Ração para gato
Crédito: Freepik
em

Ração para gato: vantagens e desvantagens da ração úmida e da seca

A ração úmida não precisa ser dada apenas de vez em quando, como muita gente pensa

Publicidade

Oferecer ração para gato é a melhor forma de garantir que o seu felino consuma todos os nutrientes necessários para a saúde dele. Mas, muita gente fica na dúvida sobre qual ração oferecer, quanto pode dar de ração seca e úmida e outras questões. Então, se for o seu caso, veja agora as vantagens e desvantagens da ração úmida e da seca para oferecer o melhor ao seu bichano.

Veja também: Como fazer uma caixa de areia para gatos

Ração para gato: úmida ou seca?

Existem diversos tipos de ração para gato úmida e seca nos supermercados e pet shops. Isso significa que, diferente do que muitos pensam, ambas são saudáveis e podem ser oferecidas aos gatinhos como refeição, embora tenham suas diferenças. É importante ter em mente que esses dois tipos de ração se complementam. Veja mais sobre cada uma delas.

Ração úmida

Os gatinhos costumam adorar a ração úmida, porque elas têm aroma e sabor mais intensos. É mais ou menos a sensação que nós temos ao comer algo com e sem molho, por exemplo. Claro, existem os momentos em que a comida seca é bem-vinda, mas a comida com molho traz outras sensações.

Publicidade

Vantagens

  • Costumam ter poucas calorias;
  • Essa ração tem 80% de umidade;
  • Há muita variedade para escolher e testar;
  • Oferece sabor e aroma mais intensos e agradáveis aos gatos;
  • Pode ser usada no tratamento de algumas doenças renais e urinárias que necessitam aumentam o consumo de líquidos;
  • Textura macia, ideal para filhotes e idosos com dificuldade de trituração.

Desvantagens

Entrar no grupo do Telegram
  • Aumentam o risco de formação de tártaro nos dentes, se consumidas em excesso;
  • Costumam ser mais caras do que as secas simples;
  • Dependendo do tipo, podem ter muitos conservantes e corantes;
  • Duram menos do que a ração seca, mesmo se ficar na geladeira;
  • Para algumas pessoas, é uma desvantagem precisar guardar a ração úmida já aberta na geladeira;
  • Não é bom deixar as sobras no potinho porque ressecam e estragam, deixando mau cheiro e atraindo insetos e pequenos animais.

Ração seca

A ração para gato do tipo seca é bastante confiável e costuma ser a preferida de todos os tutores, pela praticidade e segurança de que está oferecendo comida saudável ao bichano. Mas, esse tipo também tem suas vantagens e desvantagens.

Publicidade

Vantagens

  • Pode colocar no potinho e deixar o dia inteiro, sem estragar e sem atrair animais, pois o cheiro é mais discreto;
  • É mais barata e prática no dia a dia, fácil de servir;
  • Não precisa guardar na geladeira, basta manter o saco bem fechado, em local seco e escuro;
  • Existem muitos tipos adequados para as necessidades de cada gato.

Desvantagens

  • Tem apenas 10% de umidade, o que é ruim para os gatos, que bebem pouca água;
  • Sua textura firme e consistente pode interferir na alimentação de filhotes e idosos com dificuldade de trituração.

Pode misturar ração para gato seca e úmida?

Sim, pode. Você pode equilibrar a dosagem de ração seca e úmida, conforme as necessidades do seu gato.

Publicidade

Mas, para saber quais são essas necessidades nutricionais, o recomendado é levar seu pet para uma avaliação no veterinário. Assim, você vai saber qual é a quantidade de cada tipo de ração para gato que você pode oferecer ao seu.

Você pode, por exemplo, oferecer cada uma em separado, em momentos diferentes do dia, ou pode misturá-las na refeição principal. Ambos os tipos de ração são benéficos para os gatos, sendo que alguns precisam mais da seca do que da úmida, e vice-versa.

O importante, além de levar seu pet para uma consulta, é escolher uma ração de qualidade, com menos conservantes e corantes. Inclusive, é uma boa ideia oferecer atum enlatado em água para seu gato, que é o peixe puro, sem aditivos. Eles costumam amar!

Publicidade

Veja também: 5 plantas que os gatos adoram

Memória muscular

Memória muscular ajuda a entrar em forma depois de anos, diz estudo

Matambre

Matambre: aprenda a preparar essa carne suculenta