em

Você já ouviu falar sobre fisioterapia aquática?

Exercícios feitos na piscina ajudam nos exercícios de promoção da saúde
Fisioterapia aquatica

A Fisioterapia Aquática, ainda conhecida por alguns como Hidroterapia, é um método terapêutico que aproveita os efeitos fisiológicos e cinesiológicos que uma piscina preparada pode oferecer. Esta atividade auxilia na reabilitação ou prevenção de alterações funcionais, além da promoção da saúde.

As atividades são realizadas em uma piscina terapêutica com temperatura adequada especificamente para este fim com parâmetros de medidas, profundidade, temperatura, ambiente externo que proporciona um ambiente ideal para a prática dos exercícios para aliviar dores e espasmos musculares. Essa modalidade ainda melhora suprimento sanguíneo, equilíbrio, coordenação e postura

Essa área de atuação da Fisioterapia vem conquistando mais espaço a cada dia, com auemento do número de profissionais habilitados e com um alto grau técnico para desenvolver esse método de tratamento. Isso proporciona para os pacientes uma intervenção não farmacológica e não invasiva.

Objetivos e benefícios do tratamento

Além de todas essas vantagens para a saúde, a Fisioterapia Aquática tem ainda outros grandes benefícios. Conheça todos:

  • Promove o relaxamento muscular;
  • Diminui espasmos musculares;
  • Aumenta o limiar de excitação nervosa, diminuindo a dor;
  • Facilita o movimento articular promovendo a manutenção e/ ou restauração da amplitude de movimento;
  • Aumenta a circulação periférica;
  • Redução de edema;
  • Redução da espasticidade
  • Melhora do condicionamento cardiorrespiratório e o aumento da capacidade aeróbica;
  • Fortalecimento muscular;
  • Melhora a musculatura respiratória;
  • Reduz a atuação da forca gravitacional;
  • Melhora a autoconfiança do paciente;
  • Facilita a marcha;
  • Melhora funcional do equilíbrio, locomoção e coordenação
  • Melhora dos distúrbios do sono;
  • Melhora a ansiedade e o stress;
  • Aumento do metabolismo e diminuição da tensão muscular;

Indicações da Fisioterapia aquática

Gostou dessa modalidade? Conheça quais são as principais indicações dessa atividade:

  • Cervicalgias;
  • Lombalgias;
  • Bursites;
  • Artrose;
  • AVC;
  • Parkinson;
  • Hérnia de disco;
  • Paralisia cerebral;
  • Fraturas;
  • Osteoporose;
  • Luxações, entre outros.

Contraindicações da Fisioterapia aquática

Suas contraindicações são poucas, sendo relativas ou absolutas, e envolvem:

  • Doenças de pele;
  • Estados críticos de saúde geral;
  • Infecções agudas ou crônicas;
  • Febre;
  • Crises de epilepsia sem controle;
  • Intolerância ao cloro;
  • Medo da água, e outras.

É fato o potencial de melhora que o tratamento fisioterapêutico por meio da terapia aquática proporciona para o paciente e isso se acontece devido a uma base sólida de trabalhos científicos produzidos na área.

Portanto, além de realizar todos os procedimentos com base científica, ela permite o tratamento de diversas disfunções do organismo, associando o bem-estar físico e emocional dos pacientes.

Sendo assim, o ideal sempre é ser atendido por um profissional especializado que tem o conhecimento das técnicas modernas e atualizadas de Fisioterapia aquática.


Por Felipe Ricardo, Fisioterapeuta – CREFITO 14/235419
www.frfisioterapia.com

Representante titular do Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional da 14ª Região, CREFITO-14 no Núcleo de Apoio Técnico ao Magistrado-NATEM.

Representante titular do Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional da 14ª Região, CREFITO-14 no Conselho Estadual de Saúde do Piauí CES/PI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0
Comentários
bolo de chocolate
Receita de bolo de chocolate sem ir ao forno
Dieta do tipo sanguíneo A
Dieta do Tipo Sanguíneo A – entenda o que deve consumir e evitar