identificar alimentos transgênicos
Crédito: Pxhere
em

TristeTriste

Como identificar alimentos transgênicos

O consumidor tem o direito escolher se quer comer alimentos geneticamente modificados ou orgânicos

Os alimentos transgênicos são os chamados de Organismos Geneticamente Modificados (OGM). Quer dizer que eles recebem outros genes em seu DNA ou seus próprios genes são alterados na intenção de tornar o alimento mais apetitoso, maior, fazê-lo amadurecer mais rápido e ter sua validade prolongada, por exemplo. Saiba como identificar alimentos transgênicos na hora de comprá-los.

Esse processo dos alimentos transgênicos é feito em laboratórios de biotecnologia. De um lado, os profissionais cientistas que atuam nessa área defendem que os alimentos transgênicos não oferecem mais risco à saúde do que quaisquer outros alimentos convencionais que não passaram por alterações genéticas.

Do outro lado, muitos grupos de ativistas condenam as alterações genéticas por pensarem que esses alimentos são cancerígenos, já que as alterações genéticas neles aplicadas podem afetar as células humanas negativamente, incentivando o desenvolvimento de doenças.

3 Dicas para identificar alimentos transgênicos

A verdade, até agora, é que não existe embasamento científico afirmando que os transgênicos não devem ser consumidos. Mas claro que essa recomendação não viria justamente da comunidade científica que trabalha com esses alimentos, então fica a critério de cada pessoa escolher comer transgênicos ou orgânicos. De toda forma, veja como pode identificar os transgênicos na hora da compra.

1. Símbolo na embalagem

Se for considerar apenas a aparência, é muito difícil perceber qual alimentos é transgênico e qual é orgânico, pois mesmo alguns orgânicos possuem uma aparência viçosa e saudável, como se tivesse sido feito em laboratório.

Porém, desde 2003 o Decreto 4.680 determina que se um alimento contém mais de 1% de ingrediente transgênico ele deve trazer um símbolo na embalagem, que é um triângulo amarelo com a letra T no centro.

2. Frase de identificação

Além do símbolo do triângulo amarelo com o T no centro, esses produtos também devem conter na embalagem a frase “produto produzido a partir de soja transgênica” ou “contém soja transgênica”, por exemplo.

3. Nome da espécie doadora

Mais do que apenas identificar um produto transgênico pelo símbolo e pela frase, que já são informações bem claras para auxiliar na escolha do consumidor, também existe a determinação de informar o nome da espécie doadora de genes para o alimento ou a sigla OGM, que como você viu no início, significa Organismo Geneticamente Modificado.

O rótulo dos alimentos transgênicos contêm essas informações unicamente para ajudar o consumidor a identificar cada tipo de alimento que tem ou não modificação genética. Essas informações não servem para determinar que um alimento é mais seguro que o outro.

2 Comments

Leave a Reply
  1. Eu como simples morta…penso que quem deve fiscalizar isso antes de vir pra nossa casa são os órgãos competentes ..depois q compramos temos que fazer nossa comida..num vamos ficar analisando ,analisando.antes de ir pro super mercado o alimento tem que estar pronto para o preparo…se num for bom temos que voltar no mercado ,discutir .brigar .estrssar pra poder fazer um almoço pros filhos .marido que tem hora pra ,escola ,trabalho …gente nossa parte e cozinhar ,alimentar a família ..bloquear a venda è serviço do governo..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0

Comentários

beterraba engorda

Beterraba engorda? Saiba tudo sobre esse vegetal

fazer marshmallow

Como fazer marshmallow: 4 receitas