restaurante adaptado para crianças autistas
Imagens: Reprodução Espetinho do Vini

Pais criam 1º restaurante adaptado para crianças autistas do Brasil

A ideia é maravilhosa e que sirva de inspiração a outros empresários, pequenos e grandes.

Publicidade

Vinícius e Kelli Longaray, 34 e 30 anos, adaptaram o restaurante da família, o Espetinho do Vini, para receber crianças autistas em Guaíba, no Rio Grande do Sul. Eles criaram o 1º restaurante adaptado para crianças autistas do Brasil.

Em vídeo publicado no Instagram do restaurante, eles mostram o espaço preparado especialmente para receber autistas. O retorno do público tem sido incrível.

“Me dá até vontade de chorar de emoção, por saber que existem lugares que respeitam os nossos pequenos ou grandes autistas. Que sirva de exemplo e outros estabelecimentos sigam! Quanto amor!”, escreveu uma seguidora.

Veja também: Ela construiu uma casa de 15 mil dólares para irmão autista

Publicidade

Vinícius trabalha no ramo de alimentação há 16 anos. Ele começou como garçom, passou a atendente e supervisor, até que resolveu ter o próprio negócio há cerca de cinco anos.

O Espetinho do Vini começou como um trailer ambulante, mas precisou se fixar em frente à casa da família com a chegada da pandemia, em 2020.

Ao longo dos últimos dois anos e meio eles investiram cerca de R$ 100 mil para transformar o trailer em um restaurante.

Publicidade

Veja também: Vendedor corre atrás de ônibus e resgata menino autista perdido

Devido à condição do pequeno Enzo, eles já tinham feito pequenas adaptações para deixar o espaço mais seguro e confortável para a criança.

No entanto, foi após a visita de uma cliente, que também tem um filho com autismo, que a história mudou e veio a ideia de criar o restaurante adaptado para crianças autistas.

Publicidade

“Ela nos pediu para fechar o portão, porque a criança era muito hiperativa, e ela não poderia comer tranquila. Nós fechamos, sem nem questionar, porque entendemos o que ela estava passando”, disse Vinícius.

Veja também: Pai faz pedido para que pessoas joguem videogame com filho autista

O casal faz parte de grupos de WhatsApp com outros pais de crianças com autismo e começaram a pesquisa por lá. A ideia era entender como adaptar o espaço em termos de som, cardápio, segurança e espaço.

Publicidade

Eles investiram cerca de R$ 20 mil para fazer o lugar ser “pensado para crianças autistas”.

O Espetinho do Vini ganhou fones infantis abafadores de som, mesas dentro da área kids para que os pais possam ficar perto dos filhos, cadeiras especiais, proteções de vidro e um cardápio que pode ser montado de acordo com o paladar da criança.

“Tem criança que só come arroz com farofa. Eu monto como o pai pedir e cobro a preço de custo.” Um prato só com arroz e feijão para a criança autista, por exemplo, sai por R$ 5,80.

Publicidade

Veja também: Pizzaria envia pizza sem cobertura para criança autista e viraliza

Realmente, uma ideia linda que pode servir de inspiração a muitos outros comerciantes desse e de outros ramos. Confira, no vídeo abaixo, Vinícius falando sobre o restaurante adaptado para crianças autistas:

Compartilhado de Só Notícia Boa/Jornal do Comércio

PODE GOSTAR TAMBÉM

Nadadora

Nadadora de 100 anos bate novos recordes mundiais

banheiro

Menina de 8 anos pede banheiro para casa de taipa