em

Narcolepsia: o que é, sintomas e tratamento

Conheça mais sobre esse distúrbio do sono que faz uma pessoa dormir a qualquer momento, em qualquer lugar

narcolepsia
Crédito: Freepik

Falar em narcolepsia é entrar no universo das doenças do sono. Ou seja, aquelas que apresentam sintomas enquanto a pessoa dorme ou que as induz a dormir. Saiba mais sobre esse tipo de doença do sono em especial, a narcolepsia, que afeta entre 2 a 18 pessoas a cada 10 mil habitantes do mundo.

O que é narcolepsia?

Ela é considerada uma doença rara e caracterizada por uma perturbação neurológica crônica. O que ocorre é uma redução da capacidade de regular o ritmo do sono, seja da hora certa para dormir ou para despertar.

Sua principal característica é que a pessoa portadora desse distúrbio pega no sono a qualquer momento do dia, não importa o que esteja fazendo e o quanto dormiu na noite anterior. Pode estar andando da rua e de repente cair no chão porque adormeceu. O episódio de sono repentino costuma durar alguns minutos ou até meia hora.

Por essa razão, esse problema causa muita tensão na vida do paciente, que passa a ficar receoso de fazer qualquer atividade fora de casa ou envolvendo o convívio com outras pessoas. Afinal, ninguém quer estar no meio de um lanche, no trânsito ou em uma conversa e cair no sono de um segundo para o outro.

Principais sintomas

sintomas de narcolepsia
Crédito: Freepik

A sonolência é considerada o principal sintoma desse distúrbio, mas não está relacionada com a falta de sono ou com noites mal dormidas. É como se, simplesmente, o sono nunca passasse ou aparecesse de repente, mesmo quando a pessoa está se sentido descansada e disposta. Além desse, veja outros sintomas comuns:

Cataplexia

Em 65% dos pacientes com essa doença, ocorre a cataplexia, que é uma fraqueza muscular. Pode chegar a ser tão intensa que derruba a pessoa no chão. Geralmente esse sintoma é desencadeado por uma emoção forte, por isso, muitos episódios de sono repentino ocorrem quando a pessoa leva um susto, ri demais, sente raiva, medo ou excitação. Na maior parte das vezes, a cataplexia mantém a pessoa acordada, apenas sentindo a fraqueza muscular em diferentes intensidades.

Fragmentação do sono

O sono fragmentado é aquele em que a pessoa desperta várias vezes ao longo da noite e pode ter alucinações perto da hora de dormir ou de acordar. Embora não se conheça a verdadeira causa desses sintomas, sabe-se que está relacionado ao distúrbio da desregulação de um sono normal.

Paralisia do sono

Esse é outro tipo de doença do sono, mas que ocorre nos pacientes com narcolepsia devido ao distúrbio no cérebro. Pode acontecer quando a pessoa está pegando no sono ou ao despertar, quando está se sentindo acordada, mas não é capaz de se mover.

Causas

Ainda não há causas concretas para esse distúrbio, mas os estudos constantes sobre a doença chegam a conclusões que ainda são avaliadas e usadas como fonte de diagnóstico e acompanhamento de cada paciente. Entre essas possíveis causas estão:

Fatores genéticos

O que observa-se em pessoas diagnosticadas com narcolepsia é uma quantidade anormal de uma substância chamada hipocretina, responsável pelo despertar e pela estabilidade de cada fase do sono. Há casos em que essa quantidade anormal pode ser genética, mas ainda necessita de mais estudos para chegar a essa conclusão e considerá-la uma causa efetiva.

Processos inflamatórios

Quando uma pessoa sofre alguma infecção ou processo inflamatório, mesmo quando toma uma vacina, por exemplo, o seu sistema imunológico entra em ação para combater os agentes infecciosos que estão no organismo. Com isso, pode haver uma reação das células de defesa contra um grupo de neurônios da região do cérebro onde se produz a hipocretina, mencionada no sintoma anterior. Assim, a pessoa começa a sentir a sonolência constante e a instabilidade do sono.

Traumas e lesões neurológicas

Em algumas casos foi observado o aparecimento dos sintomas em pacientes que passaram por algum tipo de trauma ou lesão neurológica. Só não se sabe se já havia uma predisposição genética ou se o fato ocorrido afetou a produção de hipocretina.

Tratamento da narcolepsia

Por ser uma doença crônica e ainda sem causas concretas, o tratamento é voltado para o controle dos sintomas. Para definir qual tipo de intervenção será feita, o paciente passa por uma avaliação criteriosa do neurologista.

Há casos em que o paciente pode receber medicamentos estimulantes para evitar a sonolência diurna, aliados a medicamentos antidepressivos para controlar a cataplexia, as alucinações e a paralisia do sono.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0

Comentários

tipos de orquídeas

10 Tipos de orquídeas que você precisa conhecer

bolo de leite

9 Receitas de bolo de leite para servir no café da tarde