fimose
Crédito: Freepik
em

Fimose: saiba o que é, como fazer a cirurgia e outros tratamentos

Descubra quais as causas e como evitar esse problema que afeta a vida de muitos homens

Fimose é uma condição muito comum no público masculino. Ela consiste na dificuldade ou impossibilidade de expor a glande, que é a cabeça do pênis. Isso ocorre porque o prepúcio, camada de pele que envolve a glande, não permite que ela faça a passagem para fora. Saiba mais sobre as causas nos meninos e as opções de tratamentos.

Veja também: por que todo homem deve consultar o urologista?

Causas

como é a fimose no menino
Crédito: Toda Matéria

Nos primeiros meses de vida, a fimose costuma estar presente na maioria dos meninos. O normal é que a aderência do prepúcio à glande desapareça naturalmente. Mas há casos em que o problema persiste por muito mais tempo.

Sendo assim, são classificados 2 tipos: fisiológica, que está presente desde o nascimento, e a secundária, que pode se desenvolver ao longo da vida do menino jovem ou do homem, após um quadro de infecção de repetição ou traumatismo no local.

Cicatrizes e assaduras são causas comuns para que o anel do prepúcio se estreite. Mas a falta de higiene também pode levar a esse problema. Infelizmente é muito comum entre os homens um descaso com a limpeza e a higiene do pênis, pela falta de hábito de realizar essa higiene desde a infância. O acúmulo de sujeira pode gera infecções e inflamações que estreitam a abertura do prepúcio.

Portanto, a melhor forma de prevenir é por meio da higiene. Simples assim. Lavar o pênis todos os dias, com água corrente e sabão neutro, irá evitar o acúmulo de impurezas no órgão.

Desde o início da infância é importante ensinar o menino a lavar o próprio pênis de modo correto. Qualquer assadura ou pequeno corte no órgão deve ser tratado imediatamente. Isso evitará o desenvolvimento de feridas maiores, inflamações e infecções. Se a cirurgia for necessária, faça o quanto antes.

Como é a cirurgia?

Se ela não desaparecer sozinha até os 3 anos de idade, a principal forma de tratar o problema é de modo cirúrgico. Esse procedimento é chamado de postectomia. Consiste na retirada do excesso de pele do prepúcio ou em fazer pequenos cortes que possibilitem a exposição da glande. Vai depender da idade da pessoa e do grau de fimose. De modo geral, no mesmo dia o paciente vai para casa e em quatro dias já pode retomar atividades normais.

A cirurgia na primeira infância é benéfica por muitos motivos. Ela facilita a higiene do pênis e previne infecções do prepúcio e da glande. O procedimento também evita o estrangulamento da cabeça do órgão pelo prepúcio, além de permitir relações sexuais saudáveis na vida adulta. E fique tranquilo: não há qualquer perigo de ficar estéril devido à fimose.

De acordo com o Ministério da Saúde, essa cirurgia é oferecida gratuitamente pelo SUS, depois que o paciente passa pela avaliação do médico da família, que constata a necessidade de operar.

Outros tratamentos

Antes de partir para a cirurgia, existem mais dois métodos possíveis para curá-la:

Pomadas

Determinadas pomadas à base de corticoide são anti-inflamatórias, analgésicas e antibióticas. Eles têm o objetivo de de facilitar o deslizamento da pele que está presa sobre a glande, promovendo uma maior retração para a passagem da glande.

A pomada deve ser recomendada pelo médico e o tratamento geralmente dura 1 mês, aplicando a pomada 2 vezes ao dia. Esse tempo vai depender da idade do paciente e do grau que ele apresenta.

Exercícios de retração da pele

Para meninos maiores de 5 anos, outra possibilidade para tentar acabar com ao problema é fazer um leve exercício de retração da pele que recobre a glande. Esse exercício não deve causar dor, nem se deve forçar demais a pele. É apenas uma forma de facilitar o desprendimento da pele.

Para realizar o exercício, deve-se segurar o pênis com uma das mãos, enquanto se aplica um pouco de pomada com a outra mão, puxando cuidadosamente a pele para trás, durante 1 minuto, repetindo de 3 a 4 vezes ao dia. É um procedimento lento, pois não deve causar dor. Os meninos pequenos devem ter a ajuda dos pais para fazer esse tratamento da forma correta, sem medo.

Fimose em bebê é perigoso?

Como já mencionado, boa parte dos bebês meninos nascem com essa condição, mas o problema desaparece naturalmente conforme o crescimento. Portanto, não é considerado algo perigoso. Contudo, os pais devem saber perceber, e o pediatra também deve alertá-los, se o bebê realmente tem fimose. Assim, os pais precisam saber higienizar muito bem o pênis do bebê para evitar inflamações e infecções que podem prejudicar a saúde dele no presente e sua qualidade de vida no futuro. Manter as consultas ao pediatra é a melhor forma de detectar e tratar o problema.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0

Comentários

beterraba engorda

Beterraba engorda? Saiba a verdade e veja como consumir

cuidar do cabelo branco

Dicas para cuidar do cabelo branco pintado ou natural