Crédito: Freepik
em

Etarismo: você conhece esse tipo de discriminação?

Dizer que o etarismo é frescura, é querer permanecer na ignorância e se negar a evoluir

Publicidade

Você é tão velho quanto se sente. Essa é uma máxima que todos deveriam levar para a vida, e não só sobre si mesmos, mas para refletir antes de julgar os outros. É muito comum ver por aí pessoas praticando o etarismo. Talvez até você faça isso de diferentes formas e nem saiba que está fazendo. Então, é melhor saber do que se trata para evitar esse tipo de discriminação e ser mais respeitoso com o próximo.

Etarismo – o preconceito por idade

O etarismo é um tipo de discriminação por idade. Já abordamos aqui o tema ageísmo, que também se refere ao preconceito contra pessoas mais velhas. Mas, quando se fala em etarismo, não necessariamente a pessoa precisa ter mais de 50 ou 60 anos para se sentir discriminada. Basta ser de uma geração diferente – ou até da mesma, o que é ainda pior.

Muitas vezes, o etarismo surge em tom de brincadeira com pessoas que você conhece bem e acha que não vão levar a sério. Mas, por dentro, a pessoa vai acumulando as ofensas veladas sobre sua idade, sua capacidade mental, quando alguém interrompe sua fala supondo que não é importante o que ela tem para dizer, já que ela está ficando velha.

Esse tipo de discriminação acontece porque, infelizmente, faz parte da cultura social associar o envelhecimento à degradação. É por isso que se considera deselegante perguntar a idade de uma mulher.

Publicidade

Quando o etarismo e machismo estão embutidos

Veja bem, aqui temos outro tipo de preconceito embutido, o machismo, que é, em parte, contra as mulheres. Afinal, não é mal educado perguntar a idade de um homem, da mesma forma que a sociedade não julga um homem grisalho, mas fala mal das mulheres que optam por não pintarem os cabelos brancos.

Mais do que os fios de cabelo “proibidos” porque envelhecem, o etarismo e o machismo embutidos também diminuem a importância das mulheres que “já” têm 35 anos ou mais, como se essa idade as tornassem inaptas para ingressar em uma nova profissão, começarem a estudar, até para ter filhos existe o preconceito. Basicamente, a mulher é proibida de envelhecer, principalmente no que toca sua aparência.

Etarismo serve para todas as idades

Vale também ressaltar que o etarismo diz respeito ao preconceito por idade em todas as faixas etárias. A partir do momento em que você discrimina ou julga mal uma pessoa justificando sua atitude com base na idade da pessoa, seja ela criança, jovem ou adulto, você está praticando o etarismo.

Publicidade

Desconstruindo o etarismo

Mas então, agora que você sabe o que é o etarismo, e que já deve ter se lembrado de situações em que o praticou ou que foi vítima desse preconceito, vamos relembrar frases etaristas para você evitar daqui em diante e para alertar outras pessoas.

Por que isso é importante? Para ter empatia, para viver em uma sociedade melhor, com menos preconceitos e com mais respeito ao próximo. Aliás, você pode achar que o etarismo não lhe afeta, mas lembre-se que não é só você que importa.

Esse tipo de prática pode atingir profundamente uma pessoa mais sensível ou que esteja passando por problemas que vão se somando até culminar em depressão, ansiedade, além de tantas portas fechadas diante das oportunidades da vida.

Publicidade

O etarismo é cruel, maldoso, negativo e inútil. Se você o pratica, está na hora de evoluir e deixar de lado comentários do tipo:

  • Nossa, você nem aparenta a idade que tem!
  • Você já é velho demais pra ter essa aparência!
  • Essa pessoa não se enxerga, acha que ainda é nova pra se vestir assim!
  • Se ela está com esse homem mais novo é porque quer se fazer de mocinha!
  • Ela não tem vergonha de estar com esse menino com idade pra ser filho ou neto dela!
  • Se ela está com esse homem mais velho é interesseira!

Reavalie suas atitudes e a forma como você julga os outros. Coloque em prática aquele ensinamento comum que diz: “trate os outros da forma que você quer ser tratado”. É simples, e você se tornará um bom exemplo para as próximas gerações ao invés de ser um disseminador do preconceito que, cedo ou tarde, vai acabar atingindo você.

Batom vermelho Juliette

7 Dicas para passar batom vermelho sem errar

Benefícios gengibre para o cabelo

4 Benefícios do gengibre para o cabelo