em

Natação pode ajudar a tratar a fibromialgia: saiba como

Um estudo brasileiro mostra resultados animadores para os pacientes de fibromialgia, a “doença invisível”.
relação entre natação e fibromialgia
Crédito: Pixabay

A fibromialgia é uma doença muito falada e estudada, mas que ainda não possui um diagnóstico de causa totalmente preciso. Isso ocorre devido ao seu grau de complexidade para a compreensão da medicina.

Desde a década de 70, quando foi reconhecida como doença pela Organização Mundial da Saúde, a fibromialgia vem sendo estudada por meio de pesquisas com pacientes na busca de descobrir sua causa e opções de tratamento, já que, a princípio, é uma doença crônica.

O que ocorre com o paciente com fibromialgia são dores pelo corpo causadas por qualquer tipo de estímulo, e às vezes por estímulo nenhum (espontâneas). Sente-se uma dor sem explicação anatômica, como por exemplo um machucado ou outra doença inflamatória, e que pode ser persistente por pelo menos 3 meses.

De acordo com o professor de Reumatologia da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), Jamil Natour, os estudos mais recentes apontam que as dores na fibromialgia ocorrem por causa de uma falha que transmite estímulos nervosos de dor, das partes periféricas do corpo ao cérebro.

Essas dores intensas e contínuas acabam gerando dificuldade para dormir, depressão, ansiedade, exaustão, alterações no sistema nervoso, redução da liberação de serotonina (neurotransmissor que regula o humor) e pode deixar o paciente incapacitado de trabalhar.

A doença ocorre mais em mulheres, e por isso é com elas que muitos estudos são realizados. No ano de 2006 foi divulgado na revista Arthritis & Rheumatism o resultado de uma pesquisa sobre a eficiência da natação no controle dos sintomas da doença.

Como a natação pode ajudar pacientes com fibromialgia

No estudo sobre a relação entre a natação e a fibromialgia, os pesquisadores da UNIFESP já haviam concluído anteriormente que a prática de atividade física aeróbica de baixo impacto era fundamental para o tratamento. Logo, a natação, que também é de baixo impacto, poderia ser uma alternativa tão boa quanto a caminhada, até então considerada a melhor prática para esse fim.

Para chegar a essa conclusão eles avaliaram 75 mulheres com idade entre 18 e 60 anos, todas diagnosticadas com fibromialgia. Entre uma série de testes, os resultados mostraram que a maioria delas teve melhor resultado no sentido de redução dos sintomas por meio da natação do que pela caminhada.

Os quesitos avaliados foram nível de dor, qualidade de vida, saúde mental, interação social e aspectos fisiológicos, todos diretamente impactantes na intensidade dos sintomas de uma pessoa com a doença, já que ela atinge diversos aspectos da saúde.

Porém, ainda que estes resultados sejam muito esclarecedores e abram portas para uma diversidade maior de tratamentos, acredita-se que a melhor solução sejam os tratamentos multimodais.

Pelo fato de a doença apresentar sintomas bem variados, indo desde uma dor muscular constante até depressão – que acaba sendo uma consequência de não conseguir suportar tanta dor de forma inexplicável e por tanto tempo – o tratamento precisa focar em todos os sintomas simultaneamente.

Sendo assim, o paciente deve ser tratado aliando medicação para dor crônica, antidepressivos (quando há depressão), tratamento de outras doenças que possam desencadear a fibromialgia, além de exercícios físicos, como a natação.

Quais outras atividades aquáticas podem ajudar?

Considerando que praticamente todos os exercícios feitos dentro da água não geram impacto, vários deles podem beneficiar o paciente com fibromialgia, quando feitos com acompanhamento profissional.

Alguns esportes como polo aquático ou salto ornamental, que são feitos na água, não são recomendados porque geram impacto, seja entre as pessoas praticantes ou entre o paciente e a água, o que gera dor.

Então, as melhores recomendações são a natação, hidroginástica e hidroterapia, que não geram impacto e apenas ajudam a estimular e relaxar o corpo e a mente, promovendo o alívio da dor.

A relação direta entre a dor da fibromialgia e a natação está no efeito da água sobre o corpo, que alivia as tensões nervosas, como uma massagem prolongada, mas sem a força das mãos ou de aparelhos.

Alimentos que prejudicam os sintomas da fibromialgia

Além dos exercícios físicos de baixo impacto, os pacientes com fibromialgia devem evitar determinados alimentos que provocam efeitos colaterais no organismo. Veja quais são eles no vídeo abaixo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Loading…

Comentários

comentários

cozinhar alimentos sem perder nutrientes
Cozinhar alimentos sem perder nutrientes é possível?
orações para abençoar os alimentos e refeições
Aprenda 3 orações para abençoar os alimentos e refeições