inflamatórias é capaz de provocar alívio. A curcumina não age apenas como um paliativo na dor ciática, porque ao tratar a inflamação atua sobre a fonte do problema.

A cúrcuma pode ser tomada em suplementos ou no leite. Leve o leite a ferver com a uma colher de chá de cúrcuma em pó. Para disfarçar o sabor pode ainda juntar uma colher de mel e um pouco de canela. Vá esquentando e bebendo durante o dia. Uma bebida reconfortante que, além de aquecer a alma, atua de forma muito positiva na saúde!

Esse remédio caseiro está vedado a quem toma prescrições para o diabetes, cálculos biliares ou diligentes sanguíneos.

5. Raiz de valeriana

Os óleos voláteis contidos nessa raiz baixam a tensão muscular, convidando ao relaxamento. É por esse motivo que a dor acaba sarando.

A erva pode ser tomada em forma de suplemento alimentar ou chá. O chá é de fácil preparação, bastando adicionar uma colher de chá da raiz a uma xícara de água fervente. Tome antes de deitar e desfrute de uma noite descasada.

6. Exercício de estiramento do joelho

Se essa dor é a razão dos seus maiores tormentos, está na hora de levar o exercício físico um pouquinho mais a sério. Não estamos sugerindo que se torne num grande esportista, até por que esse problema vai impor alguns limites. Porém, ao se exercitar de forma regular você vai deixar seus músculos mais fortes e prontos para ajudarem nesse processo de recuperação. Dê uma chance para yoga!

Experimente esse exercício de estiramento do joelho. Deite no chão, abrindo e estirando as pernas. Enquanto inspira dobre os joelhos para cima. Leve a coxa em direção ao peito e segure, abraçando com as mãos. Aguente a posição durante 20 segundos enquanto respira de forma profunda. Baixe a perna lentamente. Execute repetições de exercício, alternando as pernas, durante 3 a 5 minutos.

7. Tratamento com compressas quentes e frias

O frio enfraquece a dor, fazendo com a inflamação do nervo desinche. O calor, por sua vez, deixa o músculo relaxado, evitando com que ele continue comprimindo o nervo. Em ambos os casos, o resultado, é um alívio quase imediato. Por isso, porque não combinar o uso das duas compressas?

Para ampliar os efeitos, recomendamos a utilização de uma toalha vaporizada para fazer a compressa quente. Deixe atuar por 20 minutos. Caso ache necessário, repita passadas duas horas.

Sofre de problemas de circulação sanguínea? Lamentamos, mas então essa terapia não é indicada para você.

8. Acupuntura

Não se deixe retrair pela aversão a agulhas, porque essa terapia tem vindo a comprovar-se muito eficaz. Principalmente no caso das agulhas quentes, o entorpecimento da dor é quase instantâneo.

A acupuntura cria estímulos no corpo, atuando sobre o sistema nervoso central. Incide nos pontos específicos, contrariando o foco da dor e alterando a percepção do cérebro face ao sintoma da dor.

9. Consulte um profissional em quiropraxia

Os defensores dessa alternativa alegam que os seus efeitos podem ser equivalentes aos de um procedimento cirúrgico. Não podemos prometer que no seu caso esse tratamento possa ter um efeito tão promissor, mas a quiproraxia poderá ajudar a aliviar os sintomas. A atuação dessa terapia para tratar a dor nas costas e pescoço tem vindo a alcançar bons resultados. Alguns dos métodos envolvem a aplicação de impulsos curtos e repentinos, que manipulam a espinha dorsal de forma a cuidar da irritação nervo.

10. Massagens terapêuticas

Nada como juntar o útil ao agradável. Com a massagem o alívio da dor é garantido, bem como uma gratificante sensação de relaxamento. A libertação da tensão nos músculos vai contribuir para que a corrente sanguínea flua melhor.

Massaje as áreas doloridas com a ajuda de um óleo natural de aplicação tópica. Repita essa rotina mais uma ou dias vezes. Dê especial atenção aos chamados pontos de gatilho. Use uma mistura aquecida de óleo de gergelim com três colheres de sopa de noz-moscada para garantir um efeito superior. Mas cuidado, deixe que a mistura esfrie antes de entrar em contato com a pele, para não queimar.

Outras atitudes que você deve ter atenção!

  • Já pensou em deixar de fumar? Além do impacto positivo que essa mudança teria em sua vida, o tabagismo é um dos grandes responsáveis pelo desgaste do disco.
  • O seu colchão para dormir não deverá ser nem muito mole, nem muito rígido.
  • Preste atenção para que não tenha de fazer movimentos repentinos.
  • Tome suplementos de cálcio, magnésio e vitamina C.
  • Alie às recomendações do seu especialista a toma de remédios naturais, à base de plantas.
  • Faça exercícios de elevação que permitam manter a coluna em linha reta e os joelhos obrados.
  • Mantenha uma postura corporal correta. Dessa forma não vai exercer tanta pressão sobre a parte inferior das costas.
  • Pratique exercício físico com regularidade. Mas tenha cuidado na rotina que adota, porque nem todas são adequadas à sua situação.

Quer saber mais sobre a dor ciática? Dê uma olhada nesse vídeo!

As dicas deste artigo não substituem a consulta ao médico. Lembre-se que cada organismo é único e pode reagir de forma diferente ao mencionado. E para obter os resultados mencionados também é preciso aliar a uma vida e alimentação saudável e equilibrada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Loading…

0
Comentários

comentários

Alecrim e castanha da Índia para dores nas articulações 
Aprenda a escutar seu organismo: 10 sinais de que algo está errado