perfil homem pateta
Crédito: Reprodução
em

Facebook investiga perfis de Homem-Pateta que induzem crianças ao perigo

Os pais devem ficar atentos ao conteúdo acessado pelos filhos e denunciar qualquer suspeita

Desde 2017 já havia casos de denúncias de um perfil chamado Homem-Pateta nas redes sociais mexicanas. Mas, agora, alguns perfis com esse mesmo personagem estão sendo descobertos no Brasil.

O Homem-Pateta é uma pessoa que aparece com uma fantasia que lembra o personagem Pateta dos desenhos da Disney. Mas a ideia não é transmitir uma mensagem positiva às crianças, pelo contrário.

Crédito: Reprodução

Os perfis encontrados com esse personagem são perigosos, pois o conteúdo se assemelha aos casos da Baleia Azul e boneca Momo, todos com a intenção de atrair crianças para conversas privadas com mensagens assustadoras e com desafios que induzem os menores ao perigo, inclusive ao suicídio.

Os perfis encontrados com a foto do Homem-Pateta estão em nome de Jonathan Galindo, que a polícia ainda não sabe se é realmente a identidade do personagem ou se, e mais provável, é um perfil roubado.

Crédito: Reprodução

O fato é que a Polícia Civil de Santa Catarina emitiu um alerta de atenção a perfis com esse nome e essas fotos, informando aos pais que estejam atentos a tudo que seus filhos veem na internet.

As mensagens encontradas nesses perfis são tanto em português quanto em espanhol, e por isso existe a suspeita de que os responsáveis não sejam do Brasil.

Em um dos vídeos encontrados, o personagem fala em inglês “Seu eu, Larry”, e ao final, a imagem e o som mudam para dar um susto em que estiver assistindo.

Outro vídeo tinha a imagem do personagem sentado em um sofá e outro homem adulto se sentava no colo dele, induzindo a uma situação de abuso sexual.

Crédito: Reprodução

É muito importante que os pais estejam atentos e, caso percebam qualquer contato dos filhos ou deles próprios com esse perfil, que façam print da tela e denunciem na delegacia mais próxima. Essa é a melhor forma de manter as autoridades cientes da expansão desse crime virtual.

O Facebook também já está em alerta investigando os perfis relacionados com o nome do usuário e fotos do personagem. São perfis com quase nenhuma informação, mas com convite para conversas privadas. De modo geral, a resposta dos criminosos é por vídeo ou áudio.

“O conteúdo da resposta tem a intenção de causar desconforto, medo e, em alguns casos, tenta provocar o suicídio”, conta o agente que integra o Núcleo de Inteligência e Segurança Institucional (NIS) do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC), em entrevista ao Tilt, canal de tecnologia do UOL.

irmãos gêmeos se reencontram anos depois

Gêmeos separados no nascimento se reencontram após 23 anos

massa podre

7 Receitas salgadas e doces com massa podre