chocolate com mais cacau
Imagem: Freepik
em

Estudo mostra benefícios do chocolate com mais cacau para idosos com câncer

O estudo, realizado pela USP, mostrou os benefícios de incluir chocolate no tratamento de idosos com câncer sem cura.

Publicidade

Nem todo mundo pode ou gosta comer chocolate ao leite ou branco, seja pelo excesso de doçura no sabor ou porque a saúde não permite. Mas, já é de conhecimento popular que o chocolate com mais cacau é uma opção mais saudável.

Para comprovar o maior benefício do alimento, um estudo da Universidade de São Paulo (USP), associa o chocolate com mais cacau ao bem-estar dos idosos com câncer em cuidados paliativos (sem possibilidade de cura).

De acordo com o estudo, o alto teor de cacau é benéfico para o estado nutricional dos idosos, além de ajudar na diminuição dos sintomas da doença, no caso de câncer.

Veja também: Cacau em pó, chocolate e achocolatado: quais as diferenças?

Publicidade

Nereida Kilza da Costa Lima, médica geriatra, professora e orientadora da pesquisa, comenta que o chocolate com mais cacau, além de ter uma história antiga na sociedade, “é alvo de estudos na área cardiovascular”.

Como foi feito o estudo

O estudo foi realizado com 46 pacientes idosos com câncer em cuidados paliativos em tratamento no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP, no interior de São Paulo.

Entrar no grupo do Telegram

Todos os voluntários receberam tratamento padrão e foram divididos em três grupos. Um deles, com pessoas que não receberam chocolate com mais cacau, enquanto outro grupo foi formado com pessoas que consumiram 25 gramas diárias de chocolate feito com 55% de cacau. O terceiro grupo continha pessoas que ingeriram a mesma quantidade, só que de chocolate branco.

Publicidade

Os idosos tinham média de 67 anos de idade e 43,5% estavam em risco de desnutrição ou estavam desnutridos antes do início dos trabalhos dos pesquisadores da USP.

Veja também: Bolo de chocolate sem glúten: 6 receitas para perfumar a cozinha

Os resultados

Após quatro semanas de estudo, foi observado que os índices nutricionais aumentaram significativamente.

Publicidade

 “Não houve indivíduo classificado como desnutrido após a intervenção, evidenciando que, possivelmente, a intervenção nutricional pode ser capaz de reduzir a perda de peso em pacientes com câncer em estágio avançado, melhorando o estado nutricional”, conta a nutricionista Josiane Cheli Vettori, doutora pela FMRP e primeira autora do estudo.

Vettori diz que a assistência nutricional é importante para o controle dos sintomas durante o tratamento oncológico e deve ser realizada pela equipe de saúde junto com o paciente, familiares e cuidadores.

“Antes de recomendar o chocolate, é importante observar as preferências alimentares, que são altamente pessoais.” Também é necessário “pensar em conjunto com a equipe multiprofissional, familiares e paciente para entender se faz sentido no tratamento, se é algo que ele gosta e se tem acesso”, reforça.

Publicidade

Veja também: Chocolate fortalece os ossos, mito ou verdade?

O chocolate branco não é de todo ruim

Costumamos ver o chocolate branco como uma opção que não é exatamente chocolate. Mas, nem por isso ele deve ser considerado um vilão.

De acordo com a professora, o chocolate branco é produzido com a manteiga do cacau e não com a massa do fruto, e surpreendeu nos resultados. “Ele demonstrou ter efeito benéfico no estresse oxidativo, que causa danos celulares.”

Publicidade

Além disso, o chocolate branco “melhora na inflamação e nas reservas corporais”, aponta. “Agora a comunidade científica precisa continuar pesquisando quais são e os impactos de possíveis componentes positivos desse tipo de chocolate.”

Fonte: Olhar Digital/ Jornal da USP

filho ser manipulado

Não deixe seu filho ser manipulado pelos outros: ensine-o a ficar esperto

exame da OAB

Aposentado passa no exame da OAB aos 77 anos e realiza sonho de ser advogado