em

Meu Deus!Meu Deus! TristeTriste

Jovem morre após comer macarrão feito 5 dias antes

O caso aconteceu na Bélgica e o estudante tinha deixado a comida fora da geladeira
Jovem morre após comer macarrão feito 5 dias antes
Crédito: Freepik

Um estudante, identificado em um relatório publicado no Journal of Clinical Microbiology como AJ, morreu depois de comer macarrão preparado com antecedência, para as marmitas da semana. De acordo com a autópsia, a morte foi causada por uma bactéria responsável pela “síndrome do arroz frito”.

Alguns especialistas explicam que o estudante cometeu um erro comum, porém mortal, que foi comer o alimento depois de ficar muito tempo em temperatura ambiente. Você já fez isso alguma vez? Mesmo que esteja na geladeira, se estiver com cheiro, aparência ou sabor diferentes do normal, descarte o alimente e esterilize a vasilha, para não correr o mesmo risco que AJ.

Entenda o que houve

AJ era um jovem estudante de 20 anos, como muitos outros, que tinha os dias corridos, muito estudo e pouco dinheiro para as necessidades do dia a dia. Para ganhar tempo e economizar, ele preparava seu almoço no domingo e colocava em porções individuais, para o resto da semana.

No seu último final de semana de vida, ele fez isso, mas deixou um dos potes de macarrão fora da geladeira, por dois dias. Quando se lembrou, o que ele fez? Jogou fora? Não! Guardou para comer depois. E foi esse pote, que ficou em temperatura ambiente, comido depois de cinco dias de preparo, que o matou.

Seus colegas de quarto sempre brincavam com ele por esquecer a comida do lado de fora, mas dessa vez ele foi longe demais. Chegando da aula, ele pegou esse macarrão e comeu, pois era o último da semana.

Os colegas disseram que ele achou o gosto estranho, mas continuou assim mesmo, pois deveria ser apenas alguma alteração no molho utilizado. Em seguida, saiu para praticar esportes, mas voltou 30 minutos depois.

Jovem morre após comer macarrão feito 5 dias antes entenda
Crédito: Freepik

Ele estava sentindo fortes dores abdominais, dando início a uma série de vômitos e diarreia. Achando que era somente uma infecção passageira, ele comprou um remédio para o trato intestinal, à base de subsaliciato de bismuto, o famosos Peptozil, e acabou tomando todo.

Além da quantidade absurda ingerida, não foi uma boa escolha naquele momento, atingindo também o seu fígado. Algumas horas depois, seus olhos estavam amarelos e as dores pioravam, mas ele insistia que ia passar.

No dia seguinte, todos foram para suas aulas, menos AJ. Preocupados, seus pais tentaram entrar em contato e não conseguiram. Foi então que eles se locomoveram para a residência onde o filho morava, às 11 horas da manhã, encontrando-o já sem vida.

De acordo com a autópsia, ele faleceu por volta das 4 horas da manhã, cerca de 10 horas depois de ingerir o macarrão contaminado. Foi identificada necrose hepática, que justifica os olhos amarelos, pois o fígado parou de funcionar, liberando mais bilirrubina no sangue.

Além disso, em suas fezes foram encontrados rastros de uma bactéria que causa a chamada “síndrome do arroz frito”, Bacillus cereus, responsável por grande parte dos envenenamentos alimentares. Ela se desenvolve quando a comida fica exposta à temperatura ambiente, podendo se multiplicar muito rapidamente.

Comprovando de vez a causa da morte, também a vasilha com macarrão foi examinada e tinha uma grande quantidade da bactéria que levou o jovem estudante a óbito. Veja o vídeo com o médico Bernard, explicando todo o processo. Lembre-se de ativar as legendas em português.

sorvete caseiro fácil
Sorvete caseiro fácil: 20 receitas maravilhosas para experimentar
broto de alfafa
Broto de alfafa: como fazer e benefícios