Mulher que era mantida presa em casa pede ajuda pelo Google Maps e é resgatada
Crédito: Pexels
em

Mulher que era mantida presa em casa pede ajuda pelo Google Maps e é resgatada

Ela sofria abusos e o parceiro a mantinha em cárcere privado. Isso até ela conseguir pedir ajuda e ser encontrada

A cada dia, surgem novas histórias de pessoas que recorrem à tecnologia para se salvar. E foi exatamente o que aconteceu com essa mulher que era mantida presa em sua própria casa. Ela não apenas foi salva do cativeiro, como também teve sua vida modificada para sempre.

Veja também: números de problemas de saúde mental aumentam – saiba como cuidar da sua

Mulher era mantida presa e foi salva por app

De acordo com a delegada Ângela Fellet, uma mulher pediu ajuda de forma inusitada e salvou a sua vida e das filhas também. No pouco tempo que teve, ela descreveu sua situação através de um aplicativo de localização, o Google Maps. Mas antes de ver como tudo aconteceu, conheça sua história.

Casada com seu abusador por dois anos, ela já vinha sofrendo todo tipo de violência: verbal, psicológica e física. Era vigiada o tempo todo e só tinha autorização para sair de casa a cada 15 dias. Isso para poder fazer faxina, sendo escoltada na ida e na volta do trabalho, sempre com hora marcada. Além disso, tinha que levar sua filha mais velha com ela, para garantir “bom comportamento”. Além da menina mais velha, eles tinham também um bebê de apenas 1 ano.

Muitas vezes ao dia, ela tinha que ouvir calada todo tipo de humilhação, agressões e ameaças. Sem ter um minuto sem vigia, ela não conseguia pedir por socorro. Além disso, tinha medo de ser flagrada e sofrer as consequências, que o marido e abusador dizia que poderia ser castigo físico ou até a morte.

Um dia, ela foi mandada para dormir na área de fora de casa, em um banco, como punição por algo que o desagradou. Ela aproveitou que estava relativamente fora da visão dele e procurou ajuda.

Google Maps como socorro

Desesperada com a situação, ela acessou o aplicativo do Google Maps, buscou pela Delegacia da Mulher mais próxima e tentou pedir socorro. Porém, como já estava tarde da noite, a delegacia se encontrava fora de serviço. Foi então que ela teve a ideia de pedir ajuda lá mesmo, no aplicativo, e torcer para ser ouvida.

Ela escreveu na seção de perguntas: “como que eu faço para sair da casa do pai do meu filho, ele me ameaça e não me deixa sair, também não consigo chamar a polícia porque ele me ameaça o tempo todo, me ajudem por favor”. Logo em seguida, ela escreveu detalhadamente o endereço onde vivia em cárcere privado.

Como o marido acompanhava tudo o que ela fazia, até quando não estava por perto, ele descobriu tempos depois o que ela tinha feito. Pegou então o celular da mulher e jogou na água, para que ela não pudesse mais utilizar. Mas felizmente, já era muito tarde para ele. O poder e alcance da internet pode, sim, fazer milagres.

O seu pedido foi ouvido e provavelmente por muito mais do que uma pessoa. Isso porque no outro dia, logo cedo pela manhã, a polícia cercou a casa, entrou e a libertou, bem como suas duas filhas. O marido foi preso e irá responder pelo seu crime. Mais um ponto para esse mundo moderno, onde uma vida pode estar na palma da sua mão.

vibrador na bexiga

Vibrador na bexiga: entenda esse caso raro, mas que aconteceu

bananinha caseira

Como fazer bananinha caseira doce: 4 receitas fáceis