lixo plástico
Crédito: Pixabay
em

Como diminuir o lixo plástico no meio ambiente: veja 8 dicas

Mudanças simples de hábitos podem causar efeitos muito positivos.

Um estudo publicado na revista científica Science Advances revelou dados alarmantes: mais de 9,1 bilhões de toneladas de plástico foram produzidas no planeta, e com base no ritmo atual mais de 13 bilhões de toneladas de lixo plástico serão descartados em aterros ou no meio ambiente até 2050.

A maioria desses plásticos não é biodegradável e apenas 9% do lixo foi reciclado. É necessário mudar os hábitos de consumo urgentemente, caso contrário o meio ambiente pagará na mesma moeda pelos danos que está sofrendo.

Como diminuir o lixo plástico

A reciclagem não é a única alternativa para lidar com o lixo plástico. Existem outras formas de diminuir o consumo desse material ou, pelo menos, de torna-lo mais consciente. Confira as sugestões.

Faça substituições inteligentes

Se todos os dias você toma um cafezinho no trabalho ou almoça marmitex não tem porque usar copos e talheres descartáveis. Leve sua xícara, seu garfo e sua faca para não precisar descartar plástico diariamente.

Fuja das sacolas plásticas

Há alguns anos uma lei pretendia acabar com as sacolas plásticas em supermercados para estimular o uso das sacolas retornáveis, carrinhos e caixas de papelão para levar as compras. Isso não durou muito, já que os consumidores se sentiram lesados. Ainda assim, muita gente manteve o hábito. Além disso, uma eco bag não custa mais do que R$ 5 e ajuda muito o meio ambiente.

Não use gliter

O gliter é largamente utilizado nas maquiagens, nas unhas, na customização de roupas e no artesanato, mas pouca gente sabe que ele contém plástico na fórmula. Por isso esse produto é extremamente nocivo para o meio ambiente. A alternativa é procurar por opções de gliter biodegradável.

Largue os canudos

O hábito de pedir um canudo para beber é tão comum que a gente até esquece que ele é desnecessário. Aos poucos, vá eliminando o uso no dia a dia. Se não conseguir, pelo menos compre um canudo que não seja descartável.

Compre produtos a granel

É bem mais prático comprar frutas, verduras e legumes já descascados e picados, mas a quantidade de lixo plástico gerado é enorme. Prefira comprar a granel, assim você paga mais barato e leva para casa exatamente a quantidade que precisa. Sem desperdício de dinheiro, de plástico e de comida.

Dê preferência aos potes de vidro

Os potes de plástico têm vida mais curta e, com o tempo, ficam engordurados e podem manchar. Vale a pega pagar um pouco mais caro por uma embalagem de vidro que vai durar mais e que pode ser levada ao micro-ondas com tranquilidade.

Use fraldas e absorventes de pano

A praticidade de usar e de jogar fora tem um preço: mais de 80 mil quilos de plástico são usados nas fraldas descartáveis só nos Estados Unidos. Já foi comprovado também que, a longo prazo, os gastos com fraldas e absorventes descartáveis são bem mais altos do que com as opções de pano.

Contribua com a coleta seletiva

Não jogue o lixo plástico na mesma lixeira do lixo orgânico. Separe os materiais e leve os plásticos e outros recicláveis, como vidro e papelão, para a coleta seletiva.

Aliás, esse é um excelente termômetro para avaliar o quanto de lixo plástico é produzido sem que se perceba. Depois de uma semana, veja o quanto de lixo plástico foi acumulado e compare com a quantidade de lixo orgânico. Tenha certeza: a diferença é absurda.

Veja no vídeo abaixo como o plástico ameaça a vida de muitos seres vivos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0

Comentários

sonhar com criança

O que significa e quais interpretações de sonhar com criança

tipos de forno

Conheça os diferentes tipos de forno e veja qual é melhor para você