Coisas que deixam sua faca cega
Crédito: Freepik
em

5 Coisas que deixam sua faca cega

Cuide bem das suas facas para que elas tenham uma longa vida útil e facilitem suas tarefas culinárias

Publicidade

Usar as facas corretamente garante que elas fiquem afiadas por mais tempo. Certamente, é isso que todo mundo deseja, já que a função de toda faca é cortar com eficiência. Mas, você sabe o que tira o fio das facas mais rapidamente e, portanto, não deve ser feito? Veja agora e passe a usar suas facas da forma correta.

1. Usar a faca em superfícies muito duras

As boas facas são feitas de aço inox ou aço carbono. Se você usar as facas em superfícies duras, como pratos de porcelana, tábuas de vidro, metal ou plástico duro, vai estragar o fio das facas mais rapidamente.

2. Usar a faca para abrir latas

A função das facas não inclui abrir latas. Para isso se usa o abridor de latas. Então, evite usar suas facas para outras funções ou irá desgastar o fio sem necessidade.

3. Usar materiais abrasivos para limpar a faca

Quando for lavar suas facas, use o lado amarelo (mais macio) da esponja, e não use produtos de limpeza abrasivos. Detergente de louça é o bastante. Materiais abrasivos estragam o fio das facas mais rapidamente.

Publicidade

4. Guardar as facas todas juntas e sem proteção

Se for possível, deixe suas facas penduradas na parede com aquelas barras de ímã, pois assim o fio fica protegido de colisões com outros materiais. Se precisar armazená-las junto com outros talheres, use a bainha de cada faca para protegê-las.

5. Usar as mesmas facas para todos os tipos de corte

Se você costuma preparar carnes com osso e precisa cortar os ossos, tenha um cutelo que é a faca própria para essa função. Outras facas para cortes mais fáceis podem ser danificadas se forem usadas para cortes duros.

Veja também: como amolar suas facas do jeito certo

Publicidade
Como diminuir o acúmulo de poeira em casa e espaçar a faxina

Como diminuir o acúmulo de poeira em casa e espaçar a faxina

AVC em crianças pode acontecer

AVC em crianças: pode acontecer?