glandula timo
Crédito: Freepik
em

Glândula timo: conheça suas funções e como estimulá-la

Embora tenha a função de fortalecer o sistema imune, acredita-se que essa glândula esteja intimamente ligada à felicidade

Geralmente, só quando uma pessoa apresenta problemas no seu sistema linfático é que começa a se familiarizar com as glândulas e sua importância para o funcionamento do organismo. Mas mesmo estando saudável – e justamente para prevenir doenças – é interessante conhecer melhor esse sistema. Dessa vez você vai aprender um pouco sobre o que é, como funciona e como estimular a glândula timo.

O que é?

glandula timo
Crédito: Instituto Oncoguia

De acordo com o Instituto Oncoguia, a glândula timo é um órgão linfático que fica na parte anterior (na frente) e superior da cavidade torácica, um pouco acima do coração. Acima dela está a traqueia, a veia jugular interna e a artéria carótida comum. Nas laterais estão os pulmões.

Essa glândula tem aparências diferentes conforme a fase da vida. No feto é vermelha. Nos primeiros anos de vida é acinzentada. Mais tarde fica amarelada. Quando está plenamente desenvolvida tem um formato piramidal e encapsulado.

Ela é constituída por três partes: medula (a parte mais interna), córtex (que envolve a medula) e cápsula que é o revestimento externo.

Funções dessa glândula no corpo

A função da glândula timo está relacionada ao sistema imunológico. Enquanto o feto está se desenvolvendo no útero e ao longo da infância, o timo atua na produção e na maturação dos linfócitos T que são um tipo de glóbulos brancos que formam o sangue.

Depois de se desenvolverem no timo, esse glóbulos migram para os gânglios linfáticos e ajudam o sistema imunológico a cumprir com sua função de proteger o corpo contra o ataque de vírus, fungos e bactérias causadores de infecções.

Ao longo da vida essa função permanece, mas o timo vai reduzindo de tamanho até que se torne um tecido adiposo, reduzindo sua produção de linfócitos T.

Como estimular a glândula timo

O nome timo vem do grego Thymus que significa energia vital. Antigamente acreditava-se que essa glândula era a guardiã da alma de cada pessoa e foi um dos últimos órgãos do corpo a ser desvendado quanto às suas funções.

Mas até hoje o timo ainda é considerado, dentro das ciências espirituais, um órgão especial capaz de restaurar as energias, por isso existem técnicas para estimulá-lo na intenção de melhorar a qualidade de vida.

Além de ter a importante função de produzir células de defesa, essa glândula também está associada aos sentimentos e, por isso, é estimulada por imagens, cores, sons, aromas, toques, palavras e sentimentos bons e ruins. É por isso que a glândula diminui de tamanho quando se sente aquele aperto de angústia no peito e se expande quando uma pessoa está alegre e com bons sentimentos.

Ou seja, acredita-se que o estímulo positivo ao timo seja capaz de atrair mais coisas boas para a vida (por meio do estímulo de boas atitudes) e de melhorar a função do órgão em manter o corpo sempre forte e protegido contra doenças.

Como fazer o estímulo

  1. Ponha-se de pé, com os joelhos desbloqueados, com os pés à largura dos ombros. Ponha o peso do seu corpo sobre os dedos dos pés e não sobre os calcanhares;
  2. Feche uma das suas mãos e dê pancadinhas contínuas com os nós dos dedos no meio do seu peito, com o seguinte ritmo: uma pancada forte, seguida de duas fracas;
  3. Faça isso durante uns 5 minutos e vá respirando calmamente. O que está fazendo está trazendo sangue para o timo, fazendo-o crescer. Ao mesmo tempo está energizando pulmões, coração, brônquios e garganta.

3 Comments

Leave a Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0

Comentários

geleia de gengibre

Como fazer geleia de gengibre: 5 receitas simples e aromáticas

receitas de charlote

Receita de charlote: uma torta inglesa especial para a sobremesa