em

8 Benefícios do pêssego para a saúde e como consumir essa fruta

Veja por que deveria começar a consumir pêssego diariamente e de que forma pode usá-lo no dia a dia.
pêssego
Crédito: Pixabay

É muito comum ver o pêssego nos supermercados e em feiras por todo o país, em diferentes formatos e texturas. Especialmente no final do ano, entre Outubro e Dezembro, é a melhor época para levar pêssegos frescos para casa e fazer deliciosas receitas.

Mesmo sendo tão popular no Brasil, sua origem é chinesa, e existem diferentes tipos dessa fruta, mas todos com alto valor nutritivo. Por isso, é uma ótima escolha ter pêssegos em casa e inclui-los no seu cardápio diário. Veja agora quais são os benefícios à saúde, suas propriedades nutricionais e sugestões de como consumi-lo.

Aqui você encontra:

8 Benefícios do pêssego para a saúde

comer pêssego
Designed by Freepik

Confira agora o que o consumo equilibrado desse alimento pode fazer pela sua saúde.

1. Melhora o funcionamento gastrointestinal

Por se rico em fibras, ajuda o intestino a funcionar melhor. O pêssego atua em processos de emagrecimento, já que as fibras aumentam a sensação de saciedade.

2. Rejuvenesce as células

O fato de ser rica em vitaminas e, dessa forma, em antioxidantes, faz dessa fruta uma ótima aliada para a renovação celular. Ela ajuda a combater os radicais livres e, assim, todas as células ficam mais saudáveis, melhorando o aspecto da pele, o funcionamento dos órgãos e até prevenindo o câncer.

3. Ajuda a controlar a diabetes

Embora seja doce e deva ser consumido com cautela, especialmente por diabéticos, a fruta tem fibras e alguns antioxidantes que ajudam no controle do açúcar no sangue.

4. Colabora com a saúde do coração

O pêssego contém vitamina C, K, ferro, fibras e potássio, que são essenciais para a saúde cardíaca. Por isso, dentro de uma alimentação de alta qualidade, ele colabora para reduzir os riscos de problemas como insuficiência cardíaca e infarto.

5. Promove a saúde dos olhos

pêssego e benefícios para a saúde dos olhos
Crédito: Pixabay

A vitamina A presente na fruta é uma grande aliada para a saúde dos olhos, ajudando a prevenir doenças como a catarata.

6. Colabora com o funcionamento do fígado e dos rins

Também é rico em água, o que faz dele um bom diurético, ajudando a eliminar as impurezas do organismo filtradas pelos rins. Quando a alimentação ajuda os órgãos a trabalharem melhor, também colabora para evitar insuficiência renal.

7. Fortalece ossos e dentes

Os ossos e dentes necessitam de cálcio e de fósforo para se manterem resistentes, e esses nutrientes o pêssego também tem. Ele é recomendado para qualquer idade, seja na fase de crescimento ou quando o organismo já não está mais absorvendo os nutrientes e necessita de constante reposição.

8. Melhora a saúde da pele e dos cabelos

Os antioxidantes e o líquido da fruta que ajudam a renovar as células atuam diretamente na saúde da pele e dos cabelos. Eles trazendo mais luminosidade, reduzindo a queda e promovendo a hidratação.

Propriedades nutricionais da fruta

O pêssego é uma fruta rica em vitamina A, B, C e K, o que faz com que ele seja rico em antioxidantes. Possui ação diurética por ser rico em água e também é uma excelente fonte de fibras. Além de tudo, contém muitos nutrientes essenciais à saúde, como cálcio, ferro, potássio e zinco.

Em cada 100 gramas da fruta in natura encontram-se as seguintes propriedades, em média:

  • Proteínas: 0,9 gramas;
  • Carboidratos: 9,5 gramas;
  • Gorduras: 0,2 gramas;
  • Fibras: 1,5 gramas;
  • Calorias: 40.

Por ser uma fruta doce, deve ser consumida com moderação por pessoas diabéticas, e sempre na versão in natura ou como pêssego em calda, quando dietético.

Como consumir o pêssego?

como usar pêssego
Designed by Freepik

Essa fruta é cultivada nas regiões Sudeste e Sul do Brasil, pois ela se adapta melhor às regiões mais frias. São mais de 20 variedades de pêssego, todas com aparência e sabor muito semelhantes do ponto de vista do consumidor final. Alguns tipos são:

  • Barbosa;
  • Charme;
  • Chimarrita;
  • Chiripá;
  • Chinoca;
  • Chirua;
  • Chula;
  • Coral;
  • Della Nona;
  • Eldorado;
  • Granada;
  • Leonense;
  • Maciel;
  • Marfim;
  • Marli;
  • Planalto;
  • Pilcha;
  • Sentinela;
  • Sulina;
  • Vila Nova;
  • E um tipo novo desenvolvido pela EMBRAPA que é o pêssego chato, um tipo que já é muito comum nos Estados Unidos e na Europa, e é encontrado no Brasil há alguns anos.

As formas de consumir variam muito, conforme o gosto do consumidor. Ele pode ser comido na forma da fruta inteira, conforme vem do supermercado, e é recomendado que se higienize muito bem para comer com a casca, onde estão boa parte dos nutrientes da fruta. Além dessa forma comum, pode-se também fazer:

  • Sucos e vitaminas;
  • Licores e batidas;
  • Bolos, cucas, muffins e tortas;
  • Sorvete;
  • Geleia;
  • Pêssego em calda;
  • Cremes, pudins e mousses;
  • Assado;
  • Molhos e muito mais.

As dicas deste artigo não substituem a consulta ao médico. Lembre-se que cada organismo é único e pode reagir de forma diferente ao mencionado. E para obter os resultados mencionados também é preciso aliar a uma vida e alimentação saudável e equilibrada.

Para se inspirar a fazer receitas com pêssego, confira uma muito fácil, de pavê de pêssego:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0
Comentários
adubar orquídeas
Como adubar orquídeas e quais fertilizantes usar no cuidado das plantas
pêssego em calda
Como fazer pêssego em calda e usar em várias receitas