O horário das suas refeições pode estar te engordando
Crédito: Freepik
em

O horário das suas refeições pode estar te engordando

Um estudo realizado recentemente mostrou que o horário das refeições tem influência sobre o ganho de peso

Um estudo publicado na revista científica Obesity, afirma que o jejum intermitente praticado durante o período matutino pode ser mais eficiente do que o efetuado durante o período noturno. Ou seja, ficar um bom tempo sem comer pela manhã é melhor do que aquela ideia de cortar o carboidrato pela noite.

Porém, a quais conclusões se pode chegar com esse resultado? É importante que se saiba aplicar a técnica do jejum intermitente, que pode inclusive oferecer riscos a quem pratica, se não for feito adequadamente. Então, além de entender o estudo, você deve consultar um nutricionista para que as técnicas sejam eficazes e favoreçam o processo de emagrecimento.

Horário das refeições pode ajudar a emagrecer

Você já deve ter ouvido diversas vezes que é importante que se coma muito bem durante a manhã, de maneira razoável durante a tarde e muito pouco durante a noite. Acontece que o ramo científico está cada vez mais propenso a rebater essa ideia do senso comum, como se pode ver no estudo citado.

O estudo separou um grupo de controle que se alimentava das 8 horas até as 20 horas e de uma outra categoria que comia das 8 as 14 horas. Isso caracterizou um jejum no período inicial do dia. A conclusão obtida é surpreendente: as pessoas que comeram até as 14 horas tiveram um aumento considerável nos hormônios relacionados à saciedade. Além disso, um aumento na queima de gordura.

Porém, o estudo não pode ser considerado conclusivo, o que promove a necessidade da elaboração de novas pesquisas sobre esse tema. Mesmo assim, é importante que a pessoa reflita sobre as conclusões divulgadas por esse periódicos, para propiciar a mudança de hábitos.

Como emagrecer usando a mente

Frederic Skinner, ícone do Behaviorismo, afirmava que o estudo do comportamento é fundamental para as relações humanas. Assim, é importante que se analise qual é o seu olhar em relação a comida. Você costuma ver um bom chocolate ou lasanha como uma recompensa? Saiba que esse pensamento pode ser perigoso, pois promove a comida como um reforço positivo.

Essa atitude aumenta a probabilidade de que você ingira cada vez mais alimentos. Pode também gerar problemas relacionados à compulsão alimentar, em que o indivíduo começa a se alimentar mais do que o necessário, de maneira desenfreada e exagerada.

Assim, é importante que em casos mais graves, a pessoa frequente um nutricionista – para que haja mudanças em sua dieta – e um psicólogo que irá ajudar a controlar esse comportamento. Isso acontece por meio de diferentes abordagens, como examinar as variáveis que propiciam esse comportamento ou os pensamentos disfuncionais que provoquem a compulsão.

Para isso, escolha um profissional habilitado pelo Conselho de Psicologia e não um coach da moda, que não possui formação necessária, pois ele apenas agravará o problema com o estabelecimento de metas utópicas.

Depois de examinar o porquê é importante prestar atenção e regular o horário das refeições e de adquirir importantes dicas para controlar essa variável, é importante que se tenha vontade de mudar. Afinal, a vontade – mesmo que em pequena quantidade – é suficiente para dar um primeiro passo rumo a hábitos mais saudáveis.

decoração de quarto de casal

Decoração de quarto de casal: 12 ideias para o quarto dos sonhos

decoração de quarto pequeno

10 Ideias de decoração de quarto pequeno