mitos sobre chá de hibisco
Crédito: Pexels
em

6 Mitos sobre chá de hibisco e 4 verdades sobre a bebida

Saiba de que forma esse chá realmente atua em seu organismo.

As famosas adoram, os nutricionistas recomendam e o povo fitness toma como se fosse água. Mas será que os benefícios para perda de peso são verdadeiros ou só estão entre os mitos sobre chá de hibisco? Descubra o que é verdade e o que é mentira quando se trata do consumo de um dos chás mais queridinhos da atualidade.

Mitos sobre chá de hibisco

Se você quer tirar o melhor proveito dessa bebida, é preciso se informar sobre seus benefícios, sobre suas propriedades e sobre suas contraindicações com um profissional, de preferência um nutricionista. Não confie somente em informações de boca a boca ou encontradas em qualquer site na internet.

Muitos dos mitos sobre chá de hibisco surgem sem levar em conta que o efeito da bebida é diferente de organismo para organismo. Por isso é muito importante sempre consultar um médico antes de ingerir essa infusão, independente de qual seja o seu objetivo. Veja abaixo os mitos mais comuns a respeito desse chá.

Tira o sono

Ao contrário de outros chás, como o mate, o verde e o preto, o chá de hibisco não tem cafeína, portanto não desregula o sono. Ele, inclusive, tem efeito calmante. O hibisco contém flavonoides, cujas propriedades antidepressivas acalmam o sistema nervoso e reduzem a ansiedade, proporcionando uma sensação de relaxamento do corpo e mente.

Desregula o ciclo menstrual

Um dos mitos sobre chá de hibisco mais propagados. A bebida não afeta a menstruação e pode ser consumida para aliviar os sintomas como inchaço, irritabilidade e cólicas devido às propriedades antidepressivas e anti-inflamatórias.

Corta o efeito do anticoncepcional

O que ocorre é que o chá de hibisco é diurético, o que pode tanto potencializar quando minimizar os efeitos de alguns medicamentos, alterando o equilíbrio estrogênio-progesterona. Segundo médicos, o que corta o efeito de remédios contraceptivos é o uso de antibióticos, antirretrovirais e anticonvulsionantes. Mas não custa nada consumir o chá com parcimônia.

Aumenta a pressão arterial

Um estudo publicado em 2010 pelo Journal of Nutrition revelou que pessoas que integravam o grupo de risco e com pressão pouco acima do normal tiveram redução na pressão sanguínea com o consumo de chá de hibisco. Em 2015, uma meta-análise revelou que a ingestão do chá baixou drasticamente os níveis de pressão diastólica e sistólica.

Pode ser usado como anticoncepcional natural

Não mesmo! Esse é um dos mitos sobre chá de hibisco mais perigosos que existem. A bebida age nos níveis circulantes do estrogênio, que é responsável pelo controle da ovulação. Por isso, algumas mulheres usam a bebida como anticoncepcional natural, mas não existe comprovação de sua eficácia.

Qualquer pessoa pode consumir

Gestantes, lactantes, pessoas que sofrem de gastrite ou que tomam medicação com efeito diurético podem sofrer de efeitos colaterais negativos ao consumirem o chá de hibisco.

Especialistas também recomendam consumir, no máximo, 200 ml por dia. Mais do que isso pode provocar sobrecarga hepática e renal, além de eliminação de eletrólitos importantes para o corpo, provocando alterações musculares e na pressão.

Verdades sobre o chá de hibisco

verdades e mitos sobre chá de hibisco
Webrun

Os benefícios aparecem em maior número quando comparados com os mitos sobre chá de hibisco. Veja quais são as verdades sobre a bebida e a consuma com moderação.

Acelera o metabolismo e ajuda a emagrecer

O chá de hibisco conquistou sua fama devido ao efeito termogênico, que potencializa o gasto energético e a queima de calorias graças ao aumento da temperatura corporal. O chá também inibe a formação de novas células adiposas, combatendo o acumulo de gorduras nas regiões do abdômen e do quadril, além de facilitar a digestão e a absorção de carboidratos e de gorduras.

Combate o colesterol ruim

As propriedades do chá de hibisco diminuem os níveis de colesterol ruim (LDL) e aumentam os de colesterol bom (HDL). Os flavonoides presentes na planta possuem efeito cardioprotetor e vasodilitador. Eles ajudam também na diminuição dos triglicerídeos. O fato de combater o acúmulo de gorduras também é extremamente benéfico para o coração.

Tem efeito detox

A bebida contém substâncias antioxidantes que neutralizam a ação dos radicais livres, moléculas que provocam o envelhecimento precoce de células e que desencadeiam doenças.

Suas propriedades anti-inflamatórios, junto dos flavoinoides, polifenois, ácidos orgânicos e vitamina A, também impedem o acúmulo de toxinas nas células. O efeito diurético do chá de hibisco também ajuda na eliminação de líquidos e na redução de inchaço. Por isso a bebida é tão consumida por quem quer emagrecer.

Consumo em excesso pode causar infertilidade

Parece um dos mitos sobre chá de hibisco, mas não é: como foi dito, o consumo da bebida altera o equilíbrio hormonal feminino e atua nos níveis circulantes do estrogênio. Em pouca quantidade pode alterar o ciclo de ovulação, e em grande quantidade pode provocar infertilidade temporária.

As dicas deste artigo não substituem a consulta ao médico. Lembre-se que cada organismo é único e pode reagir de forma diferente ao mencionado. E para obter os resultados mencionados também é preciso aliar a uma vida e alimentação saudável e equilibrada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0

Comentários

sucos detox de couve

6 Receitas de sucos detox de couve para melhorar a saúde

mitos sobre depressão

10 Mitos sobre a depressão para tirar o estigma da doença