pessoas que podem dormir poucas horas
Foto: Freepik
em

Há pessoas que podem dormir poucas horas e acordar bem-dispostas

Se você costuma dormir tarde e acordar cedo, bem-disposto, considere-se uma pessoa de muita sorte.

Publicidade

Já falamos aqui sobre os malefícios de dormir pouco, já que, na maior parte dos casos, quem dorme poucas horas por dia, há muitos anos, acaba desenvolvendo problemas de saúde com mais facilidade.

Mas, a verdade é que esse efeito não acontece com todo mundo. Apesar de a maioria das pessoas precisar de 6, 7 ou 8 horas de sono por noite, há pessoas que podem dormir poucas horas e acordar bem-dispostas.

Ao menos, foi isso que disse à BBC, Louis Ptacek, pesquisador do Departamento de Neurologia da Universidade da Califórnia, Estados Unidos.

Veja também: Remédios para dormir: veja quando eles oferecem riscos à saúde

Publicidade

De acordo com Ptacek, “isso é um mal-entendido. É como dizer que todo mundo deveria ter 1,65 m de altura e que, se você é mais baixo do que isso, tem um problema”.

A resposta, segundo o pesquisador, está na genética de cada um. Algumas pessoas são geneticamente projetadas para naturalmente dormir pouco. Isso significa que, mesmo com apenas 4 a 6 horas de sono por noite, acordam revigoradas.

Entrar no grupo do Telegram

“Essas pessoas funcionam com muito menos horas de sono e fazem isso com alto desempenho. Isso é uma vantagem no mundo do trabalho em que vivemos”, diz Ptacek.

Publicidade

O estudo das pessoas que podem dormir poucas horas e acordar bem-dispostas

Nos últimos 25 anos, Ptacek e sua equipe analisaram os padrões de sono de mais de cem famílias.

“No início, todo o nosso trabalho estava focado em tentar encontrar os critérios para definir uma pessoa com ‘fase avançada do sono'”.

Uma pessoa com ‘fase avançada de sono’ faz parte do grupo de pessoas que podem dormir poucas horas e acordar bem-dispostas, também chamadas em alguns países de “cotovias matinais” – alguém que vai dormir cedo e acorda cedo.

Publicidade

“Houve pessoas que nos chamaram a atenção. Embora fossem ‘cotovias matinais’ e levantassem cedo, ficavam acordadas até tarde para fazer parte do nosso critério. Ficou claro então que havia famílias que eram ‘cotovias matinais’, sim, mas também eram ‘corujas notívagas'”, diz Ptacek.

Eram pessoas com um “sono curto natural”, o que lhes permite acordar cedo, mas também ir para a cama tarde. Até agora, quatro genes foram associados ao “sono curto natural”, mas pode haver mais.

Veja também: Síndrome de burnout: funcionários devem dormir melhor para combater a doença

Publicidade

As vantagens de pessoas do grupo “cotovia matinal”

Estudos realizados pela equipe de Ptacek revelaram que essas pessoas que conseguem dormir pouco têm uma capacidade de adaptação muito maior que outras.

“Temos uma forte impressão de que essas pessoas são mais saudáveis ​​do que a média”, diz o pesquisador. “Eles dormem muito menos e ainda são muito funcionais, então talvez estejam dormindo com mais eficiência. A questão é o que isso significa.”

Pode ser que estejamos mais próximos da resposta a esta pergunta. Em um novo estudo, os genes associados ao “sono curto natural” foram introduzidos em camundongos com doença de Alzheimer. E os animais ficaram mais resistentes.

Publicidade

“Isso é muito interessante porque sugere que podemos usar esse conhecimento biológico para fins terapêuticos, não só em relação às doenças neurodegenerativas, mas também às doenças psiquiátricas, diabetes, obesidade, muitos tipos de câncer”, diz Ptacek.

Fonte: BBC Brasil

Mãe dá lição em filho que foi denunciado por jogar lixo no chão

Criança cai de sexto andar

Criança cai de sexto andar e é salva por homem que passava na rua: assista!