Origem do câncer
Crédito: Freepik
em ,

Origem do câncer: você já pensou em como essa doença surgiu?

E como pode ser tão complexa a ponto de nunca ter sido eliminada pelo organismo dos animais?

Publicidade

Há mais de 900 milhões de anos, quando haviam apenas animais protozoários (formados por uma única célula), começaram a surgir os animais metazoários (compostos por várias células). Os metazoários foram evoluindo até que passaram a fazer parte da estrutura de 99% dos animais da Terra. O problema foi que, junto com essa evolução, veio a origem do câncer.

A origem do câncer: células revoltadas contra células cooperadas

Com o surgimento dos metazoários, eles precisaram se adaptar com altos níveis de cooperação entre a variedade de células que os compunham. Ou seja, células ativavam sua autodestruição ao receber um determinado sinal, ou renunciavam à reprodução direta por parte de toda célula que não fosse célula sexual, para dar lugar a células novas.

Esse comportamento das células em um corpo facilitava o funcionamento coletivo e, ao mesmo tempo, reprimia os reflexos unicelulares ancestrais.

Porém, ainda haviam células com hábitos ancestrais (de protozoários) vivendo escondidas no mesmo organismo metazoário, e elas começaram a “trapacear”. Elas não queriam mais saber de cooperar, se autodestruindo, e começaram a aperfeiçoar seu próprio modo de vida.

Publicidade

Veja também: Sintomas e tratamentos para câncer de peritônio

Um comportamento mutante

Mas o que motivou essas células rebeldes a deixarem de cooperar com todo o organismo de que faziam parte? Bem, existem hipóteses, como mutações genéticas que foram modificando a sequência ou a expressão dos genes, se proliferando por mais células, deixando-as mais “poderosas”.

Em um momento de revolta das células malignas, o sistema imunológico entra em ação. Mas, se ele não for eficaz, essas células crescem e se espalham pelo corpo. Aliás, para começar um processo de câncer, basta que uma única célula maligna tenha “comparsas” também malignas para elas começarem o ataque em um mesmo ambiente (órgão ou estrutura do organismo).

Publicidade

Por que as células não evoluíram para evitar o câncer?

Mesmo depois de tantos e tantos anos, os organismos multicelulares não conseguiram eliminar esse mecanismo de ataque das células com reflexos ancestrais.

Acredita-se que haviam forças seletivas que atuavam sobre os organismos unicelulares, e que essas forças favoreceram as adaptações para a proliferação celular.

Então, ao mesmo tempo em que organismos unicelulares foram se adaptando para se tornarem multicelulares, de vez em quando ocorriam (e ainda ocorrem) “batalhas” entre os traços unicelulares ancestrais e os traços multicelulares atuais, dando origem ao câncer.

Publicidade

Mas então, se as células cancerígenas e cancerosas são tão perigosas, por que o organismo dos animais não evoluiu para eliminá-las de uma vez por todas?

Bem, porque os organismos multicelulares são muito complexos. Muito mesmo, e em grande número. Cada divisão celular pode causar mutações somáticas, afetando o controle do processo de formação e de combate do câncer.

Além disso, muitos tipos de câncer manifestam sinais quando o corpo está em um estágio avançado, já na vida adulta. Nessa fase, o corpo está mais preocupado em se manter equilibrado do que em usar todas as suas forças combatendo um câncer.

Publicidade

A imunoterapia adaptativa é uma opção?

Hoje em dia, a quimioterapia e a radioterapia são os tratamentos mais usados para combater o máximo possível de células malignas. Mas, muitas vezes, esse tratamento acaba causando a proliferação de células resistentes.

Por outro lado, a terapia adaptativa, profundamente enraizada na biologia evolutiva, pode ser uma abordagem alternativa. Essa estratégia consiste em manter um nível suficiente de competição entre as células cancerosas sensíveis e as células cancerosas resistentes, a fim de evitar ou limitar a proliferação de células resistentes.

Veja também: 9 sintomas de câncer para prestar atenção

Publicidade

Artigo com informações de BBC

Quando montar a árvore de Natal

Quando montar a árvore de Natal, segundo a tradição católica no Brasil?

como fazer macarrão de palmito

Como fazer macarrão de palmito – receitas deliciosas